quarta-feira, junho 13, 2012

Sobre o Inferno


Eu creio que o inferno existe, mas não tenho o menor prazer ou satisfação secretos ou públicos quanto a este fato.

Eu creio que o inferno é eterno e agradeço a Deus que não me deu condição de entender plenamente o que significa sofrer eternamente, senão eu entraria em crise.

Eu creio que só escaparão de ir para o inferno aqueles que creram em Jesus Cristo como único e suficiente Salvador, o Filho de Deus que veio ao mundo morrer por nossos pecados. Os que nunca ouviram falar de Cristo não são exceção, pois não há inocentes diante de Deus, conforme Paulo ensina em Romanos 1 e 2.

Eu creio que o inferno foi preparado para o diabo e seus anjos, mas não creio que o diabo já esteja lá e muito menos que ele seja o rei do inferno, onde domina e atormenta as almas perdidas. O diabo teme e treme na expectativa daquele dia em que será lançado para sempre no lago de fogo e enxofre.

Eu creio que o Senhor Jesus Cristo veio ao mundo para salvar pecadores do inferno e que Ele se entregou na cruz para isto, mas tenho de reconhecer que a maioria das citações e informações sobre o inferno foi proferida por Ele e não pelo “Deus mau” do Antigo Testamento e nem pelo “intransigente” apóstolo Paulo.

Lamento que tenho pregado pouco sobre o inferno. Lamento que nas vezes que preguei não fui mais convincente. E lamento mais ainda que são poucos os pregadores hoje que estão dispostos a falar deste assunto.

[Aos interessados, seguem as passagens bíblicas que serviram de base para este post.
Sal 9.17; Prov 5.5; 9.13–17; 15.24; 23.13-14; Isa 30.33; 33.14; Mat 3.12; 5.29-30; 7.13-14; 8.11-12; 10.28; 13.30, 38–42, 49-50; 16.18; 18.8-9, 34-35; 22.13; 25.28–30, 41, 46; Marcos 9.43-48; Lucas 3.17; 16.23-28; Atos 1.25; 2Tess 1.9; 2Ped 2.4; Judas 6, 23; Apoc 9.1, 2;  11.7;  14.10, 11;  19.20;  20.10, 15;  21.8  2.11].  

46 comentários:

Cristiano Pereira de Magalhães disse...

Estimado Rev. Augustus,

Admiro a coragem de postar um artigo com tal tema! Os nossos púlpitos estão calados sob esse assunto... Não é politicamente correto!
Dou Graças a Deus que o Pastor de minha Igreja, de vez em quando, aborda tal tema.
O "politicamente correto" é uma mentira diabólica que infelizmente se disseminou por todos os lados!
No passado, nomes como J. Edwards e Spurgeon, não deixavam de pregar sob esse tema...
Atualmente, tenho visto pregadores batistas norte americanos tratando do assunto (Paul Washer e John Pipper). E é só... (pode ser ignorância de minha parte por não conhecer outros...).
No Brasil, agora não me ocorre nenhum nome que trate com maior ênfase tal tema.
É uma realidade dura, difícil, mas deve ser enfrentada... Daí porque o Evangelho são as Boas Novas!!!
Um forte abraço! Cristiano Pereira de Magalhães

MARIO CESAR DE ABREU disse...

GRAÇA E PAZ REVERENDO!

TENHO ACOMPANHADO MUITO DOS SEUS ENSINOS,OS QUAIS AMO POIS ME CONVERTI AOS 15 ANOS EM 1979 EM UMA IGREJA PREBITERIANA CONSERVADORA E AMO,CREIO E PREGO A TEOLOGIA QUE VEIO DA REFORMA. POR UMA QUESTÃO DE UNIÃO E RESPEITO,HOJE, EU TENHO CONGREGADO NA ASSEMBLÉIA DE DEUS DEVIDO MINHA ESPOSA SER DE LÁ DESDE O BERÇO;É MAIS FÁCIL PRA MIM "CONCILIAR" OU DISCERNIR AS COISAS.
FIQUE NA PAZ DO NOSSO SENHOR JESUS CRISTO!

EM CRISTO,
MARIO CESAR DE ABREU

Marco Carvalho disse...

EXCELENTE TEXTO. DE FATO PRECISAMOS PREGAR TODO O CONSELHO DE DEUS, AINDA QUE O TEMA NÃO SEJA MUITO AGRADÁVEL DE SE OUVIR.

www.cafeegraca.blogspot.com

Josué de Oliveira disse...

Não creio que a Escritura seja tão clara quanto ao destino dos que nunca ouviram falar de Cristo. O que Paulo diz em Romanos é que os homens são indesculpáveis por Deus se revelar nas coisas criadas, mas a questão é que as coisas criadas, unicamente, não proclamam a queda,a redenção, a salvação que vem por um único meio, a saber, crer em Cristo. Daí minha dificuldade de encaixar os não alcançados pelo evangelho dentro de todo esse plano. Só não me parece que o destino deles esteja tão claro assim. Não estou dizendo que eles podem ou devam ser salvos e que nunca terem ouvido falar em Cristo lhes dê alguma espécie de salvo conduto, por outro lado; ainda não consegui chegar à minhas conclusões.

Talvez o senhor possa apontar quais são suas percepções sobre o assunto de maneira mais detida, seja aqui nos comentários, seja num post futuro.

Abraços, God bless.

Douglas disse...

Dúvida: O inferno seria o fogo eterno onde serão punidos o diabo e seus anjos ou seria o lugar onde atualmente ficam os espíritos em prisão?
O inferno corresponde ao “hades” ou ao “sheol”?

Ricardo N. disse...

No que diz respeito à salvação dos que nunca ouviram falar em Cristo, alguns pontos devem ser levados em consideração:

1) Paulo diz que os gentios estão "inescusáveis", mesmo sem a revelação, em razão de terem conhecido a natureza criada por Deus. Mas isso não se aplica às crianças e doentes mentais graves.

2) Essas crianças (mortas na infância) e doentes mentais graves são salvas, ainda que não possam ter um ato de fé consciente.

3) O fato da salvação vir pela fé e "a fé do ouvir", segundo muitos teólogos, não implica num condicionamento absoluto da ação do Espírito, mas apenas no meio ordinário.

4) Uma coisa é afirmar que os que nunca ouviram o Evangelho serão salvos POR sua prática da lei natural, ou POR sua inocência, outra coisa BEM DIFERENTE é afirmar que eles podem ser salvos por uma ação do Espírito fora do ordinário (isto é, fora da pregação).

Muitos teólogos reformados já discutiram o assunto e alguns concluíram que é imprudente ensinar que todos os que nunca ouviram o Evangelho estão irremediavelmente condenados ao inferno. Mas certamente eles não serão salvos por serem "inocentes".

Dr. Armando Micheleto Jr. disse...

Caríssimo Pr. Augustus.
Bom dia!
Compartilho da sua postagem, mas gostaria de dizer-lhe que como cristão, prefiro mais uma pregação reverenciando a Deus e a Jesus Cristo do que ao Diabo.
Já participei de muitos cultos, como critsão que sou e sempre me constrangeu muito as pregações que davam mais importãncia ao inimigo do que ao Amigo.
Não sou contra, de forma alguma, a que se dê a devida importância ao Diabo e se pregue a respeito, mas nosso Deus é que está em primeiro lugar, Ele deu a vida por nós.
Grato.
Armando Micheleto Jr.
www.armandomicheltojr.blogspot.com

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Caro Armando,

Eu também prefiro falar de Deus e da graça, mas o que fazer se Jesus pregou tanto sobre o inferno...? E se alertou tanto sobre o diabo, bem como Paulo (Efésios 6) e Pedro (1Pedro 5)?

Abs.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Josué,

Veja este vídeo onde faço uma exposição de Romanos 1 com mais detalhes.

http://www.youtube.com/watch?v=Y6tioRBJQ8g

Abs.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Ricardo N.

Não vejo como escapar da conclusão de que mesmo os que nunca ouviram estão perdidos, depois de ler e estudar Romanos 1.

Caso os que nunca ouviram poderem se salvar por não terem escutado, evangelizá-los seria correrr o risco de condená-los, caso escutem e não creiam. Não seria melhor deixá-los na ignorância e assim salvos?

A ordem de Jesus para que evangelizemos o mundo pressupõe que o mundo está perdido sem as boas novas.

O caso das crianças e outros - concordo que é um mistério visto que a Bíblia não fala claramente sobre isto. Mas sobre os pagãos, gentios e os povos que nunca ouviram, creio que resta pouca ou nenhuma dúvida sobre o estado de perdição dos mesmos.

Leonardo Tadeu Dâmaso disse...

Shalom. Caro Augustus Nicodemus. Gostaria que me esclarecesse uma pequena dúvida. Em Jo 20.22 é dito que jesus quando ressuscitou, apareceu aos 11 discipúlos e soprou o Espírito Santo, dizendo a eles: recebei o E.S. Todavia, sabemos que os apóstolos foram batizados cerca de 40 dias depois das palavras de Jesus em Lc 24 com o E.S. somente no evento do pentecostes em Atos 1. Então, como conciliar e entender estas duas passagens? Por favor, me explique. Abraços....

Eder Leal disse...

Dr. Augustus;

O senhor poderia me indicar algum curso de Hermenêutica biblica em São Paulo? Estou terminando o curso de direito e gostaria muito de me aprofundar nesses estudos!

Eder

Daniel M.S. disse...

A Bíblia fala do inferno como sendo um lugar sem Deus - isto é, sem, "Deus é amor"...
A Igreja Católica Romana criou e imaginou um inferno, que ficou indelevelmente marcado nas consciências e alma - a figura do "rico", na parábola, não diz tudo - assim como os evangelhos e apocalipse! Os pregadores não pregam sobre o inferno temendo afastar os duvidosos e incrédulos, por conta de uma suposta arrogância de quem prega - "quem você se acha, para dizer que eu vou para o inferno se...". Jesus não evangelizava partido de uma estratégia terrorista de incutir medo, mas esperança.A doutrina do inferno e tudo o que está relacionado a ela é para crentes, não descrentes

andré araújo disse...

Eu acho que nada da palavra de Deus deve ser omitido. Devemos pregar todo conselho de Deus!

Mas também acredito que devemos seguir a ênfase que a Bíblia dá sobre cada assunto.

Se buscarmos na Bíblia uma estatística sobre as referências feitas ao inferno e as feitas à graça de Deus e ao seu amor Salvífico teremos uma boa base para sermos equilibrados ao tratar de um assunto tão solene, sério e real que é a condenação eterna.

E, claro, como em tudo mais na vida cristã devemos abordar esse assunto movidos pelo amor de Deus pelas almas que caminham em direção ao castigo eterno.

E falando de um ponto de vista mais prático, eu conheço pessoalmente pessoas que se converteram ao serem confrontadas com essa dura, mas justa realidade do inferno.

Elaine Bittencourt disse...

Pregar todo o conselho de Deus significa pregar sobre o inferno também. Ninguém, ao pregar sobre a doutrina do inferno e satanás, está reverenciando a satanás, isso é um tanto o quanto simplistico e não muito biblico. Vale salientar que Jesus falou muito sobre o inferno, estaria Ele então reverenciando o inimigo nessas vezes? Com certeza não! TODO o conselho de Deus deve ser pregado e ensinado! (Jonathan Edwards que o diga!)

Por isso a maravilha de expository sermons! Ninguém escolhe o que pregar, o que não pregar, o próprio Espirito de Deus nos lidera e acompanha, verso a verso, passo a passo, numa fidelidade ao texto e contexto, e à verdade.

Pastor Augustus, eu fiquei intrigada com um pequeno detalhe (talvez despercebido pela maioria, não sei). O senhor escreveu que não acredita que o diabo já esteja no inferno. Eu havia assumido que fazendo parte do ministério Presbiteriano o senhor tinha uma visão escatológica amillennial? Pelo menos na América do Norte a grande maioria dos Presbiterianos são Covenantals (so conheço um ministério presbiteriano que não é). Visto que Covenant Theology/Amillennianism acredita que satanás já está no inferno, amarrado e sem poderes de influenciar as nações, então o senhor tem uma visão escatológica diferente de covenant theology? Just curious...

Elaine Bittencourt disse...

Josue de Oliveira, uma pergunta: o que faz com que alguem va para o inferno? O fato de nunca ter ouvido falar em Jesus, ou porque sao pecadores?

Elaine

Casal 20 disse...

Rev., que benção! Compartilho da sua mesma fé, assim como sofro das mesmas críticas: também preciso pregar mais sobre o inferno e ser mais convincente diante de tão terrível realidade.

Abraços sempre afetuosos.

Fábio

leo disse...

Rev. Augustus, a paz!

O abismo de Lc 8.31 é o inferno? Os espíritos dos perdidos que estão em prisões que diz Pedro, estariam já sendo atormentados com fogo? Ou o fogo é simbólico? Qual a diferença de Hades para inferno ou lago de fogo?

Ps:Estou aguardando sua continuação nos sermões em Hebreus!

Um abraço!

José Leonardo

Augustus Nicodemus Lopes disse...

José Leonardo,

Sim, o abismo mencionado em Lc 8.31, em minha opinião, é o inferno, o tormento eterno que aguarda Satanás e seus anjos.

Quanto aos anjos perdidos mencionados em 2Pedro, as referências que ele faz à prisão deles é figurada. Nem eles e nem Satanás estão presos no inferno sendo atormentados pelo fogo. São espíritos atormentados, retorcidos de angustia e dor por haverem se rebelado contra Deus, mas destinados irrevocavelmente ao tormento eterno.

Hades pode significa sepultura, local dos mortos ou inferno, vai depender do contexto.

Domingo que vem retomo a série de Hebreus na minha igreja, e vai para a internet.

Um abraço.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Elaine,

Sou amilenista, sim. Todavia, não entendo que a prisão de Satanás referida na Bíblia signifique que ele já esteja no inferno, e sim limitado em seu poder para influenciar as nações. O inferno ainda o aguarda, e diante disto ele treme.

Abs.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Daniel M.S.,

Não foi a Igreja Católica quem criou o inferno ou a idéia dele - o inferno foi preparado por Deus para o diabo e seus anjos e para todos os perdidos.

Fica muito dificil dizer que Jesus só pregou esperança. Constantemente ele advertiu, discípulos e incrédulos, sobre o inferno. Por exemplo, aos fariseus: "como escapareis da condenação do inferno?" (Mateus 23).

Leia os sermões de Jesus em João contra os judeus incrédulos.

Grande abraço.

Douglas disse...

Reverendo, eu achava que havia distinção entre o inferno e o lago de fogo:
“E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo. “
Apocalipse 20:14-15

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Douglas,

O "inferno" é o inferno em seu estado presente, onde as almas dos ímpios estão atualmente. O "lago de fogo" é o inferno no seu estado final, quando os ímpios estarão com seus corpos e almas, junto com Satanás e seus anjos.

Abs.

guinho disse...

boa tarde!

Reverendo, avaliando sob o texto Lc 11.26, quando era expulso um demonio por JESUS, ou por qualquer outro, ele era enviado prontamente para o inferno? em mt 8.31 os demonios imploram por ir para a manada , gostaria de saber se pode ter alguma relaçao?
Em Cristo
Adriano Costa
www.respirandodeus.blogspot.com.br

Leonardo Tadeu Dâmaso disse...

Shalom. Caro Augustus Nicodemus. Gostaria que me esclarecesse uma pequena dúvida. Em Jo 20.22 é dito que Jesus quando ressuscitou apareceu aos 11 discipúlos e soprou o Espírito Santo dizendo a eles: recebei o E.S. Todavia, sabemos que os apóstolos foram batizados cerca de 40 dias depois das palavras de Jesus em Lc 24.49 com o E.S. no evento do pentecostes em Atos 1. Então, como conciliar e entender estas duas passagens? Entendo acerca do perído de transição da antiga para a nova aliança, e que os apóstolos eram já regenerados no pentecostes, ou seja, a conversão deles foi gradual durante o tempo em que andaram com Jesus. Por favor, me explique estas passagens de Jo 20.22 com Atos 1. (Obs. não há unanimidade diante uma gama de comentaristas reformados sobre a passagem de Jo 20.22)Abraços.

Dani Lima disse...

Por favor coloque tudo que puder na net, amei o estudo sobre atos e o pentecostes e o de Romanos tmb. Romanos foi uma mensagem dura, más ao meu ver necessária, ainda estou digerindo.

Abraço Dani Lima

Tania Cassiano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
eduardo disse...

Rev. Augustus, parabéns pela sinceridade. Também creio que a igreja precisa pregar mais sobre o juízo de Deus, pelo simples fato de que a Bíblia fala disso.

Que tal postar um estudo sobre isso aqui no blog? Seus leitores agradecem! Abraços.

Geazy Liscio disse...

Excelente post Pastor!


Este domingo falei um pouco sobre o inferno, porque é necessário resgatar a visão bíblica do destino eterno de todos os que não confiaram em Jesus como salvador. Não é uma doutrina sobre o diabo, é sobre a glória de Deus.

Recomendo uma pregação do Tim Conway, sobre o inferno, Excelente! é só procurar no you tube: Tim conway o inferno é necessario. Vale a pena conferir!

Até mais!

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Guinho,

Desculpe a demora em responder. Você perguntou:

"Avaliando sob o texto Lc 11.26, quando era expulso um demonio por JESUS, ou por qualquer outro, ele era enviado prontamente para o inferno? em mt 8.31 os demonios imploram por ir para a manada , gostaria de saber se pode ter alguma relaçao?"

Não, demônios expulsos não eram mandados ao inferno, ficavam vagando à espera de outras oportunidades, como Jesus disse claramente em Mateus 12:43-45.

Abs.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Leonardo Tadeu,

Você perguntou sobre este assunto:

"Gostaria que me esclarecesse uma pequena dúvida. Em Jo 20.22 é dito que Jesus quando ressuscitou apareceu aos 11 discipúlos e soprou o Espírito Santo dizendo a eles: recebei o E.S. Todavia, sabemos que os apóstolos foram batizados cerca de 40 dias depois das palavras de Jesus em Lc 24.49 com o E.S. no evento do pentecostes em Atos 1."

Pretendo publicar em breve algo sobre isto na série Ditos Difíceis de Jesus, aqui no blog. Aguarde.

Abs.

Miriam disse...

Pastor Augustus,

Li seu artigo no site www.pulpitocristao.com e através dele fui conduzida até aqui. Fiquei feliz por encontrá-lo. Pretendo continuar a visitar o blog e aprender mais da Palavra de Deus. Quanto ao artigo em questão, eu tenho dúvidas - como aliás comentei no lá no primeiro site - se a alma condenada sofrerá eternamente ou se o adjetivo eterno se refere somente a uma característica do inferno; esse último eu não tenho dúvidas, sei que é eterno, assim como não tenho dúvidas que o diabo, a besta e o falso profeta serão atormentados para sempre (Ap. 20:10). Então pergunto: a) existe algum texto bíblico que fale claramente de um sofrimento eterno para os pecadores, assim como o texto de Ap. 20:10 fala acerca do diabo, da besta e do falso profeta? b) qual a sua interpretação para o texto encontrado em Mateus 5:25-26?

Elaine Bittencourt disse...

Pastor Augustus, obrigada por responder.

É a primeira vez que encontro um amillennial que discorda da idéia de que satanás esteja "bound" (Rev. 20:2). Eu entenderei se não quiser continuar a exchange, pois é fora do tópico original, mas como o senhor explica exegeticamente esse verso?

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Eliane,

I think you did not understand me. I DID NOT say that Satan is not bound. What I said was that Rev. 20:2 is not speaking about Satan being in hell but being limited by God to beguile and deceive the nations, as 20:3 says.

I don't know any ammilenial that says that Satan is ALREADY in hell. Hell is future punishment. If Satan is still in hell, how can he tempt Christians? Why Peter and Paul do warn us against his traps and power? Ephesians 6 is clear about this.

As for Rev 20:2 I explain it as the great majority of Reformed and ammilenial scholars, not as a literal prison, but as a spiritual restraint imposed upon him, limitng his deceiving power. See Hendriksen as an example.

Elaine Bittencourt disse...

Pastor Augustus,

I am sorry, I don't mean to cause problems. And thank you for switching to English, I feel much more comfortable in this language.
I'd check Hendriken if I could find his book on Revelation free, but as is the case, I can't.

I think I understand what you are saying. You are saying satan is bound but there's no such thing as "bottomless pit/abyss", I mean, in your view that is not a place, but a way of saying he has limited power.

Which might make some sense, but then again satan never had unlimited power. And what do we do with Luke 8:31 then? Someone said that we need to study the nature of the abyss, and I concur.

Thank you for the interaction. It has been good.

Grace and peace,
Elaine

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Elaine,

Hendriksen has a wonderful book on Revelation and he is well respected among Reformed scholars and theologians. The title is More Than Conquerors. As he deals with Rev 20:2 he says, just like the other Reformed, that Satan's prison is not hell but a even stronger limitation on his already limited power.

Satan never had unlimited power. Only the Lord has that. What happened is that now, after Christ's coming, he cannot deceive the nations as freely as he did before. Read Rev 20:3.

Luke 8:31 is refering to hell, no problem. The demons wrongly interpreted that the final judgement and hell had come with Jesus at that time and they pleaded not to go there - which is a proof that satan and the demons were not there yet.

But since the time to send the demons to hell had not yet come, Jesus simply let them go away from he man and get in the pigs. Hell can wait for some more time.

Fabio Ribeiro da Silva disse...

Olá Rev. Augustus, Queria eu ouvir mais sobre este assunto tão importante do púlpito da denominação o qual estou membrado, mas este tipo de mensagem não enche o templo, "apenas" leva a conversão de pessoas ao mostrar tal realidade futura causando espanto, temor, tremor diante da soberania de Deus e o que é isso para lideranças que não apresentam nenhuma estima pelo assunto! O negócio é PROSPERIDADE e TERRENA (ESPIRITUAL?). É difícil entender,porém, é uma realidade a que devemos estar atentos. Que Deus continue lhe abençoando profundamente. Muita Paz!

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Dear Elaine,

In my experience here at the blog some discussions are not worthy the trouble. I am not interested in "bate-boca" about this point. What I have told some friends who like to argue certain points ad infinitum here at my blog is that if they feel strongly about something then just go ahead and open their own blog and publish their ideas.

Um abraço.

Bruno Saavedra disse...

Reverendo,

Escrevi um texto, há algum tempo, sobre esse assunto. Não é um contraponto, mas olha o assunto a partir de outra perspectiva. Talvez queira fazer uma apreciação:

http://www.questaodeperspectiva.com/2011/03/significado-dos-termos-hades-geena.html

Obrigado

Bruno

Luiz Gonzaga Santos Filho disse...

Olá a todos os leitores felicidades ao querido Pr. Dr. Augustus. Pelo que vejo não é questão de abordagem diabólica em pregações ou significados de sheol , ades ou geena.Mas o termo tradicional que conhecemos como inferno no conteúdo das nossas mensagens e estudos em nossas igrejas locais.Vejo atualmente um receio que a citação exaustiva do inferno em nossas mensagens seja desmonstração de incapacidade hermeneutica e exegética em expôr o evangelho da graça. Fico surpreso com esse tipo de disposição pois o evangelho se mostra como boa noticia quando se sabe do destino inicial que é o inferno. Uma demonstração exaustiva do inferno se faz essencial para se conhecer o Amigo.Só entendo a pontencialidade do amigo quando entendo a extensao do inferno e do natural destino do homem sem Deus.

Bruno Leonardo disse...

Amado Reverendo queria que o senhor me explicasse a diferença entre o INFERNO e o LAGO DE FOGO, são 2 tormentos diferentes né?? Visto que em Apocalipse 20.14 diz: ''E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.'' Então se o próprio INFERNO vai ser lançado no LAGO DE FOGO então logicamente são 2 coisas distintas né?? Outra pergunta: Quem é que atormenta os impios que são lançados no INFERNO hoje por não serem salvos? Já vi muito pregador dizendo que os impios estão sendo atormentados no INFERNO por demonios, o que não acho correto! Aguardo sua resposta Reverendo. Shalom!

Bruno Leonardo

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Bruno,

Já respondi esta pergunta acima, mas vou colocar de novo:

O 'inferno' é o inferno em seu estado presente, onde as almas dos ímpios estão atualmente. O "lago de fogo" é o inferno no seu estado final, quando os ímpios estarão com seus corpos e almas, junto com Satanás e seus anjos.

Abs.

Bruno Leonardo disse...

Rev. Augustus como o senhor ver o LAGO de FOGO? Voce acredita que é Literalmente um Lago de Fogo ou algo simbolico??

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Bruno,

Penso que é literal. Mesmo que seja simbólico, seria símbolo do quê? De alguma realidade tão terrível que somente pode ser expressada por esta figura de um lago ardente.

Abs.

Dani Lima disse...

Rev Augustos peço ajuda, pois fui surpreendida estes dias com um assunto que me tirou a paz. Lido em família com um problema grave em relação a teologia liberal! O inicio de minha "reforma"foi com Caio Fabio que abriu as portas da graça más com o tempo fui vendo que alguma coisa não estava certa por lá, então continuei a buscar as respostas, estou muito feliz com o calvinismo e creio que Deus tem me iluminado para entender, estou convicta que não temos todas as respostas más é o melhor caminho a seguir.
Acontece que eu sai más tenho alguns queridos que não, fiquei estarrecida estes dias pois pensei haver divergências que seriam passiveis de refutação más o que existe é um abismo. Minha irmã ensinou a minha mãe não convertida que o irmão dela morto a mais de nove anos está no céu, como pode?
O homem teve uma vida de pecado nunca conheceu a Cristo, que dizer conheceu de ouvir falar então como ela pode afirmar tal coisa?! Quando a confrontei sobre isso a resposta, foi o amor de Cristo, não assisto Caio a muito tempo desde os videos sobre a inerrância da bíblia más sei que esta ideia brotou de lá. Procurei na internet sobre o assunto más não existe muita coisa creio e só pode ser que os textos de base sejam os de 1 pedro 3.18 a 20 e 4.6 e 1 joão 3.8 encontrei um um material de Heber Carlos de Campos sobre as muitas interpretações sobre a expressão "desceu ao hades"
http://www.mackenzie.br/fileadmin/Mantenedora/CPAJ/revista/VOLUME_IV__1999__1/Heber.pdf

Lá vi que esse pensamento já tem nome e não passa de um tipo de universalismo descarado.
pode me ajudar ou escrever sobre isso ou me indicar algo para ler, se não quiser não precisa publicar o comentário para não darmos mais plataforma a ensinamentos errados.
Não levei o assunto a meu pastor de quem gosto muito e é excelente, pois numa certa vez ele com certeza não estava bem informado a respeito de Caio e me disse que era certo que minha irmã não tinha entendido direito pois Caio era reformado, não quis levar adiante más acho que todo mundo então "entende" Caio errado!
Abraço Dani Lima

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Dani,

O universalismo é uma heresia antiga. Ela começou no jardim do Éden, quando a serpente disse à mulher, "não morrerás".

A melhor maneira de contra-atacar é mostrar o que a Bíblia diz sobre o inferno. Eu resumi o que penso sobre o inferno aqui, com as passagens bíblicas abaixo:

Eu creio que o inferno existe, mas não tenho o menor prazer ou satisfação secretos ou públicos quanto a este fato.

Eu creio que o inferno é eterno e agradeço a Deus que não me deu condição de entender plenamente o que significa sofrer eternamente, senão eu entraria em crise.

Eu creio que só escaparão de ir para o inferno aqueles que creram em Jesus Cristo como único e suficiente Salvador, o Filho de Deus que veio ao mundo morrer por nossos pecados. Os que nunca ouviram falar de Cristo não são exceção, pois não há inocentes diante de Deus, conforme Paulo ensina em Romanos 1 e 2.

Eu creio que o inferno foi preparado para o diabo e seus anjos, mas não creio que o diabo já esteja lá e muito menos que ele seja o rei do inferno, onde domina e atormenta as almas perdidas. O diabo teme e treme na expectativa daquele dia em que será lançado para sempre no lago de fogo e enxofre.

Eu creio que o Senhor Jesus Cristo veio ao mundo para salvar pecadores do inferno e que Ele se entregou na cruz para isto, mas tenho de reconhecer que a maioria das citações e informações sobre o inferno foi proferida por Ele e não pelo “Deus mau” do Antigo Testamento e nem pelo “intransigente” apóstolo Paulo.

Lamento que tenho pregado pouco sobre o inferno. Lamento que nas vezes que preguei não fui mais convincente. E lamento mais ainda que são poucos os pregadores hoje que estão dispostos a falar deste assunto.

[Aos interessados, seguem as passagens bíblicas que serviram de base para este post.
Sal 9.17; Prov 5.5; 9.13–17; 15.24; 23.13-14; Isa 30.33; 33.14; Mat 3.12; 5.29-30; 7.13-14; 8.11-12; 10.28; 13.30, 38–42, 49-50; 16.18; 18.8-9, 34-35; 22.13; 25.28–30, 41, 46; Marcos 9.43-48; Lucas 3.17; 16.23-28; Atos 1.25; 2Tess 1.9; 2Ped 2.4; Judas 6, 23; Apoc 9.1, 2; 11.7; 14.10, 11; 19.20; 20.10, 15; 21.8 2.11].