quarta-feira, abril 01, 2015

Solano Portela

Reminiscência... O Fim de Uma Carreira!

O ano era, creio, 1965. Eu era um jovem de 18 anos cheio de ânimo. Havíamos saído de Recife, eu e outros três amigos, para Garanhuns, para um encontro de Jovens Presbiterianos. Um desses amigos era o pregador e eu achei de dar uma de fotógrafo.
Todo empolgado, havia comprado um FLASH para uma máquina da época da segunda guerra mundial que meu pai tinha em casa. Nos meses anteriores eu havia lido na Enciclopédia Prática Jackson a seção de FOTOGRAFIA e estava todo entusiasmado, crente de que era o maior expert nas redondezas sobre o manejo da câmera. Sabia tudo sobre abertura, lentes, foco, sensibilidade de filmes (alguém lembra de "ASA 100"?) e, especialmente, sobre fotografias com flashes. A geringonça adquirida, fruto de MUITAS economias, era um trambolho de bom porte, que ainda tinha um leque de alumínio que abria e ampliava o poder de projeção da lâmpada ENORME, com aqueles mil filamentos internos, envoltos em magnésio, que explodia e causava aquele clarão de arrepiar, invariavelmente queimando fotos, no processo, ou submetendo-as à superexposição!
Pois bem, enquanto o meu amigo pregava, armei o leque, coloquei a lâmpada (com as duas mãos) no soquete, parafusei o flash em cima da máquina, liguei o fio no local devido e me encaminho na ala central da igreja para registrar o histórico momento da pregação! Nenhuma preocupação em disfarçar, pois, seguindo a milenar tradição dos fotógrafos, eles são o centro da atenção, mesmo.
Aponto a máquina, preparo-me para o grande momento, aperto o botão e ... clik – NADA do FLASH!! Impossível! Eu testei antes (lembrando que as lâmpadas, naquele tempo, QUEIMAVAM ao serem acionadas – isso mesmo – eram suficientes para UMA foto, e custavam uma nota!). Perplexo, viro a máquina para ver o que estava acontecendo e a bomba de efeito retardado entra em ação: a lâmpada explode, com grande clarão a uns cinco centímetros da minha face.!
Pausa no sermão, olhares se voltam ao fotógrafo cego, que ziguezagueava no meio da igreja, segurando uma máquina fotográfica com uma lâmpada fumegante, ainda, em direção à porta de entrada. Nesse percurso, que durou um século, até chegar lá fora e sentar na calçada, foi tomada a decisão de abandonar a promissora profissão. O incidente, como de costume, gerou brincadeiras e zombarias dos colegas, especialmente dos que haviam me acompanhado até o evento! Foi o fim de uma possível carreira...
Solano Portela

Solano Portela

Postado por Solano Portela.

Sobre os autores:

Dr. Augustus Nicodemus (@augustuslopes) é atualmentepastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana doBrasil e presidente da Junta de Educação Teológica da IPB.

O Prof. Solano Portela prega e ensina na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, onde tem uma classe dominical, que aborda as doutrinas contidas na Confissão de Fé de Westminster.

O Dr. Mauro Meister (@mfmeister) iniciou a plantação daIgreja Presbiteriana da Barra Funda.

26 comentários

comentários
1/4/15 12:23 delete

Não posso acreditar que até o momento não houve nenhum comentário,devem respeitá-lo muito, meu irmão, fazia muito tempo que não ria tanto. Valeu ouvir essas agruras de um jovem em busca da fama. Deus abençoe.

Responder
avatar
1/4/15 17:45 delete

Caro Luciano:
Ninguém mais lê BLOGS. Está todo mundo conectado somente no Facebook e outras mídias sociais... Obrigado pelo comentário.
Solano

Responder
avatar
Lidia Cutrim
AUTOR
1/4/15 19:04 delete

Puxa!! Fiquei me imaginando na situação kkk

Responder
avatar
amebablues
AUTOR
2/4/15 09:04 delete

Será que o senhor fez a primeira selfie da história? kkkkkkkkkkkk

Responder
avatar
Izabel
AUTOR
2/4/15 15:40 delete

Solano Portela

Eu sou entusiasta do formato blog
Leio diariamente vários, em sua maioria com temática cristã e o tempora-mores está em minha lista, sempre venho aqui conferir se há novos textos.
Disto isto, espero que o blog tenha vida muuuito longa.

Concordo com amebablues creio que senhor tirou a primeira self de que se tem notícia rs

Abraços

Responder
avatar
2/4/15 22:14 delete

Isso é o tipo de coisa que costuma acontecer comigo. Kkkkk

Responder
avatar
3/4/15 15:31 delete

O mundo perdeu um fotógrafo!

Responder
avatar
4/4/15 22:57 delete

Muito bom!!!

Hoje vale uma piada mas no dia... deve ter sido doloroso para o ego.

Pelo menos ganhamos um sério profissional em outras áreas bem mais proveitosas, incluindo teologia.

Abraços, irmão.

Responder
avatar
4/4/15 23:18 delete

Caro presbítero, lemos blogs SIM! Talvez não deixemos comentários sempre, mas lemos sim.

Amei esta sua crônica. Muito legal! Dei risada aqui!

Deus abençoe!!

Responder
avatar
5/4/15 10:31 delete

Estou sempre lendo este blog. Pena que as postagens estão mais raras, mas acredito que seja o pouco tempo de que dispõem esses grandes homens de Deus.

Responder
avatar
6/4/15 08:43 delete

kkk... ri muito!!!

Responder
avatar
9/4/15 17:41 delete

KKKKKKKKKKKKKKKKK, trágico.

Responder
avatar
12/4/15 14:37 delete

Leio blogs diariamente e sempre passo aqui pra ver as novidades. O senhor deveria usar o facebook para divulgar as crônicas do blog assim que fossem postadas!!!

Responder
avatar
Marcelo
AUTOR
16/4/15 11:40 delete

Irmão Solano,

É tão bom a gente rir de si mesmo, das nossas trapalhadas na vida.
Parabéns. E que bom que não se tornou fotógrafo.

Responder
avatar
24/4/15 07:35 delete

Eu ri muito aqui......

Responder
avatar
1/5/15 08:56 delete

Caro Solano - Eu e muita gente sempre lemos blogs. E quanto ao post o mundo perdeu um fotógrafo, mas a igreja de Cristo ganhou um teólogo. Abraço!

Responder
avatar
wureson
AUTOR
1/5/15 10:05 delete

Caro irmão muito interessante essa sua experiência...estou rindo me colocando em sua pele !

Responder
avatar
21/5/15 16:07 delete

"Primeira selfie da historia" kkkkkkkkkk

Responder
avatar
13/6/15 21:01 delete

Fiquei imaginando a cena... ri muito!

Responder
avatar
19/6/15 16:26 delete

Um desastre engraçado. Mas foi muito bom porque fez com que o amado irmão descobrisse sua verdadeira vocação. Para o bem de todos.

Responder
avatar
Unknown
AUTOR
13/8/15 10:56 delete

Eu ri bastante, muito engraçado. E identifiquei-me com a situação porque faço parte do ministério da comunicação em minha igreja e sou fotógrafa voluntária.

Responder
avatar
19/10/15 16:41 delete

Rindo muito aqui! A começar pela máquina de 1965! kkkkkkkk. Muito bom! Esse blog é maravilhoso!

Responder
avatar
ana macrina
AUTOR
26/2/16 13:04 delete

Chega esqueci a dor que estava sentindo! Sinto muito, mas não pude conter o riso..rs..a narrativa muito boa!

Responder
avatar