segunda-feira, outubro 27, 2014

Mauro Meister

Reflexões esparsas pós resultados eleitorais

Não sou profeta, nem filho de profeta, assim, não tomem qualquer palavra abaixo como o certo para o futuro, mas apenas percepções. Pelo tamanho, poucos lerão.
1. Sim, somos uma democracia, ainda que nova e imatura. O pleito eleitoral, com todas as mazelas e jogos sujos, às vezes dos candidatos, muitas vezes dos partidários, aconteceu, mas foi bem sucedido.
2. Houve fraude? Como dizer? Resta aguardar que denúncias sérias, se levantadas, sejam investigadas pelos instrumentos do Estado, que deveriam ser independentes do governo. Sair gritando que houve fraude não resolve nada.
3. Corremos perigos? Sim! Imediatos? Nem tanto, mas, ainda assim, crescentes e rápidos. Minha percepção, por conta da ideologia e ações recentes, é que o partido no governo não preza a democracia. Sua origem de luta contra a ditadura de direita não o coloca na categoria democrática. Seus ideólogos gramicianios tem sido bem sucedidos, a despeito de seus líderes populares terem se embebedado com a glória do poder e suas riquezas. Digite "gramiscismo" no Google e leia, pesquise e tire suas conclusões.
4. Para que o projeto acima de certo, é necessário um aparelhamento do Estado e, ao mesmo tempo, uma aparência de legitimidade democrática associada a conceitos de hegemonia de pensamento. Os mesmos que são acusados de ser "contra o partido" (ex: Globo) são aqueles que promovem as causas dessa consolidação de pensamento: insistência no governo para as supostas minorias (negros, gays, mulheres como oprimidas, os sem terra) causa aborcionistas, desarmamento, etc. (vejam as ênfases no discurso da vitória da presidente). Tudo isso serve como uma quebra dos chamados valores tradicionais (mantidos pelas "elites") e o surgimento de uma nova hegemonia de pensamento (quem foi o representante da juventude?).
5. Passam por este projeto alguns elementos essências, entre eles, a reforma política e a educação (nada no discurso foi gratuito). Sim, o Brasil precisa de uma reforma política, mas se houver força do governo para que aconteça, será nefasta e aparelhará ainda mais o governo. No totalitarismo o governo nunca sai do poder, seja seja em Cuba, seja na Bolívia.
6. A educação brasileira já está totalmente aparelhada, mas os que estão dentro, muitas vezes não percebem. Quanto mais ignorantes (aqueles que ignoram), melhor! Não há real interesse em que exista pensamento autônomo, no sentido do indivíduo que pensa por si mesmo (ainda que este seja o discurso da educação há décadas) mas no indivíduo que aja com a massa, como uma torcida, liderada pelos Conselhos Populares. Enquanto os cristãos deveriam lutar por uma educação heteronormativa (no caso, segundo a norma de Deus) as políticas governamentais tem sido sistematicamente opostas. Nossos filhos vão para a escola e voltam para casa achando que todos os tópicos citados acima são o certo e o verdadeiro, o contrário do que seus pais caretas e suas igrejas ensinam.
7. Entre tais ensinamentos existe a famosa doutrinação contra o famigerado capital, o livre comércio, a iniciativa privada, a privatização e todos os temas pertinentes. É daí que surge o socialista rico que maquina a revolução social de seu studio em Paris, bebendo champanhe. É assim que a presidente diz com cara lavada a uma economista desempregada que faça um curso para se colocar em um mercado com cada vez menos empregos reais (quem já desistiu de procurar emprego ou quem ganha bolsa x ou y não conta nas estatísticas, por isto, anda tão baixa).
8. O que fazer, como cristão que sou? a) devo orar pela paz e pelo governo, não só em tempo de eleições, mas em todo tempo; b) devo estar alerta, não só em tempo de eleições, mas entre elas, quando as coisas de fato acontecem - leia, informe-se, fale, pressione e vote certo nas próximas eleições; c) lute contra as pequenas corrupções para que tenha como perceber e lutar contra as grandes - pequenas corrupções admitidas em nossas vidas nos cegam para a grande corrupção ao nosso redor; d) ore para que a nossa jovem democracia e suas instituições resistam às pressões e leis que serão empurradas goela abaixo nos próximos 4 anos; e) lembre-se, a esperança do cristão está em Cristo e não no estado e no governo, porém, cabe-nos agir sempre em função da verdade e da paz, denunciando a corrupção e os sistemas que a alimentam.

Mauro Meister

Postado por Mauro Meister.

Sobre os autores:

Dr. Augustus Nicodemus (@augustuslopes) é atualmentepastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana doBrasil e presidente da Junta de Educação Teológica da IPB.

O Prof. Solano Portela prega e ensina na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, onde tem uma classe dominical, que aborda as doutrinas contidas na Confissão de Fé de Westminster.

O Dr. Mauro Meister (@mfmeister) iniciou a plantação daIgreja Presbiteriana da Barra Funda.

16 comentários

comentários
lilli
AUTOR
27/10/14 07:06 delete

Reverendo Mauro,achei perfeita a sua analisi,obrigada por isso, tempos duros si preperam para nos cristãos e para todos os que não concordam com este governo reeleito. Temos que orar muito para que nosso Deus nos ajude e proteja de leis iníquas e de perseguição e também que ilumini aqueles ,também cristãos, que votaram pela continuidade deste governo.Tenha um dia radioso!
Graziella Crovi

Responder
avatar
27/10/14 10:04 delete

São reflexões bem interessantes, mas o que nos resta mesmo é aguardar os resultados que, não quero ser pessimista, mas não serão nada agradáveis, pois o governo atual não poderá segurar a inflação, falta de crescimento e outros fatores somente com falácias, com se estivéssemos fora do globo com uma lupa gigante tentando ver o que se passa na terra. Dores virão.

Responder
avatar
Lila Imamura
AUTOR
27/10/14 10:49 delete

Trago o coração pesado e triste, tendendo ao choro; sei no entanto , que nada disso aconteceu sem a permissão do nosso Deus, pena que muitos que se dizem cristãos não estão compreendendo que seremos perseguidos pela nossa fé. Oremos por nós e por este país que amamos, lembrando no entanto, que nossa Pátria está nos céus!

Responder
avatar
27/10/14 14:56 delete

Caro, Mauro Meister, quero lhe cumprimentar pela reflexão, ainda que "esparsa", mas muito pertinente, que acaba de expor. A meu ver, creio que diante desse quadro político sombrio, que vai se formando no país, seja este, o momento de acrescentar nos currículos de seminário, escolas dominicais e até mesmo em reuniões de pais e alunos, temas referentes a esse "projeto de poder", que desde 1960 vem sendo implantado de maneira velada, mas com grande eficácia no Brasil. Se fizeres uma pesquisa, irá constatar que são muito poucos, os crentes que dominam esse assunto. Que bom que você levantou essa "bola". Isso me reporta a Daniel (11:33).

Responder
avatar
27/10/14 15:03 delete

Volto aqui, para sugerir a quem se interessar mais pelo assunto, que tire uns 90 minutos, para assistir o documentário "AGENDA - Triturando a América" acesse o link e tire suas conclusões:https://www.youtube.com/watch?v=q8bPM7XahfQ

Responder
avatar
27/10/14 19:58 delete

Graça e Paz, Rev. Mauro. Uma dúvida: o senhor acredita que o governo do PSBD faria algo diferente do governo eleito? Alguns pontos, em especial a questão homossexual e aborcionista, são velaados em ambos os planos de governo. O que, na opinião do senhor, o PSDB faria diferente além da questão da livre iniciativa?

Responder
avatar
28/10/14 09:06 delete Este comentário foi removido pelo autor.
avatar
28/10/14 17:24 delete

Assim seja, em nome de Jesus!

Responder
avatar
José Moglia
AUTOR
28/10/14 23:00 delete

Concordo Reverendo, isso tudo é muito sutil, porém extremamente real, oremos e façamos o melhor como cidadãos, influenciando outros a orar e fazer o correto, escolhendo melhor e lutando pela liberdade, família, igreja e tudo o que é louvável. Parabéns pelo post, bem esclarecedor e muito bem vindo, pois ainda estamos digerindo essa situação de corrupção extrema versus a vitória de um governo que fez vistas grossas, e infelizmente tudo indica que realmente estamos caminhando para um "gramiscismo" como foi dito! Deus nos ajude e nós pela sua graça nos esforcemos orando e tomando as decisões certas nas próximas eleições.

Responder
avatar
Tiago Gama
AUTOR
29/10/14 17:31 delete

Graças a Deus que a nossa famigerada Câmara dos Deputados já nos tenha dado uma resposta democrática tão rápida após as eleições, derrubando o decreto bolivariano da presidente. E a promessa que temos é que o mesmo há de acontecer no Senado, para nosso alívio.

Agora, como leitor assíduo deste blog, lamento que essas respeitáveis "reflexões esparsas" cheguem ao público apenas pós resultados eleitorais, e não antes deles, quando serviria como relevante instrumento de instrução e influência em relação ao voto, sobretudo dos cristãos não muito chegados à política. Vale lembrar o ditado: não adiante chorar pelo leite derramado.

Responder
avatar
Nina
AUTOR
31/10/14 10:20 delete

Oremos...Mas também esforcemo-nos em fomentar o saudável conhecimento dos fatos políticos no meio cristão. "...bíblia em uma mão e jornal na outra" Karl Barth

Responder
avatar
MBD INOVE
AUTOR
31/10/14 10:29 delete

Olá! Sempre que posso, leio os posts deste blog. Qual fonte(s) fidedignas poderia consultar para saber sobre o gramscismo?

Obrigado,
Marcus Braz

Responder
avatar
1/11/14 13:45 delete

Com todo respeito a sua pessoa, Daniele, mas me desculpe, creio que você não entendeu bem, o conteúdo do texto, “Reflexões Esparsas”. Não se trata de questões políticas, pura e simplesmente, tampouco de governo “A” ou “B”. O que está sendo tratado aqui é o “projeto de poder” que desde 1960, vem sendo silenciosamente, implantado na América como um todo. Essa ideia de fazer comparações, com base em políticas sociais, econômicas e etc., desse ou daquele governo, é muito menor, em relação ao que foi exposto pelo Dr. Mauro. Não estamos discutindo se os cristãos votaram no “13” ou no “45”. O que está posto, no momento, é um projeto ideológico em curso, e que vai afetar de forma assustadora, a vida de todos, indistintamente. Por outro lado, se você confia no processo de aparelhamento do Estado, que o PT está implantando no país, sugiro que faça uma avaliação mais acurada, para não se decepcionar com o tamanho do bicho que vais encontrar. Por exemplo, você acha que as eleições transcorreram com lisura? Leia isto: http://www.olavodecarvalho.org/semana/141028dc.html

Responder
avatar
Renato Souza
AUTOR
4/11/14 10:24 delete

Daniela Cristina, não posso deixar de comentar o quão infeliz foi seu discurso tão aparelhado com o governo quanto o que representou genialmente nesse artigo o caro Mauro Meister. É exatamente disso que se vale esse governo que visa "aplainar" a diferença entre as classes sociais quando na verdade está sugando todos nós e usando as supostas minorias, como dizem eles. Primeiro, o aparelhamento de estado também é aparelhamento de estatísticas e de muitas outras fontes demográficas só para deixar claro. Segundo pessoas com essa mesma idéia que você tem é que fizeram essa política de "embranquecimento" pois, se tratarmos amanhã, os tidos como brancos por coitados, rapidamente faremos com que eles se tornem os "marginalizados". Todos temos as mesmas chances, nasci de família pobre, meu pai é moreno e minha mãe branca, sou branco e sempre fui discriminado pela "humildade" mais lutei e consegui tudo que vi muitos negros juntos a mim e também na mesma situação conseguirem, diga-se de passagem que alguns deles conseguiram mais ainda que eu. Nesse tempo, estávamos ainda em grande parte sob o regime do então presidente Sr Fernando Henrique Cardoso que não tinha essa política desmedida que acabou com a economia do país e gerou uma montanha de pessoas que assumiram a posição de coitadinhos e não lutam por nada na vida. Criaram uma espécie de passarinhos no ninho com as bocas abertas esperando o que a "mamãe pássaro" traz para os alimentar. Ah, por favor! Isso é um absurdo sem tamanho! No Brasil, criaram a muito tempo atrás uma geração de coitadinhos e um preconceito psicológico (palavras de negros, amigos meus.)e não só negros, digo isso porque você deu ênfase somente a eles mais todos os outros. Somos todos cidadãos, todos protegidos por uma mesma lei! Eu que sou pobre, se não "correr atrás" todos os dias vou ser mais um marginalizado, não transforme em racismo o "coitadismo".

Responder
avatar
4/11/14 17:13 delete

Daniela Cristina Neves De Oliveira, Graça e Paz!

Houve algo bonito nessas eleições. Grande parte das Igrejas se uniram contra o sistema que o governo atual representa, contrário a alguns valores cristãos. Desde lideranças católicas até reformados, nós nos unimos.
Compreendo que o governo tem o dever de zelar por todos os cidadãos, não apenas pelos cristãos. Mas mesmo assim, voto contra o governo do PT. E consciente.
Lógico que houve méritos, até porque seria impensável se não houvesse. Mas, nessa eleição, descobri os méritos passados do PSDB. O controle da inflação, a Lei da responsabilidade fiscal, os medicamentos genéricos, o Pronaf, o fortalecimento dos bancos públicos, o saneamento das contas do governo e tantos outros. O programas de transferência de renda, que começaram com FHC e ajudaram a reduzir a miséria, eram naquela época dados com mais critério, a meu ver. Todas essas medidas incluíram ajudaram muitos a entrarem em uma condição melhor.
Com as reformas feitas, algumas impopulares mas necessárias, o governo do PT pôde abrir outras frentes, como a melhora no ensino superior. É bom frisar que FHC passou por várias crises internacionais, e Lula não.
A diminuição da pobreza no governo do PT foi de 65%, aproximadamente. Mas essa foi a média mundial no mesmo período!
Quanto a SP, o número de beneficiários do Bolsa é o 2º do país, mas a população do estado representa 20% do Brasil. Isso precisa ser levado em conta!
Lula e Dilma tiveram seus méritos, mas muitos pontos negativos. O PT foi contra tudo quando era oposição e hoje vejo muitos fatos distorcidos. A dívida pública foi triplicada, há 39 ministérios, gastos crescentes, aparelhamento do máquina do estado...
Enfim, no geral, apesar de alguns avanços, creio que a fórmula do PT se esgotou.

Fiquem na Paz.

Responder
avatar
Marina Costa
AUTOR
6/11/14 06:12 delete

Olá, estou aqui pela primeira vez. Impressionada pela qualidade deste blog. Obrigada por tudo o que li aqui. Sei que voltarei mais vezes, se o Senhor assim me permitir. Bençãos e paz sobre a sua vida e da sua família. Marina Costa. São Paulo. SP

Responder
avatar