quarta-feira, março 30, 2011

Augustus Nicodemus Lopes

A Fraternidade Mundial Reformada se Reúne nos Estados Unidos

Esta reunião, na verdade, é do Conselho Diretor da Fraternidade Mundial Reformada, que acontece anualmente em alguma parte do mundo. A reunião do plenário acontece a cada quatro anos. Ano passado o plenário se reuniu na Escócia e fizemos o registro aqui no blog. A próxima plenária está planejada para 2014, talvez na Austrália.

Aqui em Bethesda, estado de Maryland, próximo a Washington D.C., estamos reunidos nas dependências da Fourth Presbyterian Church, uma igreja da PCA (conservadora) com cerca de 3 mil membros. Somos cerca de 35 presentes, representando os seguintes países: Estados Unidos, Inglaterra, Escócia, Irlanda, França, Coréia, China, Indonésia, Índia, África do Sul, Etiópia, Argentina, Porto Rico, Austrália, entre outros.

Os principais pontos da reunião são estes: (1) Aprovar a Declaração de Fé da Fraternidade - estamos ainda em discussão no plenário, mas encaminhados para a finalização. Faz seis anos que a Comissão de Teologia vem trabalhando nessa declaração. Tenho o privilégio de fazer parte desta comissão desde o início, representando a Igreja Presbiteriana do Brasil e meu próprio país. Esta declaração, que não é uma confissão de fé destinada a substituir outras, já está no site da Fraternidade em sua forma provisória.

(2) Discutir e preparar uma consulta sobre Ministérios Reformados entre Muçulmanos - já tivemos apresentações das vitórias e dificuldades dos que estao trabalhando nessa área e estamos caminhando na direção de marcar um grande evento sobre o assunto. O assunto é realmente difícil e sério. No Brasil temos um milhão de muçulmanos.

(3) Educação teológica entre as igrejas afiliadas que estão passando por uma necessidade muito grande de obreiros, material, recursos financeiros. Houve uma apresentação de irmãos da África sobre as necessidades das missões reformadas naquele continente e especialmente a necessidade de educação teológica e preparação de lideranças. Atualmente, há perto de 400 milhões de cristãos na África, com previsão de 1 bilhão para 2050. E muitos reformados entre eles! Mas somente 5% dos pastores africanos têm algum treinamento teológico. A apresentação foi feita por Dr. Mwaya Kitavi.

No geral, o quadro mundial é positivo. Existe o claro reconhecimento de que a maior concentração de reformados no mundo está se movendo para África, Ásia e América Latina, acompanhando movimento similar do Cristianismo.

Tive uma boa conversa com Pierre Berthoud, teólogo e pastor francês reformado, que me encorajou sobre a situação dos cristãos em França, após eu ter lido um artigo que falava da crescente secularização da Europa com previsões de zero ou quase nenhum cristão em mais 50 anos. Lembramo-nos de previsões similares em anos anteriores, que em se previa que a ciência e o iluminismo haveriam de acabar com a fé cristã em pouco tempo - e que falharam redondamente!

Orem pela igreja no mundo. Há muitas perseguições, necessidade de Bíblias e treinamento e as portas estão abertas como nunca para a proclamação do Evangelho. No Brasil somos felizes e não sabemos.

Augustus Nicodemus Lopes

Postado por Augustus Nicodemus Lopes.

Sobre os autores:

Dr. Augustus Nicodemus (@augustuslopes) é atualmentepastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana doBrasil e presidente da Junta de Educação Teológica da IPB.

O Prof. Solano Portela prega e ensina na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, onde tem uma classe dominical, que aborda as doutrinas contidas na Confissão de Fé de Westminster.

O Dr. Mauro Meister (@mfmeister) iniciou a plantação daIgreja Presbiteriana da Barra Funda.

8 comentários

comentários
30/3/11 17:02 delete

Fico muito feliz pela fraternidade reformada mundial...vou orar mais por ela...

Responder
avatar
30/3/11 17:18 delete

Essa constatação de que os protestantes (reformados) estão "em alta" na França já foi alvo de chacota por parte de alguns irmãos com quais eu conversava. De fato se verifica uma re-vitalização da fé cristão protestante na França entre os suburbanos, interioranos e eté o pessoal das grandes cidades. E isso só pode ser creditado ao Espirito Santo. A ERF segue firme naquela linha liberal aberta à composição com os conservadores e a ERIEF naquela linha conservadora não muito exclusivista. E mais lá o Evangelho continua sem a prática do dizimo... Como é que pode?

Responder
avatar
31/3/11 00:10 delete

Rev.
É bom receber notícias do Encontro,
se bem que ficamos preocupados com as dificuldades da Igreja. Parabéns
pelas decisões que foram aprovadas, e oremos, para Deus dar-lhes sabedoria para as que virão.
Sabemos que estamos bem representados. Que Deus abençoe a Sua Igreja e que tudo seja feito para Sua honra e glória.
Abrs.

Responder
avatar
31/3/11 12:17 delete

Só acrescentando um pouquinho mais. É de um pessimismo sem tamanho. Chega ser ofensivo ao bom senso: aventar possibilidade dum pais como a França, terra de Calvino, e de tantas outras personalidades históricas ligadas ao cristianismo, tenha sua população cristã dizimada e por consequência se extingua o testemunho dos nascidos de novo. Eu simplesmente nunca acreditei nisso. Como não acredito nessas sombrias previsões em relação à Inglaterra, Escócia... O que pode acontecer é uma ou outra igreja histórica fechar as portas, deixar de existir, se fundir com outra, desaparecer com determinado nome ou placa, o que leva algumas pessoas se alarmarem. O nome de "reformada" deve desaparecer da placas de algumas centenárias igrejas da reforma da França, em maio, e em seu lugar surgirá o nome "Igreja Protestante Unida da França", fruto da união dos calvinistas com os luteranos. No passado, a igreja metodista desapareceu da França para se fundir com a Igreja Reformada. Por que um dia isso não pode ocorrer no Brasil? Por que de um dia não podermos ter uma só igreja protestante nacional, com sistema de governo presbiterial e de origem calvinista e luterana? Vixe... agora que fui mesmo pro sal... Mas antes de me crucificarem deixa eu só dar uma arrematada ao som do gongo: Eu quero dizer que bom ou ruim, indesejável ou não, se isso acontecer, eu creio, não será o fim! O fim será a vinda de Cristo.

Responder
avatar
o pregador
AUTOR
1/4/11 23:25 delete

Graça e paz
Rev é possível medir até onde um ato desse vai ajudar Igrejas como a do Brasil?
Abraços.

Responder
avatar
2/4/11 00:15 delete

Que o Senhor Deus, continue a abençoar a Igreja diante desta difícil tarefa,a qual é anunciar o evangelho. E que continue a impulsionar e vocacionar cristãos reformados, para esta obra.

Independente das barreiras e dificuldades existentes, ,acredito que o único meio evangelístico proeminente, é o reformado.

Agora quanto a falta de obreiros, eu acho que em parte ,isso aconteça pela burocracia imposta ,pois nem todos os candidatos podem ir estudar em um seminário ,nem todos possuem o 2º grau, etc, etc.

No mais, esse é o caminho!!

Paz!!!!

Responder
avatar
ismael
AUTOR
2/4/11 15:10 delete

E como andam as coisas na Holanda.

Responder
avatar
tina
AUTOR
8/4/11 12:42 delete

A fraternidade... é para o Presbiteriano o que a Aliança Batista Mundial é para os Batistas?

Responder
avatar