terça-feira, maio 24, 2011

Por Quê Igrejas Presbiterianas pelo Mundo estão Aceitando Pastores Homossexuais?

Duas denominações presbiterianas acabam de decidir no plenário de suas Assembléias Gerais que homossexuais praticantes podem ser pastores nas igrejas delas.

A primeira foi a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos da América (PCUSA). Veja a notícia aqui:

Igreja Presbiteriana dos EUA  permite ministros homossexuais

E ontem, foi a vez da Igreja Presbiteriana da Escócia. Veja a notícia aqui:

Church of Scotland votes on gay ministers


Estas resoluções foram tomadas depois de muitos anos de conflitos internos e discussões teológicas. E em ambas as igrejas, o voto passou com uma maioria apertada. Os pastores, presbíteros, diáconos e membros destas denominações que discordam da decisão, e que por muito tempo lutaram para que ela não fosse aprovada, enfrentam agora o dilema de saber qual é a coisa correta a fazer. Com certeza, muitos sairão para outras denominações ou para formar novas igrejas; outros, ainda, permanecerão na esperança de que um dia as coisas mudem.

A pergunta que não quer calar é como igrejas de origem reformada, que um dia aceitaram as confissões de fé históricas e adotaram os lemas da Reforma, especialmente o Sola Scriptura, chegaram a este ponto? Em minha opinião, o que está acontecendo hoje é o resultado lógico e final da conjunção de três fatores: a teologia liberal que foi aceita por estas igrejas, a conseqüente rejeição da autoridade infalível da Bíblia e a adoção dos rumos da sociedade moderna como norma.

O processo pelo qual estas denominações passaram, uma na Europa e outra nos Estados Unidos, é similar. As etapas vencidas são as mesmas. Primeiro, em algum momento de sua história, em meados dos séculos XIX, o método crítico de interpretação da Bíblia passou a ser o método dominante nos seminários e universidades teológicas destas denominações. Boa parte dos pastores formados nestas instituições saíram delas convencidos que a Bíblia contém erros de toda sorte e que reflete, em tudo, o vezo cultural de sua época. Para eles, os relatos bíblicos dos milagres são um reflexo da fé dos judeus e dos primeiros cristãos expresso em linguagem mitológica e lendária (veja aqui um post sobre liberalismo teológico).

Segundo, uma vez que a Bíblia não poderia ser mais considerada como o referencial absoluto em matérias de fé e prática, devido ao seu condicionamento às culturas orientais antigas e patriarcais, estas denominações aos poucos foram adotando as mudanças culturais e a direção da sociedade moderna como referência para suas práticas.

Terceiro, com a erosão da autoridade bíblica e o estabelecimento da cultura moderna como referencial, não tardou para que estas igrejas rejeitassem o ensinamento bíblico de que somente homens cristãos qualificados deveriam exercer a liderança nas igrejas e passaram a ordenar mulheres como pastoras e presbíteras. As passagens bíblicas que impõem restrições ao exercício da autoridade por parte da mulher nas igrejas foram consideradas como sendo a visão patriarcal dos autores bíblicos, e que não cabia mais na sociedade moderna (veja aqui uma matéria deste blog sobre ordenação feminina).

O passo seguinte foi usar o mesmo argumento quanto ao homossexualismo: as passagens bíblicas que tratam as relações homossexuais como desvio do padrão de Deus e, portanto, pecado, foram igualmente rejeitadas como sendo fruto do pensamento retrógrado, machista e preconceituoso dos autores da Bíblia, seguindo a tendência das culturas em que viviam. A igreja cristã moderna, de acordo com este pensamento, vive num novo tempo, onde o homossexualismo é comum e aceito pelas sociedades, inclusive com a aprovação do Estado para a união homossexual e benefícios decorrentes dela.

E o resultado não poderia ser outro. O único obstáculo para que uma igreja que se diz cristã aceite o homossexualismo como uma prática normal é o conceito de que a Bíblia é a Palavra de Deus, inerrante e infalível única regra de fé e prática para o povo de Deus. Uma vez que esta barreira foi derrubada - e a marreta usada para isto sempre é o método crítico e o liberalismo teológico - não há realmente mais limites que sejam defensáveis. Pois mesmo os argumentos não teológicos, como a não procriação em uniões homossexuais e a anormalidade anatômica e fisiológica da sodomia, acabam se mostrando ineficazes diante do relativismo da cultura moderna. E as igrejas que abandonaram a autoridade infalível da Palavra de Deus acabam capitulando aos argumentos culturais.

Nem todos os que adotam o método crítico são favoráveis ao homossexualismo. E nem todos liberais são a favor da homossexualidade. Mas espero que as decisões destas duas igrejas, que têm em comum a adoção deste método e a aceitação do liberalismo teológico, sirvam como reflexão para os que se sentem encantados com o apelo ao academicismo e intelectualismo da hermenêutica e da teologia liberais.

Veja o artigo relacionado:

Gays e Lésbicas praticantes agora podem ser ministros do Evangelho na Igrejas Luterana Americana

62 comentários:

Pastor José Rodriguês da Silva disse...

pr. Nicodemos o Sr, está apenas informando, ou está definindo a posição da Igreja brasileira, também sobre essa posição..

Pastor Menga disse...

Meu querido pastor Nicodemus, como sempre sua análise é certeira e forte.

Diante desse acontecimento e de tantos outros que temos visto acontecer, não somente entre as igrejas históricas e reformadas, e entre as pentecostais históricas e variantes, e neo pentecostais, é para mim, nada mais que a advertência do Apóstolo Paulo em Romanos 12, como que, se cumprindo.

Ou seja, as igrejas estão tomando a forma do mundo, com suas práticas, conceitos e objetivos.

Tenho para mim, que estamos começando a vislumbrar o início do fim!

É lamentável ver que as igrejas optaram por fechar os olhos para a Palavra de Deus, tão somente para se tornarem aceitas pelo mundo.

Penso que isso é só o começo. Que Deus tenho misericórdia de todos nós.

Um forte abraço,
Pr. Menga

Robinson disse...

Outra pergunta que não quer calar, Augustus, é: Isto poderá vir a acontecer com a Igreja Presbiteriana do Brasil?

Marcos Sampaio disse...

Caro Nicodemus,

Fico triste ao ler um artigo deste, sobretudo, a respeito de uma igreja tão histórica e respeitada há séculos.

Lamentavelmente, a idéia da verdade absoluta está sendo desprezada e atacada, até mesmo por aqueles que deveriam defendê-la. Publiquei um artigo recentemente sobre "A dúvida e o relativismo moderno sendo canonizados na igreja evangélica".

Se permite, eis o link:

http://conversaprotestante.blogspot.com/2011/05/duvida-e-o-relativismo-moderno-estao.html

Que a igreja de Deus verdadeiramente se volte para as Escrituras e seja de fato coluna e baluarte da verdade mesmo que isso nos custe muitas lutas e até mesmo o próprio desprezo deste século tão perverso!

abs.
Marcos Sampaio

Tony Cruyf disse...

É muito triste constatar que países considerados berços do Cristianismo reformado, estejam em estado de declínio espiritual, a ponto de duvidar da própria Escritura e considerá-la não apta para responder todas as questões atuais (como o homossexualismo). Apesar da Palavra de Deus ser tão clara com relação a esse assunto, mesmo assim os homens insistem em arrumar “desculpas e pretextos” para não cumpri-la. A Palavra de Deus é tão contextualizada para o nosso tempo que parece que foi escrita hoje: "Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas". 2Timóteo 4:3,4
A palavra ainda diz: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo. Rm. 9:27.
Mesmo entre nós o Israel de Deus, gentios chamados para as boas novas do Cordeiro, mesmo entre nós, apenas o Remanescente será salvo. Aquele que se manter fiel até o fim.
Espero que Deus tenha misericórdia da IPB, a quem tanto estimo, para que não venha incorrer nesses erros.
Presb. Tony

Norma disse...

Muito bom, Augustus! Temos de dar nome aos bois: liberalismo e método histórico-crítico de interpretação da Bíblia são os dois meios através dos quais a igreja tem sido golpeada de morte.

Que Deus nos ajude a nos mantermos de pé na IPB! Principalmente se (quando?) forem aprovadas essas leis malucas que criminalizam as posturas judaico-cristãs...

Abraço!

Willian leal disse...

Rev. Augustus Nicodemus.

Não é chegado o momento de expor para o conhecimento de todo o povo cristão da nossa nação, especialmente os presbiterianos a posição oficial da nossa IPB a respeito destes temas e principalmente sobre a homofobia (PL-122). Como uma ato de fé profético. Firmando a nossa fé e declarando a nossa confissão de que a Bíblia é a palavra de Deus.

Rev. Willian Leal Mendes - 2ª Igreja Presbiteriana de Londrina

Ricardo Mamedes disse...

Reverendo Nicodemus,

Tenho refletido muito sobre o momento que vivemos, e não tenho enxergado nada de bom para o futuro. Há mesmo prenúncio de tempestades nas igrejas, a teor do que está acontecendo nas duas citadas no seu artigo. E eu pergunto: como permanecer em uma denominação que aceita tais anomalias, abandonando por completo a inerrância das Escrituras? Como ser membro de uma igreja que se abandona ao liberalismo teológico, absorvendo a "cultura" do mundo e abandonando a verdade?

Desconfio que haverá tempo, e não está muito distante, em que será dificílimo congregar em uma igreja, tais as suas contaminações. E nesse momento as denominações já não comporão mais o Corpo de Cristo, exceto por alguns remanescentes que lá permanecerão bravamente, esperançosamente de que novos tempos surjam.

Como não ser desigrejado em um panorama como o retratado em epígrafe?

Ricardo.

Josielson Lira Matos disse...

Creio que, no Brasil, dificilmente esta decisão passe na IPB. Há, nos dias atuais, uma gama de pastores com forte opinião contrária a esta "tendência". Apesar de importarmos muitos "enlatados" dos EUA, esta novidade, certamente, não nos convencerá.
Que Deus tenha misericórdia do que tais coisas aprovam. Quanto a nós, tenha misericórdia dos que se calarem ante estas aberrações eclesiais do Século XXI.

JOSIMAR RIBEIRO disse...

Comentando questionamento de "Robinson" - Se houver a tolerancia para com membros homossexuais e se não lhes negarmos os ofícios e lideranças não demorará a caminharmos para o mesmo caminho. Infelizmente tudo começa nos seminários onde já é muito forte o pensamento teológico liberal. Estou certo Rev. Nicodemus??

Esli Soares disse...

Rev. Augustus

Exato!

Esli Soares

leo disse...

Pr. Augustus,

Acreditos que estas denominações não podem ser chamadas de igreja. E se algum dia foi igreja, hj está morta. Li, ou ouvi dizer, que na Europa, já faz mais de 50 anos que não ocorre nenhuma conversão.

Escutei uma mensagem, em que o Pastor, afirma que o milênio já havia terminado, e que estamos vivendo no "pouco tempo de Satanás". (Pr. Leandro Lima IPB-Stº Amaro-SP) Concordo com ele.

Tenho uma pergunta: Os teólogos da Igreja Católica são de linha liberal?

Leonardo

Tania Cassiano disse...

Pastor,
O que me impressionou, também, foi o número de velhinhos, aderindo ao sistema (também sou uma velhinha), botemos nossas barbas de molho.
Como sempre, bem oportuno o post.
Deus o abençoe.

Pb. Wanderley Santana disse...

Olá Rev. Algustus, paz e graça!

Realmente é lastimável essas coisas que estão ocorrendo no seio da igreja. Gnosticismo de um lado, liberalismo de outro, ortodoxia morta aqui, fanatismo ali. O que me consola neste momento dificil em que vivemos é o fato de eu ter me tornado um crente reformado. A doutrina da soberania de Deus tem trazido muita paz pra meu coração. Vejo que em meio a todo esse cáus, Deus continua no controle de tudo. Há, e só pra mencionar, o senhor tem uma grande participação em meu abandono ao pentecostalismo. Muito obrigado pelo excelente trabalho que o senhor faz neste blog.

Um abraço fraterno!

Fábio Vaz dos Santos disse...

O liberalismo teológico é uma praga, um insulto às Escrituras e ao bom senso.

tito disse...

Eu fiz estágio nos meios da prostituição em SP,na praça Ramos,praça do Correios,e tb cheguei a frequentar o 'point' dos homosexuais e fiz abordagem conversando com essas figuras.Uma das mulheres resolveu acolher em seu coração a Pessoa do Senhor Jesus,e não tinha para onde ir naquela noite,e batemos em diversas portas de líderes religiosos para acolher aquela mulher e as portas se fecharam.Com relação aos homosexuais eu perguntei ao pastor da igreja que me acompanhava se algum daquelas vítimas resolvesse seguir a Jesus,se ele estaria disposto a receber aquele 'homem' na sua igreja - a resposta foi não.Então suspendemos a nossa'evangelização'
e fomos pra casa dormir.Bem,hoje a situação mudou,eles os rejeitados resolveram ficar como estão e nós tb. Lí um artigo que dizia: Aos gays o que é dos gays,a Deus o que é de Deus.Que eles têm direitos civis garantido na Constituição Federal,isso tem e diga-se que a Carta Magna foi aprovada por nossos representantes.
Ser contra e não ter uma solução é chover no gelo.A Bíblia prevê que nos últimos tempos iriam acontecer coisas do arco da velha e esta é uma delas.A igreja continua no seu caminho no mundo,não sendo do mundo,tá?
tito from brasília.

Paulo Celeste disse...

Olá Rev.!

E quanto ao "kit gay" (apostilas, livros, gibis, filmes, cartazes, etc.)que custou três milhões de reais ao governo e que será imposto, pelo MEC, aos nossos filhos e filhas nas escolas, constituindo verdadeiro aliciamento à prática homossexual? O bombardeio está pesado! Estão trabalhando para impedir-nos de expressarmos a Palavra de Deus, com o PLC 122/2006, e, agora, ardilosamente almejam preconizar, aos nossos filhos, valores avessos àqueles que formam a nossa identidade.
É terrível ao cristão o processo de fragmentação ou, até mesmo, de efetiva extinção de sua igreja local, porém, deve ser encarado como necessária desinfecção e assepsia, operada por Deus no cuidado de seus filhos. Oh,que Deus nos ajude a obtermos bom ânimo em meio às aflições destes tempos! Lembremos que a Igreja prevalecerá e que Cristo Jesus está conosco, e assim permanecerá até a consumação dos séculos.

Deus abençõe a todos!

Alfredo de Souza disse...

Augustus, excelente postagem. Fiquemos firmes para que a IPB permaneça fiel às Escrituras e aos Símbolos de Fé (nessa ordem).

Que sejamos totalmente intolerantes a qualquer indício humanista que queira eivar a nossa denominação.

Clovis Santana. disse...

Estou convencido de que em tempo algum da historia , as portas do inferno prevaleceram contra a verdadeira Igreja de Cristo. Independente do relativismo,da pluralidade de verdades e da cosmovisão da pós-modernídade ,os eleitos permanecerão firmes e inabaláveis.

O nosso ponto vulnerável esta no fato de aceitarmos com irmãos, muitos que só por professarem ser cristãos exercem grande influência sobre o mundo. E isso acaba sendo refletido contra a Igreja.

Jair Kunzler disse...

Fiz, recentemente, uma visita ao interior do Rio Grande do Sul, e uma situação semelhante ja existe por lá. Numa congregação luterana, uma das "diaconizas" é homossexual assumida e vive com sua parceira, exercendo os trabalhos da igreja noirmalmente (fiquei chocado, claro). Por isso, acho que não estamos longe desses países, eles apenas oficializaram algo que ja existia.

tito disse...

"as portas do inferno não prevaleceram contra a verdadeira Igreja de Cristo",escreveu o Clovis.
Isso só acontecerá se a tal igreja verdadeira tomar a iniciativa e se posicionar.Repetir tão sòmente esta Escritura não leva a 'neverland'.Iniciativa quero dizer sair do 'armário'.
tito from brasília.

tito disse...

"Dai aos gays o que é dos gays,e a Deus o que é de Deus".Dá pra entender ou tá difícil? Nós tb fomos minoria e tivemos nossos direitos suprimidos,a história registra isso.Agora não somos + minoria e queremos esmagar as minorias com as nossas "tradições letais"? Sejamos sábios.Ninguem será obrigado a ser gay,e nós não temos poder para mudar os gays,copiaram? Deus é quem vai julgar os de fora,confere nas Escrituras,é só ter paciência e esperar,Ele pode até tardar,mas o juízo vem assim diz Amós 5:24.Copiaram? tito from brasília.

tito disse...

Porque ficamos escandalizados com os últimos acontecimentos do gaysismo?
Não seria falta de conhecimento das Escrituras que prevê esses e outros acontecimentos? Nos últimos tempos diz Paulo a Timoteo acontecerá isso,isso e aquilo e + aquilo.Diz as Escrituras sobre as profundezas do inferno há muita coisa a ser feita e as Escrituras confirmam.Ora bolas,vamos em frente que atrás vem gente,povo de Deus,não seja gay,mas deixa os gays seguirem a sua sina,tá?
tito from brasília.

Jorge disse...

Realmente é com muita tristeza e muito penar, que recebemos notícias como estas.

Contudo, quero ressaltar que:

1. Para uma igreja, denominação ou uma assembléia de ministros ordenados, tomarem tais decisões, não precisam do método histórico-crítico de exegese e sim da falta de Fé, a falta de caráter e principalmente da falta de compromisso relacional com Deus e sua Palavra.

2. Temer o método histórico-crítico como ferramenta de exegese, a serviço da hermenêutica para a Igreja, é diminuir o valor e autoridade intrínsecas à Bíblia. A Palavra de Deus é escudo e broquel, lembram? Nada destruirá a resistência de sua Verdade.

3. O que sempre causou estragos e tragédias como esta à Igreja, ao longo de sua trajetória, principalmente em sua evolução hermenêutica, não foram o uso da razão, das ciências teológicas ou do raciocínio para interpretar e explicar a Fé e sim, o "...engano de homens abomináveis" (2Pe.3.17), os quais guiados pelo espírito de engano não amam a verdade (2Ts.2.10) e assim o próprio Deus envia-lhes a operação do erro, para que creiam a mentira (2Ts2.11), pois nunca foram da verdade (Jo.18.37).

Ele Vive disse...

Rev. Nicodemos, Graça e Paz!
Rev. Nicodemos estamos presenciando algo terrível na sociedade, no meio evangélico onde as normas e princípios que circundam a vida do homem, estão sendo banalizada, ridicularizada pelo o engodo do pecado, a dureza do coração e a falta de temor ao nosso Deus Todo Poderoso.
A Bíblia diz que o deus desse século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da Glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus (2Co 4.4). Não é de se admirar o rumo que essas “igrejas” Presbiterianas estão tomando, diga-se de passagem, que lastimavelmente outras igrejas de cunho Reformado estão aderindo a essas práticas libertinas e aberróticas.
Ora, conhecendo eles a sentença de Deus, de que são passíveis de morte os que tais coisas praticam, (O HOMOSSEXUALISMO) não somente as fazem, mas assim aprovam os que assim procedem (Rm 1.32).
Não vejo nenhuma passagem Bíblica que corrobore a prática homossexual como sendo regra estabelecida pelo próprio Deus. Isso é algo inconcebível, inaceitável, lastimável, uma verdadeira desgraça na vida do homem, pois estes, se permanecerem nas suas práticas libertinas, desequilibradas e alucinadas, e não se arrependerem das suas práticas defórmicas, estes sofrerão penalidade de eterna destruição, serão radicalmente banidos da face de nosso Deus Todo Poderoso.
O homem entregue a si mesmo é algo terrivelmente perigoso, pois estes se tornam obscurecidos de entendimento, brutos, irracionais, totalmente alheios à graça e a misericórdia de Deus. Por isso o próprio Deus os entregou a uma disposição mental reprovável (Rm 1.28).
“…Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus. Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus.” 1 Coríntios 6:9-11
“O pecado é um desafio à justiça de Deus, um roubo à sua misericórdia, um zombar de sua paciência, um desprezo ao seu poder e um desdém ao seu amor”. John Bunyan
Que Deus segundo a riqueza de sua Graça nos capacite a cada dia a vivermos de modo piedoso, nos dando sabedoria para defendermos a causa de Cristo o estandarte do evangelho diante dessa sociedade corrupta, mesmo que o nosso corpo seja alvo de atrocidades, pois não devemos obedecer a homens segundo as suas falácias, antes importa obedecer a Deus (Lc 12.5).
Querido irmão, Deus o abençoe!
Em Cristo, Ainadabe

Francisco Mário disse...

Partindo dessas consequências sabiamente expostas, aqueles que têm pressupostos liberais vão se manifestar em breve. Alguns já fizeram isso: Ricardo Gondim. Vejamos os outros.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Amigos,

Exclui alguns comentários por havê-los autorizado sem maior conhecimento de que refletiam uma outra discussão entre dois colegas presbiterianos.

A discussão, ao que parece, se deu - ou se dá - no Facebook destes colegas, e não acompanhei absolutamente nada. Só após a publicação é que fui alertado para a dimensão pessoal da polêmica. E como não quero me envolver nisto, exclui os comentários.

tito disse...

Eu não sou 'gay',não vou me tornar 'gay',Deus é o paladino da liberdade,ou não ? Quem quiser ser 'gay' que seja.Vou repetecar o meu pensamento: Aos gays o que é dos gays,e a Deus o que é de Deus.Nós não temos o hábito de mostrar a cara e o que somos,temos medo de tudo,Deus vai julgar os de fora e não nós.Deus criou Adão e Eva,e não Adão e Ivo,então vamos confiar e prosseguir para o alvo,tá?
tito from brasília.

Danilo Neves disse...

Pelo post, o problema é hermenêutico. Albet Mohler chama a interpretação dos teólogos gays de "hermenêutica revisionista ou de legitimação" que, por fim, ou rejeita ou reinterpreta a Bíblia sob a alegação de que os autores bíblicos foram heterossexistas, patriarcais ou preconceituosos.

Mohler ainda cita escritores da linha de frente do movimento homossexual que explicitamente NEGAM a Bíblia como Palavra de Deus, como autoritativa. Os pressupostos da hermenêutica gay são tão arbitrários que podemos nos referir à eles como um "vale tudo", desde que não se condene a homossexualidade.

Mas o que poderíamos esperar de uma teologia que chega a duvidar da divindade de Jesus?

O senhor disse que nem todos que adotam o método crítico são favoráveis ao homossexualismo. Mas estes não são liberais inconsistentes? Não são liberais com a legitimação da homossexualidade trancada nos seus armários teológicos? Honestamente, reverendo, o método histórico crítico, na minha opinião, não caminha para uma ortodoxia sexual.

Entendi que o senhor não quis generalizar a crítica, foi equilibrado. No entanto, acho que é preciso dizer contundentemente que os simpatizantes do método crítico correm sérios perigos. Estão ganhando a cultura inteira e perdendo a alma e ainda ensinando outros a fazerem o mesmo (Rm1.32).

Uma obs. Não leio e muito menos vejo teólogos liberais se manifestando contra o movimento homossexual brasileiro.

Rev. João d'Eça disse...

Precisamos declarar quem somos e o que cremos imediatamente, diante de uma situação como essa.

No blog do Júlio Severo, numa crítica a um artigo da revista Ultimato, intitulado "Ultimato publica artigo pró "casamento" gay", ele faz parecer que a IPB está de acordo com isso, quando afirma: "Ultimato é uma das mais antigas publicações presbiterianas e evangélicas esquerdistas do Brasil. A essa altura, testemunhando denominações presbiterianas inteiras abraçando a ordenação de pastores homossexuais, a equipe da Ultimato poderia parar para pensar nos espinhos que está semeando. De que adianta depois se surpreender com os resultados?"

Por esta razão, acho que é hora da IPB dizer o que pensa sobre o assunto.

Flávio C. Martins disse...

O que me preocupa é a facilidade com que a igreja evangélica brasileira, e outros ramos de nossa cultura, tem de absorver costumes americanos e europeus, e isso tambem no seio da igreja. Creio, com coração partido, que muitas de nossas igrejas irão aderir à práticas liberais extremas. É apenas uma questão de tempo.

Marcio Barros disse...

Nicodemus,

Estamos a 3 anos no Canadá, e como diz o nordestino: "com um medo arretado" de nos associarmos a um grupo cheio de devaneios. Neste tempo, venho estudando a história do Canadá e as suas pertubadoras mudanças culturais como o abandono da "Lord's Day Act", uma lei que restringia o comércio aos Domingos.

Ontem, fui visitar um grupo da Presbiteriana Canadense que é perto de nossa casa. Estava anunciado que era dia de estudo bíblico às 7 PM. As portas estavam fechadas, não tinha ninguém. Voltei para casa muito triste, e ao compartilhar com a Leudia, a mesma chorou. Estamos muito tristes e chocados com a realidade, principalmente porque sabemos que somente em Toronto já existiram 200 Igrejas somente da Presbiteriana.

Com um pé atrás, iniciei um contato com um a http://www.crcna.org. Depois da divisão em 1995 por causa da ordenação de mulheres, que eles passaram a aceitar, há rumores que o próximo passo é a ordenação de homossexuais. Alguns membros que não sairão na divisão de 98 observam que não se toca mais no assunto de homossexuais no púlpito, e que é comum debates fervorosos nos sínodos.

Na Presbiteriana canadense, que anda em declínio vertiginoso, já perdeu cerca de 40% dos membros nos últimos 20 anos, não sabemos o que vai ocorrer. Em 95, um proeminente pastor em Montreal declarou ser gay
depois de ter 90% de aprovação na eleição. O Presbitério pediu o seu afastamento e toda a "igreja" saiu junto com ele.

Há duas denominações que tem crescido, especialmente por causa dos crentes indianos e chineses que chegam em grande quantidade no Canadá: http://cmalliance.ca/ e a http://www.emcc.ca/. Mas o problema do divórcio no meio deles é tão real que promovem até cursos "preparatórios" para como tratar o divórcio. Eles me fazem lembrar da IPB, de como o divórcio passou a ser tolerado na Igreja, e em especial entre os pastores.

Para nossa família, ainda visualizamos a http://www.urcna.org/ como único grupo realmente fiel às Escrituras (eles saíram da CRC em 1998) com cerca de 200.000 membros em toda a América do Norte. Mas é um grupo que apenas cresce por causa do número de filhos. Me passa a impressão que estão para se tornarem os novos Menonitas.

Estamos realmente muito tristes e sozinhos.

Em Cristo,
Marcio e Leudia Barros

Paulo Henrique Rocha disse...

Graça e paz.

Pr Augustus, gostaria (se possível) que o senhor olhasse (se é que ainda não leu) uma entrevista do Pr. Ricardo Gondim sobre alguns temas (principalmente o homoxessualismo), e comentasse. Caso nao queira expor em teu blog (meu e-mail é conf.paulohenrique@hotmail.com), pois gostaria muito de saber a posição do senhor em relação as afirmativas que o mesmo faz a tais assuntos.

Desde de já agradeço a tua tão estimada atenção.

Em oração,
Paulo Henrique.

Aprendiz disse...

Tito

A ideia de que os gays querem deixar os cristaos em paz é absurda. Eles não admitem que alguem diga, ou pense, ou sinta, que ha algo de errado ou ruim em sua pratica.

Aprendiz disse...

Jorge disse

"2. Temer o método histórico-crítico como ferramenta de exegese, a serviço da hermenêutica para a Igreja, é diminuir o valor e autoridade intrínsecas à Bíblia. A Palavra de Deus é escudo e broquel, lembram? Nada destruirá a resistência de sua Verdade."

"3. O que sempre causou estragos e tragédias como esta à Igreja, ao longo de sua trajetória, principalmente em sua evolução hermenêutica, não foram o uso da razão, das ciências teológicas ou do raciocínio para interpretar e explicar a Fé e sim, o "...engano de homens abomináveis" (2Pe.3.17), os quais guiados pelo espírito de engano não amam a verdade (2Ts.2.10) e assim o próprio Deus envia-lhes a operação do erro, para que creiam a mentira (2Ts2.11), pois nunca foram da verdade (Jo.18.37)."


Devo supor, então, que quem não acredita nesse método é contrário à razão? Desfazer dos que pensam diferente não e argumento lógico, mas retórica fraca...

Pr Cristiano Scuciatto disse...

Fidedigníssimo Augustus

Parabéns! pelo excelente post
Estamos juntos
amado irmão!


Do seu Pastor e Amigo
Cristiano Scuciatto

Bispo Roberto Torrecilhas disse...

Isso tudo é a falta de compromisso com Deus .
Onde esses lideres perderam o foco , e estão olhando somente as pontas de seus dedos.

Lobos em pele de cordeiro , corruptores , detratores.

Isso sim são esses lideres enganadores , que querem agradar a óbra mas não o criador.

CORPO PRESBITERIANO disse...

pelo amor de Deus alguém saia em defesa do evangelho Urgente..

Pr. José do Carmo (Zé do Egito) disse...

Rev. Algusto Nicodemus, graça e paz
Sou pastor metodista e possuo uma rede social o Brasilmetodista.ning.com e gostaria de sua permissão para postar seu artigo em meu blog? Sou parte de um grupo que se opõem ao liberalismo teológico e seus maleficios e penso que devemos nos unir naquilo que nos é comum enquanto protestantes. Se acaso permitir a partilha de sua reflexão, tanto essa como outras futuras ficarei imensamente grato, obvia e eticamente citando as fontes devidas.

Em Cristo. Rev. José do Carmo da Silva

przedocarmo@hotmail.com

Marcelo disse...

Prezado Rev. Dr. Augustus Nicodemus,

Estou terminando de ler o opúsculo "Princípios para uma Cosmovisão Cristã", do Pr. John MacArthur, publicado pela Editora Cultura Cristã.

Excelente leitura que nos leva justamente à reflexão sobre as causas do (e o remédio para) o desvio doutrinário que tem levado nossas denominações a tais absurdos.

Fraternalmente em Cristo,

Marcelo Feitosa.

rodrigo disse...

A resposta para a situação em foco está se tornando a cada dia, clara e notória, pois, querendo ou não, estamos vivendo o “ocaso” da fé bíblica.

Ivfraga disse...

Rev. Nicodemus,

Eu queria está errado, mas acho que isso já chegou também ao Brasil. Logo, logo veremos algumas Igrejas Batistas, Presbiterianas, Metodistas, Anglicanas, etc., ordenando homossexuais aos cargos de Pastores e Presbíteros. Pode anotar o que estou dizendo. Não vai demorar muito tempo.Explico:

1)Embora a população brasileira, mesmo a não evangélica, demonstre ainda certo conservadorismo sobre este tema, percebe-se que já foi mais forte a rejeição. Essa rejeição está cada vez mais diminuindo muito. A sociedade brasileira está cada vez mais aberta a ver as relações homoafetivas como algo "normal".
2)A maioria dos intelectuais no Brasil não tem problemas com isso. Na maioria das Universidades tanto pública como particular, muitos professores, que são formadores de opinião, entendem a homoafetividade como algo normal. Conseqüentementeos alunos cedo ou tarde acharão o mesmo - serão esses jovens que estarão amanhã na Política, nas Universidades, etc., formando opinião novamente.
3) O liberalismo teológico já chegou no Brasil e chegou para ficar. Pode estar ainda de forma timida, mas já está começando a dar os primeiros "frutos". Muitos dos nossos seminários e faculdades de Teologia estão contaminados com essa praga. O Seminário Batista do Nordeste, por exemplo,que durante cerca de 100 anos foi uma referência na formação de Pastores para as igrejas Batistas do nordeste, hoje, tornou-se um devorador da fé. As igrejas trabalham, evangelizam, se esforçam, para depois perder seus jovens para o Seminário. Não são poucos os jovens que ao passar por lá, retornam completamente mudados.Este é apenas um exemplo, imagino que em São Paulo seja o mesmo, aliás, no Brasil inteiro. O Seminário Batista do Sul - Rio de Janeiro - está capengando, quase fechando as portas - Por que será mesmo?
4)Muitos dos nossos pastores que ainda procuram manter a tradição teológica conservadora, infelizmente, são atrasados tanto teológicamente quanto culturalmente. Dessa forma pergunto: Como combaterão o "inimigo" sem o conhece-lo?
Muitos de nossos pastores pararam no tempo, isto é, estão desatualizados com o que está acontecendo no mundo. Precisam fazer uma "reciclagem" teológica e "humanistica".
É verdade que temos algumas exceções, mas, mesmo assim, percebe-se que muitos pastores,de várias denominações, inclusive de denominações históricas, estão desatualizados.
Como querem enfrentar este mundo se não se atualizam? É por isso que não me espanto quando vejo alguns pastores seguindo as idéias do Sr. Malafaia, que, diga-se de passagem, teologicamente, este Sr. é uma lástima, se é que o mesmo estudou teologia em algum momento.
Portanto, os dias são difíceis, e não sei o que será amanhã. Tenho para mim que as coisas estão caminhando para isso mesmo. Contudo insisto a seguir a recomendação de Paulo aos Romanos: " E não vos conformeis com o mundo mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento".

Sola scriptura

Maria da Graça disse...

Rev. A.Nicodemus
O Senhor Jesus lhe confiou a capacidade de formar opinião. O senhor tbm é um guardião da veracidade das Escrituras. Portanto, espera-se, da parte de V.Sa., maior clareza sobre a sua posição frente aos sofismas teológicos modernos que pululam na imprensa brasileira sobre a interpretação da Palavra de Deus. Ele, Deus, não perdoará a neutralidade daqueles a quem ELE constituiu como guardião!
Saudações, em Cristo,
Ev. M.G.Queiroz
P.S.: Não sou crente presbiteriana.

Isacsenna disse...

O Pr. Edney Melo, da Igreja Betesda do bairro Montese em Fortaleza, pediu desligamento da igreja afirmando, por meio de seu blog, que:

Ter discordado da orientação de aconselhar casais homossexuais com se fossem casais Héteros “No entanto, ano passado, em conversa com um dos principais pastores da Betesda, eu o ouvi falar de uma reflexão que estava sendo feita sobre a questão homossexual, que, deveria ser considerada pela igreja, normal. Inclusive, disse ele estar disposto a aconselhar casais homossexuais em sua comunidade, como se foram héteros, com a restrição de não serem promíscuos.”

E por não aceitar o fato da liderança da Betesda ter questionado as doutrinas da ressurreição e da volta de cristo “A partir daí, passei a ter uma série de conversas com a liderança cearense da Betesda, com quem questionei esses e outros pressupostos, contidos no consciente coletivo da igreja, como a volta de Jesus, a ressurreição e outras questões que considero irrefutáveis.”

O pastor a firma também que as questões sobre homossexualismo surgiram muito antes da entrevista do Pr. Gondim à revista carta capital.

Veja o texto na integra: http://edney.wordpress.com/2011/05/18/minha-ultima-mensagem-para-a-betesda/



Isac Sena Alves

Tania Cassiano disse...

Pastor,
Não sei se fiz alguma leitura errada do Blog, mas sempre encontrei firmeza e parcialidade dos autores, em questões doutrinárias. Me corrija se estiver errada.
Abr.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Tânia,

Com certeza, o alvo dos autores deste blog é se posicionarem de maneira clara sobre os assuntos tratados, com firmeza, fidelidade e respeito a quem diverge.

Nosso compromisso é com a Palavra.

Abs.

Augustus Nicodemus Lopes disse...

Maria da Graça,

Estou bem consciente da minha responsabilidade e das minhas grandes limitações.

Se você me disser onde deixei de me pronunciar com clareza eu poderei responder de maneira mais adequada.

No aguardo.

Davi Cassimiro de disse...

Fico triste, que homens que se dizem portas vozes de Deus, tomem tal decisão, totalmente contrária aos ensinamentos bíblicos, inclusive alguns expoentes da internet, dizem aplaudir a decisão do STF e tem coragem dizer que o homossexualismo sem promiscuidade, não tem problema - não sei para onde caminhamos - pra mim é total cegueira - como nos tempos de baal - estão criando um novo deus - acomodado a sociedade - que as regra e principios estao centrados no homem - para sastifação do ego humano. Desafiar Deus, nunca é uma opção boa.

kael disse...

Bom dia

Reverendo Augustus,

Me entristece esse cenário da Igrejas Americanas.

Que DEUS nos livre disso aqui no Brasil, apesar de em algumas denominações é só questão de tempo, usando o argumento do abandono da infabilidade das escrituras, (do qual faço coro com o senhor)é a consequência lógica, estive visitando o site oficial da IPIB, e me assustei em ver um campo, "pastores procurando campo", nessa lista de obreiros no estaleiro encontrei, pasme, uma "Pastora Divorciada", pra Pastora Lésbica, ou Pastor Gay é um pulo.

Grande Abraço
Em Cristo
Ezequiel Stefani

Marcos disse...

Meu prezado irmão em Cristo Augustus Nicodemus, antes de mais nada peço licença para participar de seu blog, eu sou membro da Assembléia de Deus em SP/capital no Ipiranga,acompanho seu blog a pouco tempo, aliás foi indicação de um irmão de minha congregação, e gostaria antes de mais nada cumprimenta-lo por esse trabalho que o Sr. realiza.O motivo que me levou a escrever em seu blog foi o de compartilhar com todos os membros da IPB a minha indignação e profunda tristeza com essa noticia vinda da IP dos EUA. Eu tenho algum conhecimento do trabalho realizado pela IPB e da seriedade e compromisso com a Palavra de Deus e creio firmemente, inclusive por essa igreja ter pessoas como o senhor e tantos outros trabalhando por amor a Cristo e Sua Palavra, que a IPB pela Graça e Misericórdia de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo,não será contaminada e/ou afetada por essas situações. Finalmente Rev. Nicodemus, eu gostaria de esclarecer que esses comentários que postei acima são exclusivamente pessoais e não estou falando em nome de minha igreja. Oremos e busquemos a Deus para que Ele possa intervir naquela igreja e que seus líderes venham a se arrepender e voltem atrás em suas decisões. Em Cristo.
Marcos Novaes.

Rosangela disse...

Às vezes parece que o tempo para, e se repete, mas o tempo não para, e sem perceber ele se repete.
O tempo esta sempre próximo do fim, mais o fim pode demorar.
O que tem que ser feito neste meio tempo é que fica difícil, embora seja simples.
Esta tudo escrito.
Rosangela

Maria da Graça disse...

Reverendo A.Nicodemus:
Perdoe-me por ter cobrado de V.Sa. "maior clareza" em suas opiniões. É que qdo me manifestei, havia acabado de ler somente o resumo da matéria em pauta. Só depois é que encontrei o link de abertura do artigo como um todo. Li com bastante atenção e estou em paz com os argumentos de V.Sa.
Saudações, em Cristo,
Ev.M.G.Queiroz

Lobato disse...

Eu vejo com tristeza o que ta havendo na Igreja de uma forma geral.Estamos sucumbindo diante do mundo.Nosso maior problema é nossa "burrice teológica".
Não consigo ver algo pior pra Igreja do que o atual momento que estamos passando.
Que Deus abençoe aqueles que ainda guardam a Palavra na sua simplicidade e amor e que Deus permita a ação de mal à aqueles que são conhecedores da Palavra e pisam nela.Que Deus varra esses devassos do seio da Igreja.Que a justiça divina,a espada afiada destrua essa desgraça que vem como um câncer atacar a Igreja.
Desculpem sair da linha e não ser nada ponderado,é que estou totalmente indignado com PL 122 e tudo mais que ando vendo...

Marco Antonio disse...

Uma questão que me preocupa é que, fioa claro através da explicação histórica do caminho para chegar até aqui, que esta decisão não explodiu do nada. Na verdade ela foi preparada durante os anos. Isso significa que muitas coisas que estão sendo aceitas normalmente hoje em nossa igreja podem causar sérios problemas para a igreja nas gerações futuras. Temos que pensar muito sobre isso.

Marcelo disse...

Prof. Augustus Nicodemus,

Boa reflexão. Boa e triste. Parece que nossa fé, nossa doutrina, nos escapa pelos dedos, como água. E o culpado não é um ente externo - o culpado são as raposas para quem entregamos nossos melhores jovens - os professores dos seminários. Tolos deslumbrados. Agora, nossos jovens não estão abertos a reflexão, à dúvida, à crítica, pelo menos não para os ideiais liberais, mas estão prontos para zombar da sã doutrina a qualquer coisinha.

Jesus tenha misericórdia de nós!

Marcelo Hagah
João Pessoa-PB

Welinton J. Antonioli disse...

Rev.Augustus,

É triste saber que, não só na religião, que eu tenho como mais importante,tem se desvirtuado e seguido por caminhos cada dia escusos,onde vários segmentos da sociedade tem achado tudo muito normal,as pessoas tem se acostumado lentamente com tudo que é errado,muitos lobos vorazes tem se articulado com o mandamento de Deus "Amar ao próximo,como a ti mesmo",usando para manipular as pessoas incultas e, mesmo cultas estão sendo levadas pelo relativismo, onde tudo é relativo, a palavra de Deus tem ficado absoleta e usada somente como mais um método financeiro; Seres humanos tem sido acorrentados feitos as "levas dos navios negreiros" e caminhado a passos largos para destruição total.
Temos que orar muito pela misericórdia de Deus, e não deixarmos nos acostumar com esse relativismo que tem assolado as igrejas e lutarmos para que se permaneçam na sã doutrina os que ainda estão acordados, "Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia"(1Cor 10.12)

A graça e misericórdia de Deus esteja sobre nós.

Welinton J. Antonioli
Sooretama-ES

Tim Aragão disse...

Tito,

Seu comentário: "Eu não sou 'gay',não vou me tornar 'gay', Deus é o paladino da liberdade, ou não? Quem quiser ser 'gay' que seja." Tem certeza que você não é gay? Tanta defesa...

Outra lástima de sua parte:

"Vou repetecar o meu pensamento: Aos gays o que é dos gays,e a Deus o que é de Deus."

Pergunto: Onde está esta referência na Bíblia? Na minha, ao menos, consta: "Dai a César o que é de César...". Os homossexuais NÃO ENCONTRAM NENHUM TIPO DE APOIO NAS SAGRADAS ESCRITURAS, por mais que você queira tentar dizer o contrário.

Lamentável....

Mas, sei que, com a Graça de Deus, a IPB não se renderá a este ridículo.


Pedro

Edmanaos disse...

Rev. Nicodemos,

Excelente post. Infelizmente a aceitação desta prática no seio do povo evangélico so tende a crescer, uma vez que o desprezo pela Palavra de Deus aumenta. Pergunto: Como ficaremos? Daqui a pouco não teremos igrejas sérias onde congregar. Retornaremos às catacumbas, como os primeiros cristãos?

Edmanaos disse...

Rav. Nicodemos,

O evangelicalismo brasileiro está enfrentando inimigos em todas as frentes. O Liberalismo Teológico com seu despreso pelas Escrituras Sagradas, Neo-Pentecostalismo com seu bispos, apóstolos e patriarcas, a invasão do movimento gay dentro das igrejas, entre outros que tentam implodir a igreja por dentro. Estou começando a acreditar que daqui a um tempo será difícil encontrar uma igreja séria para congregar. Enquanto isso cresce o número de pessoas sem igreja, descontentes com tantas heresias que tem surgido. Maranata!

Edmanaos disse...

Prezados,

O problema relação aos seminários não é o fato de muitos por aí afora ensinarem abertamente a Teologia Liberal, mas sim o despreparo dos que entram na academia. Muitos de meus colegas de seminário aqui em Manaus não tinham conhecimento das doutrinas básicas do cristianismo. Muitos nem sequer tinham lido a Bíblia toda. O que esperar destes como ministros? Não foi à toa que muitos se renderam ao movimento G12, e a práticas judaizantes. Uma tristeza.

pastor josue costa disse...

Parabens ao 3 pastores que tem investido tempo,em matérias tão boas,eu comprei o livro o que estão fazendo com a igreja e ja enviei email,publiquei no face,orkut para que todos amigos adquirem tambem,pastor nicodemos,parabens pelo seu brilhante trabalho.

Pb Fernando disse...

É lamentável e revoltante a posição tomada por essas igrejas e, sendo assim não podemos mais chamá-las de coluna e firmeza da verdade.
Que Deus tenha misricórdia das ovelhas pastoreadas por esses "pstores".