sexta-feira, novembro 08, 2013

Augustus Nicodemus Lopes

Entrevista sobre Pornografia

Consumir pornografia é mais comum do que pensamos pelos que se declaram evangélicos. Infelizmente o número de homens e mulheres que se declaram cristãos e que consomem imagens pornográficas pela internet, celular e outras mídias, é alarmante.

Enquanto que muitos já cauterizaram a consciência com argumentações a favor de consumir pornografia, outros ainda estão lutando para se livrar dela. Esta luta por vezes é silenciosa, oculta, solitária, por causa da vergonha ou do receio de se buscar ajuda. Há muitos testemunhos de pessoas que um dia foram viciadas em sexo virtual mas que, com a graça de Deus, encontraram libertação.

Ninguém nunca me entrevistou sobre este assunto, mas imagino que uma entrevista seria mais ou menos assim:

1) Pode definir o que é pornografia?

Pornografia é aquilo tipo de coisa que é difícil de definir, mas que todo mundo reconhece na hora que vê. É a representação da nudez e do comportamento sexual humano com o objetivo de produzir excitação sexual por qualquer tipo de mídia. Geralmente trata os seres humanos como coisas e as mulheres, em particular, como objetos sexuais.

2) Por que as igrejas não falam mais deste assunto, já que certamente existem muitos membros viciados em pornografia? 

Diversas razões. O assunto é considerado como melindroso de ser tratado em público. Além disto, alguns líderes receiam despertar o interesse das pessoas pela pornografia se começarem a falar sobre ela. Mais importante, pode ser que a própria liderança de algumas igrejas não se sinta autorizada a falar contra isto pelo fato de estarem, eles mesmos, lutando contra a adição à pornografia. Mas, é dever da Igreja orientar seus membros quanto ao ensino bíblico da sexualidade. Uma abordagem honesta, firme e bíblica instruirá a comunidade sem despertar curiosidades indevidas.

3) É lícito a casais cristãos usarem material erótico em busca de maior enriquecimento das relações sexuais dentro do casamento? 

Acredito que não. O casamento não transforma o quarto de casal em quarto de motel. O que Jesus falou sobre a pureza das intenções no olhar para uma mulher (Mt 5.28 ) e o que Paulo nos ensinou sobre ocupar a mente com coisas aprovadas por Deus (Fp 4.8 ) continuam valendo para quem é casado. O fato de que o casal concorda em ver pornografia juntos não diminui em nada o peso destes ensinos. Casais cristãos que querem melhoria na vida sexual, podem utilizar livros sobre a sexualidade escritos da perspectiva bíblica, que ajudam a enriquecer a intimidade marital e melhorar a técnica sexual no casamento, sem incorrer em adultério e nos riscos envolvidos no uso de material pornográfico.

4) Mas, e fantasiar durante as relações sexuais com o marido ou a esposa, trazendo à mente imagens de relações sexuais? Seria errado também?

Sim, conforme resposta dada à pergunta anterior. É uma violação de Mateus 5.28 e de Filipenses 4.8.

5) Por que cristãos, que sabem que a pornografia é danosa e pecaminosa, se aventuram ainda a visitar sites pornográficos na Internet?

Eu poderia mencionar alguns aspectos da pornografia que a tornam atraente, como ser acessível, grátis e anônima. A razão primordial, porém, é a degradação do coração humano. Tal corrupção permanece no cristão e o inclina a todo mal. Conforme ensina o Senhor Jesus, “de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, … os adultérios … as malícias … a lascívia…” (Mc 7.22-23). Ensina ainda o apóstolo Paulo: “as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia…” (Gl 5.19). Portanto, a libertação tem que levar em conta que o problema é espiritual.

6) Se uma pessoa casada está tendo problemas com pornografia, deveria confessar ao cônjuge?

Teoricamente, sim. No processo de vencer este hábito pecaminoso é importante ter alguém – de preferência o cônjuge – a quem prestar contas dos seus atos e pedir orações e apoio. Além disto, consumir pornografia é pecado contra o cônjuge, pois se constitui em adultério. Biblicamente, deveríamos confessar ao cônjuge e pedir-lhe perdão, além de seu apoio e ajuda para vencer o hábito. Todavia, em certos casos, pode ser que o cônjuge não esteja preparado para tomar conhecimento destes fatos. Será preciso ajuda de um conselheiro capaz e experiente, para ajudar no processo.

7) É lícito ao cristão ver imagens de nudez apenas para apreciá-las como arte?

Devido ao fato que somos seres sexuados, é praticamente impossível se expor à nudez sem que haja despertamento sexual, fantasias, desejos, impulsos e intenções. Isto é agravado pela presença da natureza pecaminosa no cristão, tornando-se praticamente impossível para um homem apreciar a nudez feminina sem o despertamento da lascívia e intenções sexuais. Além disto, a indústria pornográfica produz imagens de mulheres e homens nus, não para serem apreciados como arte, mas para provocarem a excitação sexual e a masturbação. Por fim, ao cobrir a nudez de Adão e Eva (Gn 3.21), Deus já indicou que a nudez deve ser velada e desfrutada apenas no ambiente de casamento.

8 ) A masturbação é errada?

Este hábito está profundamente ligado à pornografia. A masturbação é errada porque envolve o uso de imagens mentais eróticas e fantasias sexuais, violando Mateus 5.28. Dificilmente alguém se masturbaria pensando nas cataratas do Niágara...

9) Já que a pornografia é legal no Brasil, por que um cristão, que também é cidadão brasileiro, não pode consumi-la?


O motivo é que o cristão se rege primeiramente pela Palavra de Deus. Ainda que no Brasil seja legal a publicação, veiculação e consumo de material pornográfico, contudo as Escrituras condenam a prostituição, a perversão sexual, o adultério, a sodomia, o lesbianismo, e outras práticas sexuais que são objeto da pornografia. 

Augustus Nicodemus Lopes

Postado por Augustus Nicodemus Lopes.

Sobre os autores:

Dr. Augustus Nicodemus (@augustuslopes) é atualmentepastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana doBrasil e presidente da Junta de Educação Teológica da IPB.

O Prof. Solano Portela prega e ensina na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, onde tem uma classe dominical, que aborda as doutrinas contidas na Confissão de Fé de Westminster.

O Dr. Mauro Meister (@mfmeister) iniciou a plantação daIgreja Presbiteriana da Barra Funda.

11 comentários

comentários
Rafael G.
AUTOR
8/11/13 14:34 delete

Maravilhoso e esclarecedor reverendo. Pergunto: se o homem casado assiste à materiais pornográficos, violando os textos que o senhor citou, mas confessa à sua mulher, é licito que ela se separe dele mesmo assim? Nesse caso, ela ainda estaria debaixo dos ensinamentos de nosso Senhor sobre o adultério ou o adultério para separação é somente o concretizado? Se sim, o homem que olhar com intenção impura pra uma mulher já poderia ser abandonado por ela?

Responder
avatar
8/11/13 17:33 delete

Excelente texto, sobre um problema que é crescente no meio cristão de nosso país, onde a sensualidade e erotização são produtos de exportação.

Responder
avatar
9/11/13 00:12 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
jaime alves
AUTOR
9/11/13 09:30 delete

Reverendo,

Que a paz de Deus nosso Senhor Jesus Cristo esteja contigo e com todos aqueles que o cercam.

Amado!...

Existem questões que são um tanto subjetivas, falo por experiência própria e, diga-se de passagem, “que experiência infeliz!”

Eu tenho um temor muito grande por Deus e como foi difícil para eu conviver com tais debilidades.

Cheguei ao meio cristão totalmente desajustado, complexo de inferioridade, baixa auto-estima, sentimento de rejeição o que recrudescia ainda mais o complexo de inferioridade.

E para piorar os fatos, eu passei a nutrir um sentimento quase patológico por uma varoa que era líder na igreja a qual eu congregava que por sua vez evidentemente ao ver em mim alguém tão desestabilizado obviamente me repudiou.

Se o senhor ler atentamente os poemas que falam a meu respeito entenderá que não é fruto da minha imaginação.

A vulnerabilidade levou-me a estes maus costumes, com certeza se eu tivesse procurado um bom psicólogo amenizaria em muito a minha situação.

Eu vivi em mim o que Paulo testificou aos Coríntios em “II Cor, 12: 7 – 9” logicamente estou apenas fazendo uma analogia, isto não significa que Paulo passou necessariamente pelo o que eu passei!

O incrível é que ainda que não houvesse psicólogos que me auxiliassem a partir do instante em que passei a implorar a Deus que me inundasse com a sua misericórdia entendi na pratica o que significa o versículo nove do texto acima citado por mim.

A renuncia me aproximou da graça de Deus o que formou antágonos que me fortaleceram contra este mal habito, ainda que nos dias atuais eu tenha que manter sempre a vigilância e o segredo sempre foi o mesmo (EVITAR.)

Prevalece aquela velha máxima:

Não podemos evitar que uma mosca pouse em nossas cabeças, mas podemos impedi-la de fazer ninhos ali.

O problema é que o relativismo, o pragmatismo, que corrobora com o humanismo, torna um tanto hedonista a filosofia cristã, e isto vem solapando a hegemonia do evangelho e infelizmente quantos líderes, pastores até mesmo renomados fazem apologias a certas discrepâncias sobre este aspecto.








Responder
avatar
9/11/13 17:25 delete

Olá Dr. Augustus,

excepcional seu texto sobre pornografia.

Se tiver tempo, ouça este pequeno podcast que fiz sobre o assunto, tentando tratar de forma bíblica o assunto da pornografia.

http://cristaoscansados.net/cronicast-12-porno-cristao-parte-1/

att

Isaque

Responder
avatar
9/11/13 20:33 delete

As praticas sexuais ilícitas , no Brasil , visto de uma visão Bíblica , são exatamente o que esta retratado em SODOMA E GOMORRA . Vivemos cercados pela LIBERAÇÃO infernal dos impulsos lascivos de pessoas que se dizem "LIVRES " , e se entregam aos prazeres de JEZABEL . Então , torna-se trabalhosamente importarmos com a citação bíblica de -"fugir da APARÊNCIA do mal , RESISTIR ao maligno , e ele fugira de nos . DEVEMOS CLAMAR O PODER E O SANGUE DE JESUS , para nos libertar de tudo que nos condena , mas que nosso coração ainda diz que e bom .

Responder
avatar
SYRTHES
AUTOR
10/11/13 09:50 delete

Prezado Augustus, tentando validar mais um pouco esse assunto fora do meio cristão, para os mais interessados, leia o artigo "NÃO TOQUE" da revista INFO (Ed Abril) desse mês (Novembro). Já existe uma comunidade online de 'geeks' com mais de 70.000 inscritos na comunidade virtual ´NoFap´. Nada a ver com igreja ou cristianismo, são agnósticos.

Responder
avatar
12/11/13 12:36 delete

Paz Reverendo.
Excelente artigo, muito edificante e essencial àqueles que procuram aprender mais do assunto para repassar os conhecimentos, entretanto ficou uma dúvida.

Um(a) Cristão(ã) casado(a) pode se masturbar pensando em sua(seu) esposa(o)? Se a resposta for negativa, e em certos casos em que os esposos(as) passam longos períodos longe de casa, seja por trabalho ou por outro motivo, como controlar os desejos, a saudade? Não os tentaria satanás pela incontinência, conforme escreveu Paulo em 1 Co 7.5?

Responder
avatar
13/11/13 01:42 delete

Parabéns pelo texto!

Responder
avatar
16/11/13 14:51 delete


Vou direto ao assunto. Podem me chamar de radical, mas realmente, dispensável este tema. Traz à tona, o "pode não pode", quando lideranças cristãs deviam se comprometer em se posicionar como quem sabe a que veio. Parece-me que os líderes das denominações tradicionais estão mais comprometidos com suas denominações do que com Cristo. João Batista chegou pregando uma mensagem de arrependimento quando anunciou Jesus, Paulo sabia para que estava ali, não para edificar sobre outro fundamento, (Jesus e os doze para os judeus), ele, Paulo, para os gentios. Mas o centro era Jesus,"Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele," Colossenses 2:6
Bom, aqui, as respostas ainda foram alinhadas às Escrituras, mas na última questão feita no jornal FOLHA DE SÃO PAULO, não pude crer no que li. Os apetrechos/produtos eróticos podem ser usados por casais cristão? O que foi isso!? Que loucura! Resposta negativa, eu esperava, mas não! "Não envolvendo pornografia, esquemas adulterinos ou embriaguês, poderiam ser usados." Esta foi mesmo a resposta? Qual o texto bíblico poderia se enquadrar nessa prática , que a avalize, que não deixe nenhuma dúvida quanto a ser totalmente bíblica!? O evangelho é nossa missão, não procurar passar regrinhas como no pentecostalismo, é poder de Deus, o Espírito testifica com o filho regenerado de Deus que ele É filho de Deus, O Espírito nos mostra, nos incomoda, com relação ao que fizermos que que vá contra o que Deus exige de nós! Não deveria ser preocupação de pastor, ensinar o que pode ou não no sexo entre os casais da sua congregação, mas se perguntado, deveria mandar orar e vigiar, foi o que o Senhor Jesus mandou os discípulos fazer! As IURD's já estão lá postando comentários dizendo que têm esta preocupação há muito tempo e chamando o Pr. Nicodemus de "atrasado"! Isso por si só, já me mostra o quanto estou com razão no que penso sobre tal preocupação! Se cuidássemos em não perder o foco, o evangelho tem um foco? Penso que sim! Não viver para si, cuidar do que é do outro (em suprir as necessidades), só por estes dois itens vejo que a Bíblia não me dá espaço para coadunar em ter um comércio deste naipe, assim como não deveria ser proprietária de um prostíbulo o ser cafetã, nem comprar nem vender tais produtos, sabendo que não partiram de mentes com um princípio básico: Agradar a Deus. Se não estamos aqui para isso? Então, como disse Paulo, "Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens." 1 Coríntios 15:19

Responder
avatar
24/11/13 21:07 delete

Olá, Quando tinha uma Locadora de Vídeo em minha cidade, tinha abolido todos os filmes pornos, porem, chegou um "irmãozinho" da breia que não sabia deste fato mas me conhecia como cristão e mandou essa!
_ ...será que vc não teria um "pornozinho crente" ai não, só pra esquentar o casamento!
pode isso?
Veja como a pornografia esta mais próxima de nós do que imaginamos...

Responder
avatar