quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Augustus Nicodemus Lopes

Mackenzie oferece curso de tradução da Bíblia

Estão abertas as inscrições no Mackenzie para o curso "Introdução aos Estudos de Tradução Bíblica I". Trata-se de um curso de extensão inédito, que visa fornecer noções fundamentais de teoria e descrição lingüísticas para a formação de profissionais capacitados a trabalhar em contexto intercultural. É provavelmente o único do gênero a ser oferecido por uma universidade do porte do Mackenzie, com o reconhecimento do MEC.

O curso destina-se, preferencialmente, a graduandos e graduados dos cursos de Letras, Letras/Tradutor, Pedagogia, Ciências Sociais e Teologia, e também a interessados que tenham concluído o Ensino Médio. Terá duração de 60 horas e as aulas iniciam este mês, no campus São Paulo, no Mackenzie.

O curso nasceu de uma parceria com a APMT (Agência Presbiteriana de Missões Transculturais), a ALEM (Associação Linguística Evangélica Missionária) e a SIL (Sociedade Internacional de Linguística). É um serviço que o Mackenzie presta ao Reino de Deus, dentro de sua vocação original de ensinar ciências divinas e humanas.



Informações e inscrições pelo site do Mackenzie:



Augustus Nicodemus Lopes

Postado por Augustus Nicodemus Lopes.

Sobre os autores:

Dr. Augustus Nicodemus (@augustuslopes) é atualmentepastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana doBrasil e presidente da Junta de Educação Teológica da IPB.

O Prof. Solano Portela prega e ensina na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, onde tem uma classe dominical, que aborda as doutrinas contidas na Confissão de Fé de Westminster.

O Dr. Mauro Meister (@mfmeister) iniciou a plantação daIgreja Presbiteriana da Barra Funda.

22 comentários

comentários
19/2/09 23:08 delete

Ah, se eu ainda morasse em Sampa. Iria com certeza. Mas agora moro em Curitiba.

Responder
avatar
Daniel M.S.
AUTOR
20/2/09 12:58 delete

É exactamente isso que eu venho falando.Não entendo, primeiro, a razão de tantas versões e traduções da Bíblia (será que Almeida e Figueredo eram tradutores de segunda...), por outro lado, sei que a criação de de várias bíblias, isto é , tamanhos,capas,com mapas e dicionários e outros recursos, serve, ainda que não declaradamente, um negócio. Eu sei que o irmão contesta e com verdade, diga-se, algumas introduções de palavras da SBB nas diversas bíblias que tem editado, eu tenho acompanhado muito de perto todos os seus comentários e lido todos os seus livros e a gente pode perceber que o irmão tem uma "questão" com a SBB, e com razão, digo eu. Então ficamos assim, é mais um curso ou é algo que a gente da linha reformada não pode perder de jeito nenhum?

Um abraço forte e reformado (lembrando que, estou usando os seus três livros da série "interpretando..." como base de estudo bíblico, todas as quartas em minha igreja).

Responder
avatar
20/2/09 14:51 delete

Grande Daniel,

Se dependesse de mim, não ofereceria um curso para tradutores de grego, hebraico e aramaico para criar mais uma versão em português. Já as temos em quantidade e de boa qualidade.

Note que o curso fala em "contextos interculturais" e que é em parceria com agências missionárias que notadamente atuam entre culturas indígenas. Ou seja, o alvo do curso é atender os que trabalham ou almejam trabalhar na tradução das Escrituras para línguas indígenas onde ainda não temos muita coisa traduzida.

No mais, compartilho perfeitamente com sua opinião quanto ao comércio de edições personalizadas de Bíblias. Apenas esclareço que não tenho nada contra a SBB e que quando critico a tradução Almeida, é apenas num ou noutro ponto. Uso a Almeida como minha Bíblia pessoal de pregação.

Grande abraço!

Responder
avatar
Daniel M.S.
AUTOR
20/2/09 15:39 delete

Ah! Ok. Perdão,não li com atenção.

abração

Responder
avatar
Danilo Neves
AUTOR
20/2/09 20:38 delete

O Mackenzie está a frente novamente! O meu pastor está validando o curso dele aí e disse que os irmãos estão de fato "dando a cara a tapa" (o "Simpósio Internacional Darwnismo Hoje" deve ter quase nocauteado vcs, rsrs) pra conseguir oferecer da cada vez mais e melhor cursos com princípios cristãos. Infelizmente a secularização das instituições é um câncer. Esse de tradução mostra uma preocupação com a divulgação da Palavra e se for assim, que o SENHOR os abençoe grandemente com sabedoria e coragem!!! Ver coisas assim me deixam muito feliz. Estão, de fato, batalhando pela fé e cumprindo a Missão como instituição Mackenzie!

Que Deus vos abençoe, amados irmãos, com as mesmas bençãos que Paulo desejou, em oração, aos efésios:

"Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai,de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra,para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior;e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor,a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós,a ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!" (Ef 3.14-21)

Responder
avatar
rev.jimmy
AUTOR
20/2/09 22:58 delete

Rev. Augustus, tudo bem?
Este curso é muito interesante, só quero saber quando haverá uma nova oportunidade além dessa primeira.
PS: se Deus permitir eu estarei contigo em "Estudos em 1 Coríntios" em maio.
Um abraço.
Rev. Jimmy (Currais Novos - RN)

Responder
avatar
Debby
AUTOR
23/2/09 20:13 delete

Nossa, lamento não morar em Sampa, pois ahei o curso extremamente importante. Vcs pretendem oferece-lo novamente? Com que frequência?
Abraços

Responder
avatar
Amanda Kuntzynch
AUTOR
26/2/09 14:31 delete

Prezados Pr. Solano, Mauro e Augustus. Gostaria que vcs colocassem a opinião de vcs sobre o livro A CABANA (de Willian Pong). Particularmente eu gostei, embora com alguns "escorregões teológicos" (se assim eu posso dizer). Aguardarei ansiosamente qualquer manifestação de vocês. No amor de Cristo. Amanda

Responder
avatar
26/2/09 14:55 delete

Amanda,

Eu não li essa obra e acho que Solano e Mauro também não leram. Vamos ficar devendo essa.

Um abraço.

Responder
avatar
27/2/09 19:36 delete

Ola irmao Augustus.
Parabenizo os irmaos pela riqueza do blog, pelo esclarecimento e pelo alento que tras aqueles que insistem numa fe biblica.
Gostaria de saber se existe no Brasil algum curso de mestrado sobre hermeneutica, que fosse o menos liberal possivel e, de preferencia mais perto do RN. Nao precisa ser reconhecido pelo MEC. Agradeceria muito esta informacao.
Um grande abraco e espero que volte logo aqui no RN. Deus o abencoe!
Pr. Handerson Xavier
pastorhanderson@hotmail.com

Responder
avatar
28/2/09 11:38 delete

"(...). É provavelmente o único do gênero a ser oferecido por uma universidade do porte do Mackenzie, com o reconhecimento do MEC.

(...). É um serviço que o Mackenzie presta ao Reino de Deus, dentro de sua vocação original de ensinar ciências divinas e humanas."


Prezado Augustus,

Neste momento ainda me apresentei com professor, pois estou tentanto criar o meu blog tendo como público preferencial inicial os meus alunos do Curso de Engenharia de Produção da UFMG.

Quanto à questão dos títulos, descobri que, sob a perspectiva essencialista, o nome "Augustus" contém todos eles.

Contudo, espero que, sob a mesma perspectiva, o meu nome - João - também possa dizer tudo sobre mim.

Você não precisa responder à minha pergunta, irmão, pois sei das implicações disso. Mas, como é que o MEC, de reconhecida fragilidade no campo das ciências humanas, pode dar reconhecimento às ciências divinas?

João

Responder
avatar
28/2/09 18:31 delete

Professor João,

Não fomos responsáveis por nosso nome. Outros escolheram e mudar dá muito trabalho.

Mas somos responsáveis pelos nossos títulos e como os usamos.

Não há implicação alguma em responder à sua pergunta.

O governo brasileiro reconheceu a prodissão de teólogo e o MEC autorizou as universidades públicas e privadas a oferecer esses cursos. No caso das confessionais, o curso de teologia pode seguir uma orientação religiosa específica. Está na LDB e em pronunciamentos do CAPES.

Para nós, esse reconhecimento significa apenas que o Estado vê como legítima a profissão de teólogo, da mesma forma que vê do psicólogo. Mas, mesmo que o Estado não desse reconhecimento a esses cursos, ele ainda permite os cursos livres oferecidos pelos seminários maiores das denominações.

Responder
avatar
28/2/09 22:28 delete

Handerson,

Desconheço um mestrado em hermenêutica nas condições que você menciona, lamento.

Responder
avatar
5/3/09 00:11 delete

Aff...
Bem que podia ser online!!

Responder
avatar
IVAN LIMA
AUTOR
5/3/09 09:39 delete

BOM DIA REV.AUGUSTO
ESTOU LENDO O LIVRO OQUE ESTAO FAZENDO COM A IGREJA,COM COMTEUDOS TIRADOS DO BLOGGER,E GOSTARIA DE SABER SE O SR VAI LANÇAR MAS LIVROS COM MAS CONTEUDOS DO BLOGGER, POS ESSE ESTAR MUITO BOM.A CADA CAPITOLO FICO MARAVILHADO COM O CONTEUDO.QUE DEUS A BENÇOE VOCES QUE FAZEM ESSE BLOGGER CADA VEZ MAS. IVAN LIMA IPB FOTALEZA NO BAIRRO DO MONTE CASTELO.

Responder
avatar
6/3/09 08:24 delete

Marcelo,

Num futuro próximo o Mackenzie oferecerá cursos online, dentro daquilo que o MEC/CAPES permitem. Aguardemos.

Ivan,

É uma idéia a considerar no futuro. Infelizmente o ritmo de produção de posts vem caindo por conta do aumento das atividades no trabalho, mas vamos ver...

Abraços.

Responder
avatar
Saulo Luz
AUTOR
6/3/09 16:01 delete

Poxa... o curso é muito interessante. Não tem como oferecer opção de aulas de sábado. Fique muito interessado. Sou mackenzista e presbiteriano.

Responder
avatar
9/3/09 11:40 delete

Prof. Augustus Nicodemus,

Procurei um espaço para apresentar a notícia abaixo, e só alcancei aqui. Se não for interessante, após lê-lo, V. Sa. esteja à vontade para deletá-lo:

"Consta na pauta da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP) o Projeto de Lei n. 2407/2007, de autoria do Deputado Professor Victorio Galli, regulamentando a profissão de Teólogo. O parecer recebeu parecer pela rejeição do Deputado Eudes Xavir. Ocorre que no dia 11.03.2009 este projeto de lei, se houver tempo hábil, será julgado pela Comissão, restando apenas a análise da CCJC. Entre os membros da CTASP encontra-se o Major Fábio (DEM-PB), membro de igreja batista da Convenção Batista Brasileira.

Acredito que os pastores têm interesse em saber que desfecho acontecerá quanto ao projeto de lei.
Pessoalmente, mandarei e-mail para o Dep. Major Fábio, mas preciso da opinião do nobre pastor sobre o projeto."

Marcelo Hagah
João Pessoa-PB

Responder
avatar
10/3/09 15:01 delete

Valeu, Marcelo, obrigado! O assunto é de fato pertinente e vamos acompanhá-lo.

Responder
avatar
13/3/09 14:26 delete

Paz do Senhor, Pr. Augustus Nicodemus!

Admiro muito seus escritos.

Se o senhor puder, visite meu blog e deixe um comentário em minhas postagens sobre Legalismo X Liberalismo.

Deus abençoe!

Responder
avatar
8/1/10 15:09 delete

Pr. Augustus

Queria saber do amado, se o Rio de Janeiro irá receber esse curso aqui na extensão do Mackenzie na Faculdade Morães e Júnior, pois temos muitos missionários batistas interessados em ter mais essa habilidade para os campos missionários e infelismente estamos querendo obreiros para essa seara. Caso esteja interessado em trazer para o Rio, poderia também verificar com a nossa escola de missionários (CIEM) ou Seminário do Sul do
Brasil. Os nossos missionários ficariam muito gratos ao Senhor.

Um grande abraço,

Pr. Carlos Eduardo (PIB Paraíso-Magé)

Responder
avatar
8/1/10 16:07 delete

Prezado Carlos,

Infelizmente, não. Não temos planos ainda de oferecer este curso no Mack-Rio.

Grande abraço!

Responder
avatar