sexta-feira, setembro 15, 2006

Augustus Nicodemus Lopes

A Guerra Que Nunca Existiu


Na foto (ainda do meu celular) a Nancy Pearcey trata na quarta-feira à noite da "guerra que nunca existiu". Ela traçou através da história o surgimento do mito de que o Cristianismo sempre perseguiu os cientistas que trouxeram novas visões do mundo e da realidade, a começar com Galileo. Com farta documentação, Nancy mostrou que longe de ser antagonista de Galileo, Copérnico ou quaisquer outros dos famosos cientistas que nos ajudaram a ter uma visão melhor de mundo, o Cristianismo havia na verdade fornecido os pressupostos necessários para o surgimento das idéias destes homens e de outros como Kepler, tais como o conceito de que há ordem e propósito inteligente no universo, e que o homem é capaz de compreender e entender o funcionamento do universo.

Quanto as gravações das palestras da Nancy, ainda não temos resposta se poderemos ou não disponibilizá-las, estamos trabalhando no assunto, mas sem promessas.

Um abraço.

Augustus Nicodemus Lopes

Postado por Augustus Nicodemus Lopes.

Sobre os autores:

Dr. Augustus Nicodemus (@augustuslopes) é atualmentepastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana doBrasil e presidente da Junta de Educação Teológica da IPB.

O Prof. Solano Portela prega e ensina na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, onde tem uma classe dominical, que aborda as doutrinas contidas na Confissão de Fé de Westminster.

O Dr. Mauro Meister (@mfmeister) iniciou a plantação daIgreja Presbiteriana da Barra Funda.

14 comentários

comentários
15/9/06 22:13 delete

Se Gilmar baba desde as margens do Sao Francisco, eu babo aos pés da Cordilheira dos Andes (rsrs).
Só a modo de confissao: li há anos atrás o "E Agora, Como Viveremos?" da Nancy Pearcey com Charles Colson e o impacto na minha vida foi (e ainda é) realmente profundo, gracas a Deus. Se conseguirem disponibilizar o áudio destas palestras, nao deixe de avisar Rev. Augustus, por favor!
E uma dica: para quem quiser ler o livro "A Arte Moderna e a Morte de uma Cultura" num idioma mais acessível para os luso-falantes do que o holandês ou o inglês, entao pode procurar na internet no site da editora CLIE (em espanhol). É um livro excelente que eu uso para lecionar Filosofia no seminário presbiteriano de Santiago do Chile. O nome do autor é Hans Rookmaaker (professor de História da Arte na Universidade Livre de Amsterdam em décadas passadas) e tenho entendido que foi professor de Francis Schaeffer no que respeita à História da Arte.
Um grande abraco!
Rev. Jonathan

Responder
avatar
Fábio Teles
AUTOR
16/9/06 15:49 delete

Dr. Augustus, surgiu um forte boato na net que a Nancy Pearcey é da ala feminista. Acaso isso é verdade? No meu tempo de Campinas estudei que uma excelente professora ameriacana. Ficávamos inspirados e iluminados ao vê-la comunicar, mas, algum tempo depois, ela era - e é - uma porta voz do liberalismo americano. Em relação a senhora Nancy Pearcey ela é liberal?

Um forte abraço

Responder
avatar
16/9/06 16:27 delete

Fábio,

Se Nancy Pearcey é liberal e feminista, disfarçou muito bem. Ela criticou o liberalismo teológico nas palestras, detonou a evolução teísta (via de regra, a posição dos liberais e neo-ortodoxos), defendeu o criacionismo. Nas conversas em grupos menores e à mesa, pareceu claramente ser a favor da posição complementarista (criados iguais mas com funções complementares e diferentes). Nenhum traço de liberalismo ou feminismo aparente, quer em público ou em particular. Todavia, mesmo que ela fosse a favor da ordenação feminina, ela foi convidada para falar sobre Ciência e Cristianismo. O que fez, e muitíssimo bem.

Um abraço.

Responder
avatar
moises
AUTOR
17/9/06 16:38 delete

Dr. Augustus!!

estou ansioso pelos áudios, como faço para adquiri-los?

obrigado

Responder
avatar
18/9/06 08:06 delete

Rev. Augustus,

Quando vejo pessoas como a Nancey, lembro-me do Dr. Adauto Lourenço, que nada contra uma maré violentíssima.

Infelizmente, como no post o sr. enfatizou, é gritante o número de cristãos adeptos do evolucionismo; quando na verdade ele é a forma exata de excluir Deus da criação.

O Dr. Adauto que diz: "Não mudei de religião, mudei de ciência"; pois ele era evolucionista e tornou-se criacionista.

É sempre importante enfatizar que os defensores do criacionismo são cientistas sérios com MUITAS, mas MUITAS evidências ao [nosso] favor.

Sejamos sábios em conciliar nossa fé com nossa ciência.

Abraços

Responder
avatar
Lou Mello
AUTOR
18/9/06 13:11 delete

ô! Pena que o Papa João Paulo II morreu sem ouvir a Nancy. Isso lhe teria poupado a vergonha de pedir desculpas ao Copérnico e ao Galileu. Também, quem manda ser católico e morrer antes da hora.

Responder
avatar
Norma
AUTOR
18/9/06 19:27 delete

Eu estava lá, no Congresso, como uma das palestrantes, e vi em Nancy Pearcey uma verdadeira colega de ministério, como se diz. Foi excelente! Enquanto ainda não sai o áudio das palestras, há um resumo comentado em meu blog sobre o que ela apresentou.

(Norma, fazendo uma descarada publicidade de seu blog no blog dos outros.) :-)

Responder
avatar
18/9/06 22:50 delete

Prezado Fábio,

Nancy Percey associou-se a um movimento feminista ainda quando estudante. Fez mais barulho ao sair do que ao entrar, mas como ela mesmo disse, o primeiro barulho ainda soa mais alto aos ouvidos publicos. Ela é perguntada frequentemente sobre isto... mas não tem nada de feminista ou liberal...
abs
Mauro

Responder
avatar
lindoberg
AUTOR
19/9/06 15:22 delete

Oi Professor, Saudades... (que espero matá-la em breve) eu soube ontem lá no seminário que o Sr. estará aqui em Fortaleza em Outubro, vi o cartaz! será que tem possibilidade de uma foto ao seu lado?

há, e antes que eu me esqueça... parabéns pela iniciativa do Mackenzie

Responder
avatar
21/9/06 10:10 delete

Me perdõe, mas, com as devidas considerações, gostaria de discordar da Dr. Nancy. A ciência e a religião realmente viveram momentos de conflitos que chegaram a vias de fato. Reconhecer e não esconder, demérito nenhum há em dizer: erramos!!

Responder
avatar
21/9/06 14:53 delete

Gustavo,

Não tive a impressão de que a Nancy Pearcey estava tentando esconder alguma coisa. Teria sido fácil malhar a Igreja Cristã da época, pois era católica romana e a Nancy é protestante reformada. Ela até que defendeu o Catolicismo. O argumento dela, apenas para constar, foi nessa direção:

1) O conflito nunca foi entre cientistas ateus e sacerdotes ou pastores ignorantes, mas entre os próprios cientistas cristãos e suas divergentes visões de mundo. Os maiores inimigos de Copérnico e Galileu foram outros cientistas cristãos (ao estilo do cristianismo medieval).

2) O mito da guerra entre Ciência e Religião foi impulsionado por duas publicações de historiadores da ciência, hoje desacreditados, que criaram vários desses mitos torcendo os fatos.

3) A tendência hoje dos historiadores da ciência é de revisionismo histórico, valorizando o papel do cristianismo no surgimento da ciência moderna.

A melhor coisa que posso pensar agora é você adquirir o livro "A Alma da Ciência" da N. Pearcey e dar uma lida. Tem um capítulo só sobre isso.

Abraços

Responder
avatar
22/9/06 12:01 delete

Rev. Li o livro e participei do evento no mackenzie. A minha intenção não é desmerecer a postura da Dr. Nancy e sim mostrar que pode ser uma visão miope dos fatos. Creio em um conflito (pela revisão histórica e por lecionar esta matéria a algum tempo. Creio em conflitos de ciêntistas com ciêntistas, mas, a igreja teve um papel vital, por causa de uma postura intolerante.

Responder
avatar
Marcos Rondon
AUTOR
12/10/06 15:16 delete

Que grata satisfação descobrir este blog zapeando pelo site do Solano Portela. Também gostaria de saber sobre o material da palestra da Nancy Pearcey. Li o livro dela do Charles Colson ( E agora, como viveremos) anos atrás. Li também alma da ciência, dela em co-autoria com Taxton (parece). Gostaria muito de poder ouvi-la.Em tempo: o Dr. Mauro Meister esteve em Cuiabá dias atrás dando um curso exprexx sobre Cosmovisão Cristã. Foi excelente, e deixou boas sementes!

Responder
avatar
12/10/06 16:25 delete

Prezado Marcos,

Ainda não podemos disponibilizar as palestras da Nancy Pearcey, mas estamos trabalhando no caso! Aguarde.

Um abraço,
Augustus

Responder
avatar