domingo, outubro 31, 2010

Augustus Nicodemus Lopes

Sempre Reformando ou Sempre Mudando?

Hoje se comemora no mundo todo os 493 anos da Reforma Protestante - mas, o que significa seu lema "igreja reformada, sempre se reformando"?

Há vários lemas que os reformados gostam de usar para identificar e resumir as marcas da Reforma: Sola Scriptura, Sola Fides, Solus Christus, Sola Gratia, Soli Deo Gloria e o moto Ecclesia Reformata et Semper Reformanda Est. Mas, como tudo na vida, eles têm sido entendidos e usados de maneira diferente pelos que se consideram herdeiros da Reforma.

É o caso especialmente do “Ecclesia Reformata et Semper Reformanda Est”, de autoria do reformado holandês Gisbertus Voetius (1589-1676), à época do Sínodo de Dort (1618-1619). Este slogan, que pode ser traduzido como “A Igreja é reformada e está sempre se reformando”, tem sido interpretado como se Voetius estivesse dizendo que uma característica da Igreja Reformada é que ela está sempre mudando. Contudo, é difícil imaginar que Voetius, calvinista estrito, que participou em Dordrecht da disputa contra os discípulos de Armínio, tivesse usado este lema para encorajar a abertura da Igreja para novas idéias de qualquer tipo – seria o mesmo que dizer que os seguidores de Armínio estavam certos e que a Igreja Reformada deveria se abrir para uma reforma de natureza arminiana na sua soteriologia! Voetius estava tentando qualificar o argumento deles de que a Igreja deveria estar aberta para receber novas luzes sobre pontos que pareciam imutáveis. Voetius não negou o princípio da reforma constante, mas destacou que o alvo era sempre retornar às Escrituras, que tinham sido a base da Reforma. E na compreensão dele e do Sínodo de Dort, as idéias dos seguidores de Armínio certamente não representariam um retorno às Escrituras.


É importante notar que o aforismo de Voetius não foi “ecclesia reformans”, que significaria que a Igreja se reforma a si mesma, mas “ecclesia reformanda”, que está na voz passiva e indica que o agente da reforma não é ela própria, mas sim o Espírito de Deus. E este certamente promove o crescimento e a compreensão das Escrituras a cada nova geração, sem com isso admitir que a verdade muda.

As palavras de Voetius vêm sendo reinterpretadas ao longo dos anos e usadas de formas que nunca passaram pela mente do teólogo calvinista holandês. A Igreja Católica, no Concílio Vaticano II, tomou para si a parte final do aforismo de Voetius, “reformanda est”, após reinterpretá-lo para justificar as mudanças que introduziu no catolicismo tradicional. Os seguidores de EllenWhite, profetisa do Adventismo, usam-no para justificar sua reivindicação de serem uma reforma da Reforma. E mais recentemente, o lema ressoa distorcido, mais uma vez. Uma ala da própria Reforma protestante tem usado o moto para justificar mudanças e inovações na Igreja Reformada que certamente não estão de acordo com as Escrituras.

Só para ilustrar, “Semper Reformanda” é o nome de uma organização religiosa nos Estados Unidos que defende a inclusão de gays e lésbicas no ministério pastoral e o casamento homossexual. O grupo adotou este lema porque entendeu que ele expressa o princípio mater da Reforma, que as igrejas reformadas devem mudar a cada geração, para se contextualizar às mudanças da sociedade, da cultura e das novas compreensões.

Essa, na verdade, sempre foi o entendimento daqueles que acham que o mais importante na Reforma Protestante não foi ter voltado no passado para resgatar as antigas doutrinas da graça, mas de ter ido em frente, promovendo uma mudança no status quo (não estou dizendo que todos os que pensam assim são a favor da agenda GLT). A idéia subjacente é que o novo sempre é melhor. Querem o reformanda mas não o Sola Scriptura. Torcem Voetius.

Na verdade, reformados não podem ser contra a continuidade da Reforma, pois sabem que a Igreja é composta de pecadores. Sabem também que a cada geração novos desafios se erguem contra ela. Todavia, só podem aceitar reformas e mudanças que nos tragam mais para perto da Palavra de Deus. Acho que o ponto central aqui é que os reformados crêem que a verdade não muda e que as reformas que a Igreja deve buscar almejam sempre um melhor entendimento da verdade e uma aplicação relevante dela para seus dias. Há quem acredite que a verdade muda, e quando falam em ecclesia reformanda, estão pensando em mudanças inclusive das antigas verdades professadas pelos reformadores. Para eles, nenhuma delas é intocável. Todas estão sujeitas a reinterpretações tão radicais a ponto de se tornarem totalmente outras. É aqui que está a principal diferença entre os reformados e os reformandos ou reformistas.


[post originalmente publicado em 2006 aqui neste blog]

Augustus Nicodemus Lopes

Postado por Augustus Nicodemus Lopes.

Sobre os autores:

Dr. Augustus Nicodemus (@augustuslopes) é atualmentepastor da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, vice-presidente do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana doBrasil e presidente da Junta de Educação Teológica da IPB.

O Prof. Solano Portela prega e ensina na Igreja Presbiteriana de Santo Amaro, onde tem uma classe dominical, que aborda as doutrinas contidas na Confissão de Fé de Westminster.

O Dr. Mauro Meister (@mfmeister) iniciou a plantação daIgreja Presbiteriana da Barra Funda.

43 comentários

comentários
31/10/10 13:07 delete

Caro Nicodemus,

Apesar deste artigo já ter sido exposto aqui, valeu apena lê-lo novamente. Que Deus continue lhe abençoando muito!

Quero ainda sugerir a leitura do artigo "Dia da Reforma Protestante" em meu blog pessoal:

http://www.marcossampaio.com.br/2010/10/dia-da-reforma-protestante.html

Um forte abraço.
Marcos Sampaio

http://www.marcossampaio.com.br

Responder
avatar
31/10/10 13:39 delete

O maior exemplo da Reforma Protestante para nossos dias, vem de Lutero na dieta de worms.
Diante do Imperador carlos v, dos príncipes alemães e do clero, ele disse ousadamente que não se retrataria, pois não iria contra sua consciência, pois a mesma estava cativa da palavra".

Temos que ergue nossa voz apologeticamente, sem temermos os caciques da religião, pois; assim como Lutero, nossa consciência está cativa do Evangelho.
Carlos Herrera
http://cativosporcristo.blogspot.com/

Responder
avatar
31/10/10 15:43 delete

Muito bom o seu texto reverendo! aguardava o senhor escrever à tempo! Os últimos textos aqui estavam muito politicos, ainda bem q o senhor voltou a escrever! Não demore muito a escrever, só leio este blog por causa das suas sábias palavras!

Responder
avatar
31/10/10 17:02 delete

Luiz,

Obrigado, mas peço que reconsidere o que você disse. Nós, reformados, cremos que Jesus é Senhor de todas as áreas da vida, e isto inclui a política. Nossos posts sobre política são resultado disto que cremos. Nosso alvo é passar uma visão reformada sobre a questão das autoridades civis mencionadas em Romanos 13.

Um grande abraço!

Responder
avatar
prjosivaldo
AUTOR
31/10/10 19:26 delete

Rev. Augustus, meu mestre. Sempre profundo e inspirador. Deus o abençoe sempre.

Responder
avatar
31/10/10 22:25 delete

Durante o mês de outubro tive o privilégio de comparecer a duas palestras sobre os Cinco Solas na igreja presbiteriana do bairro onde moro, em Curitiba. Hoje, 31 de outubro, tive ainda a honra e a alegria de ministrar uma aula sobre a Reforma na escola bíblica da igreja batista da qual sou membro. Como batista reformado, muito me alegram os artigos aqui postados. Que o Senhor continue abençoando e usando cada vez mais os escritores deste blog. Não parem nunca, amados, de proclamar e difundir os princípios reformados, que são os princípios cristãos. Grande abraço e feliz Dia da Reforma!

Responder
avatar
31/10/10 22:58 delete

Caro Rev. Augustus.

Como é bom ler sobre o que vocês escrevem, artigos com muita propriedade, embasamento bíblico, relevância e praticidade. Deus o abençoe ricamente.
Escrevi algo sobre esse assunto no boletim dominical e transcrevi em um blog que tenho: paralerrefletireagir.blogspot.com (essa "pastoral" escrevi originalmente em 2003).
Um grande abraço.

Responder
avatar
31/10/10 23:26 delete

Pr. Augustus, esclarecedor seu texto para muitos de nós hoje pastores aprendizes , novos no ministerio e na idade. Não é fácil "dirigir" a igreja, ser considerado guia, direcionador, etc. É muita resposabilidade ainda mais para quem como eu milita na educação teológica, e na edição dos periodicos de sua denominação. O que dizer? O que escrever? Estarei desencaminhando om povo? São muitas perguntas...as vzs em resposta.

Deus o abençoe sempre.

Responder
avatar
1/11/10 08:42 delete

Graça e Paz, a todos!!

Bem irmãos, sempre penso que o moto Ecclesia Reformata et Semper Reformanda Est, tem se tornado a base, ou melhor disendo "desculpa", para aquilo que tenho chamado de "teoria da evelução eclesiastica", creio que se trata de um pensamento, o qual acredita no fato de que as invencionices religiosas sao uma "evolução" espiritual, teologica e eclesiastica da igreja, que ocorre de tempos em tempos!Uma coisa meio darwinista.
Realmente bem diferente do pensamento dos antigos reformadores, assim como dos genuinos reformados contemporâneos.
Um abraço a todos.
Em Cristo que nos fortalece - Gilberto Sampaio.

Responder
avatar
MARCIO
AUTOR
1/11/10 11:51 delete

Bom dia, estou lendo um livro seu que é muito bom (O que estão fazendo com a igreja) e estou aprendendo muito pois estou fazendo um curso de apologética e acredito que O SENHOR irá abençoá-lo muito e se tiver outras obras pra indicar, agradeço.

Fica na Graça.

Responder
avatar
1/11/10 18:29 delete

É bom para mim saber que tenho o mesmo pensamento seu, pois assim, sei que estou no caminho certo! Na Verdade, a igreja que deve sempre está reformando é idêntica àquela que sofreu a reforma do século 16, ou seja, voltou Às Escrituras, às veredas antigas. Ela não "avançou" ou inventou novas formas e meios, mas sim, voltou à base bíblica.
Se digno for, dê uma olhada no artigo:
http://aicebto.blogspot.com/2010/10/necessidade-de-reforma-e-avivamento.html

Responder
avatar
1/11/10 23:20 delete

Olá, o seguinte comentário é em off (não está relacionado ao conteúdo do post, mas, por favor, não o ignore). Li, hoje, no site da Missão Portas Abertas, a notícia da possível execução de um pastor no Irã, sob a acusação de apostasia. Aqui está o link: http://www.portasabertas.org.br/noticias/noticia.asp?ID=6644
O irmão João Cruzué, do blog Olhar Cristão, traduziu uma notícia sobre o assunto: http://olharcristao.blogspot.com/2010/11/pastor-cristao-youcef-nadarkhani-recebe.html
Se possível, por favor, orem por esse pastor e pela família dele e divulguem aqui no blog essa notícia.
Muito obrigado.

Responder
avatar
3/11/10 00:40 delete

Dr. Augustus gostaria de entender pq em seu livro A Bíblia e seus Intérpretes e o livro de Kevin Vanhoozer(há um significado nesse texto?) a um entendimento antagonico de Paul Ricoeur.

gostaria de entender o pq dessas diferenças, entre seu entendimento sobre Ricoeur e a do Vanhoozer...

iria me ajudar bastante... estou fazendo um trabalho no seminário sobre a importancia de Ricoeur para a hermenêutica bíblica..

Responder
avatar
3/11/10 09:57 delete

Projeto Avivamento (é difícil mandar uma mensagem para um projeto, mas vou tentar...),

Se você tem meu livro, é só ler a parte sobre Ricouer. Lá eu deixo muito claro - pelo menos para mim - quais as ressalvas que tenhon para com este grande estudioso.

Se você quiser que eu resuma, aqui vai um frase do meu livro: "Ricoeur acredita que uma vez escrito, o texto se divorcia irremediavelmente do seu autor. Portanto, intenção autoral é um alvo impossível de ser alcançado na hermenêutica."

É neste ponto que eu, Vanhoozer e vários outros discordamos de Ricouer, pois cremos que podemos alcançar, sim, a intenção autorial, e que ela é determinativa do sentido do texto.

Abs.

Responder
avatar
4/11/10 14:17 delete

Uma pequena correção: nós, adventistas do sétimo dia, somos seguidores de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, e não de "Hellen" White (escreve-se "Ellen", por favor). O "fundador" do "adventismo" (na verdade, um movimento, e não uma nova igreja) foi o batista (que morreu batista) William Miller. Mas, a rigor, o fundador do adventismo foi o próprio Jesus (vide, p. ex., Mateus 24).
Quando o assunto são os adventistas do sétimo dia, geralmente sobram desinformações (poucas ou muitas), só para dizer o mínimo.
E uma perguntinha: por que o blog Criacionismo não está mais na lista dos "blogs fraternos"?
Fiquem todos na paz.

João Alfredo Filho
Caruaru (PE)

Responder
avatar
4/11/10 19:27 delete

João Alfredo,

Fiz em parte a correção sugerida. Agora ficou assim, "Ellen White, profetisa do Adventismo". Todavia, o meu ponto permanece, que é o uso do lema "sempre reformando".

Sobre o blog Criacionismo, de fato ele foi tirado de nossa lista, pois publicou postagens que não tinham a ver com Criação, evolução ou ciência, mas com doutrinas típicas do Adventismo, com as quais de forma alguma concordamos.

Responder
avatar
4/11/10 19:47 delete

Pr. Augustus Nicodemos

Estou seguindo o seu blog. Tenho também um humilde trabalho na WEB com o blog:
www.ciceroservodecristo.blogspot.com

A paz de Cristo

Responder
avatar
Lincon
AUTOR
5/11/10 03:06 delete

O importante é que acima de tudo que a Reforma proporcionou ao mundo, a importância central foi o retorno a escritura a Lei de Deus, e sabemos que a Lei de Deus é absoluta e suas verdades são imutáveis, não precisamos de coisas novas ou de novos movimentos, precisamos é estar sempre vigilantes para não perdermos o foco do evangelho, bebendo das águas turvas de fontes sujas que por ai se apresentam camufladas de supostas “verdades” e até meias-verdades, não é preciso inventar a roda, o que precisamos é estar fundamentados no pré-evangelho anunciado no Antigo Testamento, e sua revelação e consolidação no Novo Testamento de forma clara e contundente que é Cristo Jesus. Sermos fieis a Palavra de Deus.

Diac. Lincon Matos

Responder
avatar
5/11/10 10:13 delete

Vero, mui vero!

Para mim, o que temos de revisar é a nossa prática de vida, mais que a eclésia no sentido institucional. Lamento não perceber na imensa massa cristã sinais de renascimento do amor a Deus e o zêlo por uma vida segundo a palavra.
Caro Rev. Augustus, escreva algo nesse sentido. Sua voz tem sido ouvida e acatada por muitos... ajude-nos na busca do renascimento da piedade.

Responder
avatar
Rjsandrade
AUTOR
5/11/10 16:50 delete

Rev.

Uma pergunta que nao tem relação com o assunto, perdoe-me. O senhor conhece a obra do teologo jurgen moltmann?
se sim qual o seu parecer?

Responder
avatar
12/11/10 16:16 delete

Amados irmãos, alguém poderia escrever um artigo refutando os ensinos de Bart D. Ehrman? Tenho pesquisado e tenho encontrado pouca (quase nada) literatura no mercado evangelico sobre os erros deste crítico da fé cristã.
Para quem não sabe Ehrman é o autor do best sellers: O que Jesus disse? O que Jesus não disse? - livro este que procurar desacreditar a inerrância das Escrituras. ele ainda escreveu: O problema com Deus - onde narra porque deixou de ser cristão e se diz agnóstico. Seus escritos tem causado dúvidas em muitas pessoas, por ser o mesmo um historiador e pesquisador respeitado. Lí com ávidez o livro indicado pelo Rev. Dr. Augustus Nicodemus - O Jesus fabricado - Ed. Cultura Critã, do Dr. Craig Evans e gostei muito, mas o mesmo embora excelente, não oferece uma refutação direta aos escritos de Ehrman.

Pb. Edinei, Th.B

Responder
avatar
12/11/10 16:55 delete

Esse post tirado do fundo do baú me lembrou uma certa "Fides Reformata et Semper Reformata est". Tempos de trevas.

Responder
avatar
25/11/10 09:52 delete

Quero aqui demonstrar meu apoio ao Dr. Augustos Nicodemos. Entendo plenamente sua postura em relação ao homosexualismo. Não é a pessoa e sim a atitude homosexual que está em pauta. Não podemos julgar a pessoa, mas podemos sim repudiar o comportamento.
Não se abale, fica firme, O Senhor é contigo!

Responder
avatar
25/11/10 10:29 delete

Olá Rev. Augustus

Assisti ontem a uma palestra na Universidade Estadual de Feira de Santana - BA, proferida pelo Rev. João Dias de Araújo e sua esposa profa. Itamar. Achei interessantíssima a história desse presbiteriano de larga biografia, tendo sido inclusive professor e deão do Seminário Presbiteriano do Norte em Recife. Hoje eles vivem em Feira de Santana-BA, após pastorearem a primeira IPB daqui.

Gostaria de ler algum texto seu sobre o golpe de 64 e a IPB ou ainda sobre as idéias comunistas ou socialistas e a IPB, uma vez que o rev. João dias foi muito perseguido em Recife (segundo relato dele) por ser considerado subversivo até mesmo pela igreja. Inclusive um livro foi publicado aqui na Bahia sobre a história do rev. João Dias, mas que não toca nesta questão da posição da IPB.
Qual foi a posição da IPB durante a ditadura?

Responder
avatar
milerfreitas
AUTOR
25/11/10 22:26 delete

Rev. Augustus Nicodemus Lopes Graça e Paz!

Gostaria de pedir ao senhor para, se possível, publicar dois artigos: um sobre o milênio, ou melhor, as diversas correntes de interpretação sobre o o milênio; e outro sobre o sexo no casamento.

Muito Obrigado!

Responder
avatar
ingrid
AUTOR
26/11/10 14:46 delete

Gostaria de perguntar a todos os calvinistas aqui qual a certeza que tem que fazem parte do grupo dos escolhidos. Voces acham mesmo que estão nesse grupo? E porque tem tanta certeza. Eu creio fazer parte do grupo dos que aceitaram Jesus como Senhor e salvador pela graça de Deus. Não creio em predestinação nem em perserverança dos santos, espiação limitada. Cristo veio para todo aquele que nele vier a crer. Inclusive os calvinistas!

Responder
avatar
Hugo Zica
AUTOR
26/11/10 15:07 delete

Reverendo, querendo apenas manifestar o apoio (meu e de muitos outros).

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=108404238

Deus o abençoe e guarde sempre!

Responder
avatar
26/11/10 21:21 delete

Rjsandrade,

Conheço, sim, mas não tão profundamente. Minha área de especialização é mais teologia bíblica e interpretação. Jurgen é mais na área de sistemática.

O que eu conheço dele me deixa com o pé atrás. Por exemplo, Moltmann tem dificuldades com a compreensão histórica da Trindade no que se refere à subordinação do Filho ao Pai, e rejeita qualquer noção de autoridade e hierarquia. Talvez seja por isto que ele diga que Deus apenas sofre com o mundo, sendo impotente para mudar alguma coisa.

Sem dúvida podemos aprender muito com ele e qualquer outro teólogo de peso como ele, mas acho essa compreensão de Deus complicada, e que acaba refletindo nos demais aspectos de sua obra.

Abs.

Responder
avatar
26/11/10 21:25 delete

Edinei,

Tem este excelente livro em inglês que você pode mandar buscar pela Amazon:

MISQUOTING TRUTH: A Guide to the Fallacies of Bart Ehrman's Misquoting Jesus by Timothy Paul Jones. Downers Grove, IL: IVP Books, 2007. 176 pages, indexes. Paperback; $13.00. ISBN: 9780830834471.

Ele faz uma crítica competente aos argumentos do Erhman.

Abs.

Responder
avatar
26/11/10 21:33 delete

Valdivan,

"Qual foi a posição da IPB durante a ditadura?"

Eu me tornei cristão em 1977, portanto após o golpe e ao final do período da ditadura. Passei ainda dois anos como batista e depois virei presbiteriano até hoje!

Portanto, não participei, não vivi aqueles momentos, e se eu fosse dizer alguma coisa, seria de ler e ouvir falar.

Minha sugestão é que o irmão se debruce sobre as atas do Supremo Concílio da IPB que estão no site da Secretaria Executiva (é só procurar no Google). Leia as atas daqueles anos e veja se há alguma menção, algum apoio, enfim, veja se há algo que o ajude a formar a opinião.

Fico satisfeito que o irmão não quer formar opinião ouvindo apenas um lado da história - aquela contada pelo Rev. João Dias. Ouça o outro lado. Consulte os documentos da denominação.

Um abraço

Responder
avatar
26/11/10 22:01 delete

Ingrid,

"Gostaria de perguntar a todos os calvinistas aqui qual a certeza que tem que fazem parte do grupo dos escolhidos."

Fácil. Jesus disse que quem cresse nele teria a vida eterna (João 3:16). Eu creio. Logo, tenho a vida eterna, pois Jesus não pode mentir.

"Voces acham mesmo que estão nesse grupo? E porque tem tanta certeza."

Como eu disse, Jesus afirmou que os escolhidos crêem nele. Só quem é escolhido pode ter fé em Jesus Cristo como único e suficiente Salvador. A conclusão destas promessas é óbvia.

"Eu creio fazer parte do grupo dos que aceitaram Jesus como Senhor e salvador pela graça de Deus."

Então, você faz parte dos escolhidos. Amém!!!

" Não creio em predestinação nem em perserverança dos santos, espiação limitada."

Não faz mal. Você é predestinada assim mesmo. E Cristo morreu por você e você nunca vai se desviar pois é Ele quem lhe sustenta - se você de fato tiver fé salvadora em Jesus Cristo.

"Cristo veio para todo aquele que nele vier a crer. Inclusive os calvinistas!"

Não é uma bênção?! E como só podem crer aqueles que Deus escolheu, segue-se que Cristo veio para eles.

Grande abraço!

Responder
avatar
30/11/10 21:24 delete

Igreja reformada se reformando sempre. O lema traz a clara realidade da degradação do homem. o termo não significa uma nova reforma, partindo do que existe para o novo, mas a consciência que o pecado sempre nos deteriorará, por isso a necessidade de reforma....

Responder
avatar
1/12/10 12:40 delete

Olá! Rev. Augusto, Graça e Paz...


Parabéniso-lhe pelo seu excelente trabalho, e peço-lhe permissão para segui-lo desde já.
Coloquei o Link do seu Site no meu blog. Ok!

Deus te abençoei em nome de Jesus...

Responder
avatar
2/12/10 08:31 delete

Reverendo, estamos com saudades dos seus textos.

Pr.Paulo Cesar Nogueira
Ministério Religare

Responder
avatar
Roger
AUTOR
4/12/10 18:08 delete

Até algum dos críticos percebe a pausa não com muita satisfação.

Abraços fraternos,

Roger

Responder
avatar
Wanderlei
AUTOR
8/12/10 20:46 delete

A última postagem no blog foi em 31 de dezembro!

Estamos sentindo muita falta das reflexões edificantes dos nossos queridos blogueiros abençoados!

Por onde andam Rev. Nico, Solano e Mauro???

Responder
avatar
Wanderlei
AUTOR
9/12/10 20:35 delete

Ops!!! Desculpem!

Eu quiz dizer 31 de outubro!

Responder
avatar
R.
AUTOR
10/12/10 10:36 delete

Concordo! Nicodemus, Solano e Mauro: Estamos sentindo falta das postagens!

Sabemos que são ocupados, mas não se esqueçam de nós! rs

Grande abraço

Responder
avatar
10/12/10 14:59 delete

concordo...protesto contra a falta de post... ^^ brincadeira

Responder
avatar
11/12/10 12:56 delete

Queremos postagens, queremos postagens, queremos postagens, queremos postagens!

Volta, volta, volta, volta, volta, volta!

Responder
avatar
14/12/10 12:59 delete

Rev., excelente postagem e muito apropriada, principalmente para mim que não a tinha visto.

Acredito que essa frase será bem entendida no momento que se pensar que essa reforma é para se ADEQUAR MAIS AINDA ÀS ESCRITURAS e não para SE DESVIAR DELA. Realmente, desde a Reforma muitas coisas precisaram e precisam-se repensar para que possamos cada vez mais estar dentro do Sola Scriptura.

Lendo os posts, queria apenas comentar sobre Bart Ehrman que tem saído muito sobre essa apostasia e ao seu gnosticismo.

Imagino que a grande refutação ao gnosticismo não é teológica, pois diz respeito a pressupostos. A grande refutação para o gnosticismo é um maior conhecimento de algumas áreas científicas como as novas pesquisas do Design Inteligente na Biologia, Física (sintonia fina), filosofia etc. Para isso, existem sites e livros que nos informam muito bem sobre isso.

O caso de pastores nos USA que se tornaram ateus e agnósticos demonstram que além de virem de uma teologia liberal, eram ignorantes de questões científicas.

Responder
avatar
14/12/10 16:04 delete

Deixando as cobranças de lado (me senti culpado por fazê-las), estamos orando pelos srs. em especial pelo rev. Augustus Nicodemus, pois não deve estar sendo fácil a pressão, as injúrias, as ameaças, a violência do mundo contra o sr. Mas lembre-se

" Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós".

Estamos orando por vocês!!!!

Henrique. IRBMACEIÓ

Responder
avatar
22/12/10 03:48 delete

Muito bom, desejo parabenizar por este artigo. Gostei muito mesmo... Gostaria permissão para poder publicar no site da igreja.

Responder
avatar