quarta-feira, novembro 04, 2009

A Lei da Heterofobia


Já publicamos alguns posts no site que tratam do Projeto de Lei 122/2006, que trata da discriminação contra homossexuais.
A lei da homofilia, para leigos...

Heterofóbicos atacam novamente


Que fique bem claro, não somos a favor da discriminação e suas consequências como a violência (diga-se de passagem, ocasional e não como propagada pelo movimento, como uma perseguição contra a classe).
Genocídio Homossexual?


Aliás, com avidez parte da mídia e os proponentes do liberalismo tentam desqualificar evangélicos (não somos representantes de todos eles) e, claramente 'perseguem' os evangélicos, praticando a Evangelicofobia.
Evangelicofobia – A carta não publicada por VEJA

O Futuro dos Evangélicos


Mas não estamos dispostos a nos calar e queremos manter o direito e a liberdade de nos pronunciar sobre o assunto como fez a liderança da Igreja Presbiteriana do Brasil e outras, sem sermos ameaçados de cadeia.
MENSAGEM PRESBITERIANA SOBRE ABORTO E HOMOFOBIA


Como ouvi de um professor universitário, recentemente: "respeito, não hostilizo, mas defnitivamente não aprovo". Na verdade, a proposta deste PL, como tem sido chamado popularmente, é a de uma 'mordaça'. Trata-se de um projeto heterofóbico, ou seja, não basta não descriminar e não hostilizar: tem que aprovar, achar bom e ensinar como algo desejável! Segundo o projeto, não discriminar é ensinar e aceitar como absolutamente normal, em qualquer ambiente (na escola - pública e particular - na igreja ou qualquer culto religioso).

Esta postagem é um convite ao exercício da sua cidadania: vá a página do Senado Federal e vote NÃO na enquete sobre a matéria:

"Você é favorável à aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que torna crime o preconceito contra homossexuais?"


A própria enquete já é tendenciosa: na verdade, o PL torna crime a não aprovação da condição homossexual e amordaça ameaçando com várias penas a liberdade de consciência do cidadão brasileiro.

Acesse a página do Senado Federal: http://www.senado.gov.br/agencia/default.aspx?mob=0

A enquete encontra-se na barra lateral direita, ao centro. DIGA NÃO!

Augustus
Solano
Mauro

70 comentários:

dra. Angelica Mansano disse...

Boa noite, Mauro!

Bem oportuno o post. Ainda hoje um irmão, pastor no Espírito Santo [sem trocadilho!] me enviou o enderaço da página do Senado. O placar estava 58% dos que não aprovavam, contra 42 dos que concordavam.

Precisamos mesmo lutar pela nossa liberdade de entender o assunto à luz da Palavra de Deus. Deus, que diga-se de passagem, eles não creem e não se importam com os padrões dele.

Mas, infelizmente, para minar nossa credibilidade, igrejas tradicionais [como mais recentemente uma Luterana européia] investem pastores homossexuais.

O cerco vai se fechar, e o amargo vai ser colocado por doce!

abraços pra voceis.
E que Deus nos abençoe.

angelica.

Mauro Meister disse...

Obrigado Angélica...
Mas afinal, você votou ou não. Se votou, votou não?

Tânia Cassiano disse...

Rev. Mauro,
Foi oportuno o seu artigo. Nem sabia dessa votação. "Corrí" e votei um NÃO.
Tânia Cassiano

Igreja Presbiteriana de Patrocinio disse...

Bom dia,

Não sabia dessa votação. Creio que falta as igrejas divulgarem, para que os membros se mobilizem! Vou votar NÃO. Tenha um excelente dia na presença de Cristo Jesus.

Jorge Fernandes Isah disse...

Caro Mauro,

votei "Não", e estamos perdendo com 48% dos votos. Então, distribuirei em minha lista de contatos o seu post com o link para a votação.

Uma pergunta: qual o valor que essa enquete terá para uma possível aprovação da PL 122? Ou é mais uma artimanha marxista para se utilizar de uma eventual vitória na votação como propaganda na mídia?

Abraços.

Anônimo disse...

Pastor Mauro,

Você poderia indicar artigos científicos sobre a questão genética envolvida?

Outro dia um programa da Discovery mostroiu serpentes homessexuais. Eu já havia visto várias casos de cães homossexuais.

Como presbiteriano que preza a ciência,legada por Deus ao homem, ainda não tive tempo de pesquisar o assunto, mas creio que vocês do Blog já devem tê-lo pesquisado a fundo.

Saudações,

Manuel Rodrigues disse...

Muito boa a informação, mas acredito que a verdadeira Igreja de Crsito, não percebe a trama por detras desta lei, deve passar por muita persseguição futuramente, para aprender o que significa sofrer pelo Nome de Jesus.
Eu votei não, mas muitos estão desapercebidos e desligados da afirmação da Palavra de Deus.

Wanderlei disse...

Muito oportuna essa matéria, Rev. Mauro!

Meu voto "NÃO" já está devidamente registrado!

Joelson Gomes disse...

Devemos pensar tb na lei que visa aprovar o aborto até o nono mês de gravidez.Esta declaração pró assassinato perdeu na ultima vez por um voto apenas, e se entrar será que perde de novo?

Joelson
http://gracaplena.blogspot.com

Cristiano Silva disse...

Também disse não. Como aprovar uma lei contra a homofobia, se nem o próprio conceito de homofobia está claro na cabeça das pessoas?

Vi uma frase num livro que li recentemente, e concordo com ela: tolerância é você permitir com que as pessoas manifestem suas opiniões contrárias, mas hoje em dia, tolerância está se transformando em sinônimo de não poder nem mesmo discordar mais da pessoa, ou rejeitar o seu ponto de vista como correto.

C. S. Lewis disse bem, quando em seu ótimo Cartas de um diabo a seu aprendiz fala (pelo que lembro agora) como a confusão e mudança de significado das palavras na cabeça das pessoas é um trabalho diabólico.

God bless

Juan de Paula disse...

Prezados colegas do tempora e demais,

votei "não".

Deus nos ajude,
Juan

Rev. Sandro disse...

Atendendo ao importante convite feito neste blog, como cristão e brasileiro, votei "não". No momento que o fiz, alguns instantes a tras, o placar mostrava 56% para o "não". É importante notar que assim como nós cristãos, os movimentos ateístas e GLBT, estarão se organizando pelo lado deles.

Penso ser dever de todos os cristãos, independente da vertente cristã que estejam filiados, como cidadãos deste país que nos unamos pelo "não".

Norma disse...

Sempre tratei bem os homossexuais, assim como trataria qualquer pessoa. Jamais adotei ações ou reações que pudessem fazê-los sentirem-se mal por serem gays. Já tive amigo na família gay, cabeleireiro gay, amigo e amiga gays... Para mim, não há sentido nenhum em tratar mal nenhuma dessas pessoas, conhecidas ou desconhecidas.

No entanto, se me perguntarem o que acho do homossexualismo, responderei seguramente conforme a Bíblia indica: é pecado.

O que esse projeto pretende é confundir as duas instâncias. Há um evidente rebaixamento da inteligência embutido aí.

Um pregador na igreja que trata do tema segundo a Bíblia não é um incitador à violência. É um pregador e está advertindo cada um sobre o tornar-se homossexual. Agora, se alguém sai da igreja e vai direto às ruas para maltratar algum gay por causa daquela pregação, além de ser um maluco que não entendeu nada de cristianismo, deve ser responsabilizado de modo INDIVIDUAL. Penalizar e coibir o discurso religioso com base nesse argumento é um absurdo, pois teríamos que inferir uma relação imediata e inequívoca entre os limites da moral religiosa e a violência contra quem não adota essa moral. Isso não é verdadeiro em absoluto, e só mostra o quanto a sociedade moderna está disposta a endossar falsas argumentações sob bases puramente emocionais.

Bom post! Meu "não" já está lá.

Abração aos três (adorei o novo layout!)!

Célio R. disse...

Boa chamada... fui lá e votei não.

Cristiano Pereira de Magalhães disse...

Caros irmãos,

Gostei da iniciativa! É necessário uma mobilização muito maior!!!

Acabei de votar contra a aprovação, o placar estava 49% - não e 51% - sim. Já melhorou, pois os relatos anteriores falavam em 42% e 48%.

A iniciativa é louvável pois essa lei for aprovada..., teremos muita dor de cabeça...

E mais, se a moda pega, vão acabar dizendo que a Bíblia deve sair de circulação...

Cordialmente, em Cristo Jesus!!!

Cristiano Pereira de Magalhães

CRISTÃOS ONLINE disse...

No momento estamos na frente, com 55% pelo NÃO, mas essa briga vai ser grande e longa. Quem tiver site, blog, orkut, twitter, deve divulgar.

Divulgem, inclusive, para os amigos por email, recomendando expressamente que votem NÃO, pois a pergunta é bastante tendenciosa e pode confundir alguém distraído.

Nós mandamos um email ao senador Magno Malta reclamando da maneira como a pergunta foi escrita, que acaba chamando todo mundo que é contra o homossexualismo de preconceituoso, e solicitamos que ele tente alterar o texto para um texto mais imparcial.

Matias Heidmann disse...

Obrigado pela dica! Votei no "Não".
Eu acho que o PL não é apenas uma afronta para a liberdade religiosa (de todos os segmentos cristãos e outros), mas tambêm um ataque direto a nossa democracia e liberdade de expressão.
Como cristão respeito a "opção" do meu próximo, mas não posso deixar de expressar o que Deus pensa a este respeito e batalhar para que a ética bíblica seja conhecida e seguida.
Abraço,
Matias

Pb. Rogério C. Nery disse...

Olá, reverendo!

Hoje de manhã fiquei sabendo da enquente. Então fui lá, votei "NÃO", a ainda mandei e-mails com o link do www.senado.gov.br/agencia para todos os meus contatos cristãos, para que fizessem o mesmo.

Agora à tarde, que grata surpresa, meu blog cristão preferido está engajado na mesma luta.

Convido os irmãos cristãos a fazerem o mesmo, para uma manifestação "em peso" da nossas convicções cristãs. Mandem e-mails para seus contatos cristãos, já deixando disponível o link www.senado.gov.br/agencia (para facilitar para os preguiçosos), e incentivem o voto "NÃO".

Abraços!

INTERNAUTAS CRISTÃOS disse...

A mobilização está fazendo efeito. Já estamos com 62%.

Embora essa enquete não tenha poder de decisão, com certeza ela fará muita pressão e será usada como marketing pelo lado vencedor. Até porque, muito provavelmente, ela será a enquete com mais participações de todas as enquetes que o site do Senado já realizou. No momento os votos já ultrapassam 71 mil.

Portanto, mãos a obra, vamos divulgar e votar NÃO a este projeto maligno!

Jefferson Holanda disse...

Votei não, tendei votar duas vezes e não consegui! rs,rs,rs

Que absurdo essa lei!

Anônimo disse...

irmãos acabei de votar NÃO
pios foi a primera vez que eu li
algo a respeito desse assunto que me foi esclareedor


DEUS CONTINUE ASANDO VOCES PARA NOS ABENÇOAR

CARLOS ANDRÉ disse...

ESTAMOS JUNTOS NESTE COMBATE A IMORALIDADE SEXUAL QUE ESTA SOCIEDADE MUNDANA TEM PREGADO. SOMOS POVO DE DEUS E NÃO PERDEREMOS ESTA GUERRA POIS NOSSO GENERAL É CRISTO.LUTEMOS POIS INSESSANTEMENTE CONTRA TODAS AS CILADAS DO INIMIGO DE NOSSAS ALMAS.

Rômulo Barcellos disse...

votei não, com certeza.
acredito que aqueles que creem em cristo com único e suficiente salvador precisam se unir contra essa mordaça. não é porque o cerco vai apertar no final dos tempos que nós não vamos exercer nosso papel.
Deus tenha piedade de nós...

Vide - Artigos disse...

Graça e Paz!
Votei não e no momento em que votei, estávamos com 62% contra 38% SIM.
Fraternalmente em Cristo!
Flavio Alexandrino

dra. Angelica Mansano disse...

Olá, Mauro!
claro q votei não.

Creio q não precisaremos discutir q não ofendemos as pessoas que são homosexuais, e q temos misericórdia por eles, a mesma com que Deus nos alcansou etc.

Achei interessante a colocação do irmão quanto às questões genéticas envolvidas. Seja como for, convém lembrar que toda a nossa natureza foi decaída com o pecado. Seja a totalidade do nosso físico, seja mental, como o espiritual.

Tenho um colega médico que justificava o homossexualismo exatamente por essa brecha. Até conhece partes da Bíblia, mas faz uso delas para explicar as concepções místicas e de reencarnação que ele tem.

[desculpe pelo belo erro de "digitação" ao escrever "voceis".
iehr...]

abraços,
angelica.

INTERNAUTAS CRISTÃOS disse...

Estranhamente a enquete saiu do ar, e aparece a seguinte mensagem:

"Ocorreu um erro no servidor enquanto processava a URL. Por favor contate o administrador do sistema."

Não pode ser devido o consumo de banda, pois o site do senado continua no ar e funcionando plenamente.

Considerando que a enquete em si já é claramente tendenciosa, não é de se duvidar que estejam manipulando os resultados, ou que tenham tirado do ar porque o "NÃO" está na frente.

Lourdes nogueira disse...

Eu,Lourdes Nogueira declaro um NÃO,totalmente contra.

xxxxx disse...

Gente, eu sou evangélica e eu tô passada com a opinião dos evangélicos... quer dizer eu não entendo pq todos são contra a lei se ela vai estar protegendo os homossexuais de sofrerem discriminações, preconceitos... sabe eu não acho que essa lei é uma forma de censura poxa ela tah aí pra parar com algo vem acontecendo... justo nós evangélicos que pregamos o amor de Deus e seu perdão não deveríamos estar fazendo polêmica só pq nós não vamos mais poder falar que o homossexualismo é errado, vcs não percebem que isso é um absurdo, gente é absurdo demais pensar que Deus quer que a gente pregue que homossexualismo é pecado, Deus não nos manda sair por aí falando o que é e o que não é pecado... isso só cabe a Deus, é Ele que muda as pessoas, é Ele que com amor vai nos corrigir!!! Nosso dever é amar os outros e amar não é falar para o homossexual que é pecado ser homossexual. Jesus nunca fez isso, pq nós vamos fazer?? Pq a gente vai ir contra uma lei que melhora a condição de vida de um ser humano como nós? Quem disse que a igreja serve pra falar pros outros que eles estão errados?? Se essa lei penaliza quem discrimina os homossexuais pq ter medo dela? Sendo que nós que pregamos o amor graças a Deus amamos os outros e nunca que um homossexual ao ser tratado com amor vai achar que tá sofrendo preconceito. Os evangélicos que forem penalizados com essa lei é pq mereceram!!!
Por favor abram os olhos!!!
Essa lei vai punir quem deve ser punido, por isso eu sou a favor dela e eu acho que deveríamos votar SIM!!!
Bruna

o pregador disse...

Rev. Mauro Meister
Desde de que esse assunto chegou na Mídia que os irmãos da nossa igreja foram convidados por nós da liderança a fazerem isso!!!
É hora da Igreja sair das questões internas e proteger a nação desse ato!
Votamos e votamos contra!!!

O Pregador

Danilo Neves disse...

a enquete sumiu, Mauro.

Rev. Marlon disse...

Obrigado pelo orientação neste assunto. Já votei NÃO. Um grande abraço. Em Cristo, Marlon.

Antônio Henrique disse...

Boa noite caro colega!

Lamentavelmente o site retirou a enquete do ar, justificando que há problemas técnicos.

Eu voto NÃO a PLC 122/2006. Digo não a datadura homossexual.

Antônio Henrique.

Anônimo disse...

Projeto de Lei 122/2006. Qual sua posição?

http://ipcentralcamara.blogspot.com/2009/11/projeto-de-lei-1222006-qual-sua-posicao.html

Robson Silva de Sousa disse...

Paz, caro Prof. Meister (o Mestre).

Minha esposa esteve ontem no estudo ministrado no Mackenzie para professores das escolas confessionais de educação infantil e falou-me tanto da tua atuação que não resisti ao apelo de conhecer o Blog... Coincidentemente deparei-me com um tema que tenho abordado em nosso Blog (Prossigo para o Alvo...).

Louvo a DEUS que em meio às divergências doutrinárias, teológicas e filosóficas, mais e mais homens e mulheres de DEUS têm se lançado no front das batalhas, enquanto outros tantos mantém-se entrincheirados...

Forte abraço...

Foi um prazer conhecer o Blog O Tempora, O Mores.

Aproveite para visitar nosso espaço: http://prossigo.blogspot.com

Com recomendações de minha esposa, Prof. Vera Carvalho, da Escola Ceú Azul (Associação Cristã de Ensino),

Pb. Robson Silva
Prossigo para o Alvo... Fp. 3:14

Mauro Meister disse...

Pessoall,

A maioria de vcs que aqui passaram, tem cumprido bem o seu papel e votando não (alguns, ainda não entenderam... vejam a Bruna, acima - Bruna, leia a postagem!!!). Porém, pelo que recebi de dados recentemente (no momento a enquete está fora do ar), estávamos somente com 28% NÃO. Isto significa que nossa capacidade de mobilização continua ruim! Pouca gente que gosta de pensar e se manifestar.

Algum tempo atrás a VINAAC tentou levantar um abaixo assinado quanto a esta lei... parece que não deu em nada.

Até quando Senhor, seremos este povo que tão pouco faz em favor da verdade?

abs
Mauro

dra. Angelica Mansano disse...

Olá, Meister

copio matéria do UOL sobre a retirada do ar da enquete.
abraços,
angelica.


Hackers atacam enquete do Senado sobre lei contra discriminação de gays

Por Eduardo Neco/Redação Portal IMPRENSA

Um resultado incomum em uma enquete do site do Senado Federal suscitou investigação do departamento de tecnologia da Casa nesta segunda-feira (9). Na última quarta-feira (4), foi aberta a votação referente a criação de uma lei que torna crime a discriminação homossexual.

Em um hora e meia, a enqunte obteve cerca de 250 mil votos.

"Você é a favor da aprovação do Projeto de Lei (PLC 122/2006) que pune a discriminação contra homossexuais", indagava a enquete.

De acordo com o site ParouTudo, ligado às causas do movimento GLS em Brasília (DF), a alternativa "não" manteve absoluta liderança enquanto a questão estave aberta à votação. Após dois dias e meio, a enquete recebeu quase meio milhão de votos. Até então, a pesquisa mais votada tinha obtido cerca de 360 mil votos, mas em um período de trinta dias.


Reprodução

Enquete fraudada


A diretora da Secretaria de Pesquisas e Opinião Pública do Senado, Ana Lúcia Novelli, disse à reportagem do Portal IMPRENSA que, de fato, a enquete foi vítima de ataque de hackers e que isso pode ocorrer novamente.

"A gente percebeu que a chave de segurança estava sendo burlada, então resolvemos refazê-la", explicou. Desse modo, como não era possível separar votos legítimos e "hackeados", a enquente anterior foi suspensa e uma nova votação foi iniciada na tarde desta segunda e ficará no ar até o fim de novembro. Até o momento foram registrados 28 votos.

Ana Lúcia explicou que a equipe de tecnologia do Senado desenvolveu um novo sistema de segurança, mas "que o risco em informática sempre existe". Ela salientou que essa foi a primeira vez que uma enquete proposta pela Casa sofreu ataque de piratas virtuais. O caso está sob investigação do departamento de tecnologia.

http://portalimprensa.uol.com.br/portal/ultimas_noticias/2009/11/09/imprensa31974.shtml

Mauro Meister disse...

Pois é, Angélica. Fui ao site mas parece que ainda continua sem funcionar. Se o que a matéria disse está correto, retiro minhas palavras anteriores quanto ao poder de mobilização, pelo menos via internet.

Espero, em tudo, que não tenha havido fraude e múltiplas votações. A considerar, pelo que diz a matéria, o NÃO esteve sempre na frente, logo, não haveria razão de fraudes dos votantes do não...

Vamos aguardar entrar no ar novamente e nos mobilizar. Sei que esta não é votação do Senado, mas pelo menos saberão que o que fazem está sendo observado. Quando da eleição os nomes dos votantes certamente podem ser publicados e estes meio milhão saberão dos votos dos senhores senadores.

Cristiano Silva disse...

"A gente percebeu que a chave de segurança estava sendo burlada, então resolvemos refazê-la", explicou. Desse modo, como não era possível separar votos legítimos e "hackeados", a enquente anterior foi suspensa e uma nova votação foi iniciada na tarde desta segunda e ficará no ar até o fim de novembro. Até o momento foram registrados 28 votos."

Não foi por isso que o Mauro viu apenas 28% de Não?

Uma coisa: mesmo que "a gente ganhe", ou seja, o Não ganhe, dependendo da diferença, mostra mesmo é que a sociedade como um todo está bem dividida quanto ao assunto.

Abraços.

Suzana disse...

Olha aí , pessoal...

INSTITUCIONAL
10/11/2009 - 13h44
Volta ao ar enquete sobre discriminação a homossexuaisJá está de volta ao ar a enquete da Secretaria de Pesquisa e Opinião Pública (Sepop) e da Agência Senado sobre o projeto de lei (PLC 122/2006) que pune a discriminação contra homossexuais. A proposta tramita na forma de um substitutivo elaborado pela senadora Fátima Cleide. A consulta foi retirada na sexta-feira (6) devido a um padrão de votações interpretado pelos técnicos da Sepop como indício de burla à filosofia do sistema (um internauta, um voto). A segurança do sistema foi então reforçada para que a votação pudesse reiniciar. A enquete recomeçou do zero porque os técnicos não puderam ratificar a legitimidade dos votos registrados até a interrupção da consulta, para aprimoramento do sistema. Entre os dias 1º e 6 do corrente, quando a enquete saiu do ar, foram colhidos mais de 500 mil votos.

Da Redação / Agência Senado

Mauro Meister disse...

Creio que estamos fazendo algum movimento significativo.

Observem que a pergunta foi mudada.

Antes era:
"Você é favorável à aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que torna crime o preconceito contra homossexuais?"

Agora é:
Você é a favor da aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que pune a discriminação contra homossexuais?

A pergunta tenta atenuar a questão. Em nenhum dos dois casos, e pergunta corresponde à verdade da proposta desta lei.

"torna crime o preconceito contra"

"que pune a discriminação contra"

Vamos pensar a respeito, falar, esclarecer e continuar a votar NÃO!!!

Anônimo disse...

É provável que o que foi interpretado como ataque hacker na verade foi fruto da mobilização iniciada neste blog e em outros sites cristãos. Desde que este post foi ao "ar", recebi por alguns meios diferentes a cópia ou referências a esta postagem. Na igreja, no domigo, o pastor falou sobre o assunto.

Então o grande número de NÃO em pouco tempo pode ter sido real.

Anônimo disse...

É provável que o que foi interpretado como ataque hacker na verade foi fruto da mobilização iniciada neste blog e em outros sites cristãos. Desde que este post foi ao "ar", recebi por alguns meios diferentes a cópia ou referências a esta postagem. Na igreja, no domigo, o pastor falou sobre o assunto.

Então o grande número de NÃO em pouco tempo pode ter sido real.

Solano Portela disse...

Mauro:

Hoje recebi essa informação abaixo. Posto aqui para que seja verificada a procedência da informação,
Solano
------------------------
Recomeçaram a ENQUETE de novo do ZERO.
Irmãos, tem alguma coisa estranha acontecendo no site do Senado, a enquete sobre o PLC 122/2006 já estava com mais de 500 mil votos na sexta feira ai sumiram com a enquete que voltou agora apouco segunda-feira (09/11) ás 18:00 horas, zerada com apenas 10 votos.
Mas uma vez peço a ajuda dos irmãos, mesmo que já votou na enquete, volte ao site do Senado no link abaixo e vote novamente.
Note que mudaram a pergunta: "Você é a favor da aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que pune a discriminação contra homossexuais?" Responda NÃO
Vá a página do Senado Federal e vote NÃO! No link abaixo
http://www.senado.gov.br/sf/senado/centralderelacionamento/sepop
A enquete fica no lado direito do site, logo abaixo do "Fale com o Senado".
O Projeto de Lei 122/2006 (conhecido como lei da mordaça gay) se for aprovado, transformará os homossexuais em pessoas acima de todos os demais brasileiros. Por exemplo, o proprietário de um apartamento para alugar, se recusar a alugar para um casal de gays poderá ir preso por crime de homofobia, se o projeto for aprovado.
Este projeto maligno é cheio de erros e vícios jurídicos, e dará privilégios a uns enquanto rouba a liberdade de pensamento, expressão e culto de outros. Os que defendem a aprovação deste projeto querem calar a Palavra de Deus. Não permita!

zwinglio rodrigues disse...

Olá!!

Já votei novamente!! Mãos a obra irmãos!!

Abraços!!

Marcone Figueira Cabral disse...

O Sim está com 52%!!!

Acabei de sair da tela de votação e pude constatar que o Sim está ganhando, mas me parece que só consta 8.000 e poucos votos, seria interessante que todos que votaram e colocaram suas opiniões aqui, votassem novamente. E claro votar NÃO.

Sou contra todo tipo de violência contra um ser humano, seja ela física ou moral, mas também sou contra que meu direito de opinar sobre qualquer que seja o assunto não possa vir a ser exercido, seja uma opinião a favor ou contra, e nesse assunto, fico com a posição da palavra de DEUS.

Os gays sabem que sua escolha sexual não agrada a Deus, já ouvi um gay falar que não entra numa igreja, porque não pode adorar a Deus e desejar um outro homem, e eu simplesmente disse que Deus o ama e que Ele morreu pelo seus pecados e que é necessário uma mudança de vida.

Caso este país siga em frente e desobedeça a Palavra de Deus nesse quesito, que Deus possa ter misericórdia desta nação e nos poupe de tamanha provação.

Que Deus assim nos abençoe.

INTERNAUTAS CRISTÃOS disse...

O Senado afirmou ter tirado do ar e zerado a enquete porque antes era possível aos usuários votar mais de uma vez. Mas isso é uma grande mentira, pois continua sendo possível votar várias vezes, bastando para isso deletar os cookies do navegador após votar.

A verdade é que a liderança do NÃO incomodou os militantes pró-homossexualismo. E, aliás, se alguém burlou a enquete foram justamente eles, que surpreendentemente estavam conseguindo, em vários momentos, alcançar os votos dos cristãos. Algo muito improvável considerando a gigantesca mobilização cristã contra esse projeto maldito. Faça uma busca na internet e verá a grande quantidade de sites e blogs convocando os cidadãos a votarem NÃO.

Portanto, vamos continuar votando NÃO a esta aberração!

Cristiano Silva disse...

Não é por nada, mas Julio Severo acaba de afirmar que já foi aprovado no Senado este projeto. Vejam aqui.

Robson Silva de Sousa disse...

EUREKA... O SENADO DESCOBRIU A GALINHA DOS OVOS DE OURO...

Oras bolas, se o resultado anterior foi ZERADO porque não expressava a verdade, todas as demais enquetes são mentirosas, os resultados são mentirosos, os (i)responsáveis pela administração do site são mentirosos, nossos (in)digníssimos senadores são mentirosos...

Louvado seja o SENHOR pela Sua Palavra, que é Fiél e VERDADEIRA:

"Seja Deus verdadeiro, e mentiroso todo homem." Romanos 3.4.

Abraços, Mauro.

Prossigo de olho nas falácias do SENADO...

E JÁ VOTEI NOVAMENTE: NÃÃÃÃÃÃOOOOO

Cristiano Pereira de Magalhães disse...

Caríssimos irmãos,

Acabei de votar, segundo a nova enquete. Estamos na frente: 54% a 46%.

Cordialmente.

Cristiano Pereira de Magalhães

Cristiano Pereira de Magalhães disse...

A notícia está confirmada? O Projeto de Lei já tinha sido aprovado pela Câmara, se não me falha a memória. Creio que foi de autoria da fantástica ex-prefeita de São Paulo...

Só espero que o LULA tenha coragem de vetá-lo...

Queridos irmãos, na modesta opinião, se esse projeto for aprovado, teremos sérios problemas...

Cordialmente.

Cristiano Pereira de Magalhães

Solano Portela disse...

Caro Cristiano:

Creio que não procede. O parecer foi aprovado em UMA COMISSÃO - a Comissão de Assuntos SOciais, por manobra da Senadora Fátima Cleide (gravem esse nome), em uma situação onde nem constava da pauta do dia da refereida Comissão. Possivelmente, vendo que os vontatntes lhe eram favoráveis, conseguiu "empurrar" a matéria. Não sei por quantas outras comissões tem de passar, mas, na realidade, não houve "aprovação do senado".

Abs

Solano

Cristiano Silva disse...

Sorry, my bad...

Tiago Abdalla disse...

Votei agora há pouco e o resultado continua o mesmo, ainda estamos na frente, graças a Deus.

não - 54%
sim - 46%

Abraços,

Tiago Abdalla

João disse...

Caros irmãos,

Estamos mesmo preocupados com o resultado de uma enquete feita por um site do governo?

Estamos mesmo achando isso relevante?

Independentemente da aprovação desta lei (ou não aprovação), será que realmente muda algo relativo à nossa fé, missão e esperança?

Ao invés de orarmos e buscarmos a Deus, estamos preocupados com a política e suas decisões humanas?

Recordo-me do episódio da "questão do tributo", das moedas que Pedro tirou da boca de um peixe. Não vi Jesus desafiando a lei secular, nem muito menos se importando com ela.

Mas aqui estamos! "Oba, estamos na frente!". Como se a fé e a doutrina estivessem em campo, como num jogo de futebol.

Não votei, nem votarei. Minha pátria é a celestial, estou aqui de passagem, buscando fazer a vontade de Deus com as armas do amor e da fé, e não com as armas dos Zelotes.

Se Antipas foi fiel até a morte, mesmo tendo vivido na cidade onde ficava o "Trono de Satanás", quero ser preso e morto por ser fiel a Deus. Com ou sem lei humana. Afinal, as coisas do homem são temporais, mas as de Deus, eternas. E quem está em Deus não cogita das coisas dos homens.

Uma última observação: caso eu convença um homossexual a se tornar heterossexual, ele será salvo? Ah, não? O que, então, ele deve fazer para ser salvo? Crer em Jesus, confessá-Lo, arrepender-se e seguir a Cristo? ENTÃO PREGUEMOS O EVANGELHO, FALEMOS DE JESUS!

João Paulo
(Presbiteriano)

Marcelo Brito disse...

Gente, o que é isso? Estou envergonhado... Por um acaso os homossexuais não merecem ser respeitados? Que absurdo... Se teve uma coisa que Jesus nos ensinou, foi a ser tolerante com aqueles que são diferentes...
Vejo que a igreja que está presente nos dias de hoje é aquela mesma que há um pouco mais de 100 anos endoçava a escravidão e que escravizava.
Antes que cogitem, sou heterossexual, casado, possuo um filho.
Que vergonha de morar em um país onde as pessoas confundem moralismo com hipocrisia.

Anônimo disse...

Acabei de dar a minha contribuição votando "não". O placar está 54 a 46% para o "não".


Osvaldo Pimentel Filho
IP Vila Mariana - São Paulo

Cristiano Pereira de Magalhães disse...

Prezado irmão João Paulo,

Concordo consigo quando diz que nossa pátria não é essa.

Mas, creio que não devemos nos omitir diante de uma situação como essa. Se esse projeto é aprovado, será posta uma mordaça nos púlpitos.

Imaginem a seguinte situação: um delegado de polícia está assistindo a um culto e ouve o pregador dizer, com todas as letras, que o homossexualismo é um pecado, condenado pelas Escrituras.
Ele pode levantar de seu lugar e prender o pregador em flagrante pela prática do crime previsto na hipotética lei aprovada. E digo mais, qualquer um pode fazer isso, isto é, prender em flagrante (as autoridades e seus agentes são obrigados, os cidadãos tem o direito de escolha).
Obviamente, temos que lutar contra. Contudo, lembremos que a decisão não é do Congresso Nacional, mas do nosso SENHOR.
Façamos a nossa parte, como se tudo dependesse de nós e oremos, pedimos em oração ao SENHOR, pois tudo depende DELE.
Está lembrado de Romanos 12.1?

Cordialmente, em Cristo Jesus.

Cristiano Pereira de Magalhães

Robson Silva de Sousa disse...

Meu prezado Mauro,

Permita-me "invadir" este espaço novamente, agora para responder ao amigo Marcelo Brito que, penso eu, não entendeu bem a essência da coisa. Vou ter que responder em duas etapas porque o texto ficou muito grande. OK?!

...................................

Caro Marcelo,

Assim como você também sou casado (há 16 anos), pai não de apenas um, mas dois filhos e uma filha (todos adolescentes). Crente em Jesus desde os 14 anos.

Formado em Direito, atuei na área hoteleira por quase 16 anos, tendo conquistado o respeito e a amizade de não menos que uma dúzia de indivíduos homossexuais, dos quais mantenho contato com alguns.

A despeito de suas preferências e convicções, sempre anunciei o evangelho de Cristo Jesus a esses amigos, tendo inclusive debatido de forma intensa, mas muito respeitosa, o capítulo 1 da carta paulina aos Romanos com vários deles.

Logo, não estamos falando aqui de desrespeito à pessoa dos homossexuais, e certamente não é este o princípio bíblico cristão que devemos seguir.

A questão é de ordem LEGAL: estamos falando da REPROVAÇÃO por parte da comunidade evangélica de uma LEI dotada de um autoritarismo sectário, que visa privilegiar um grupo social em detrimento de outro, em razão e em defesa de suas escolhas, consideradas por muitos de nós como imorais, segundo os princípios bíblicos, nos quais está pautadas nossa FÉ, e pelos quais conduzimos nossas vidas tanto do aspecto ético, quanto moral.

Certamente não te é oculto que vivemos hoje em uma sociedade que admite, protege (sob o pretexto do risco de contaminação por DSTs e gravidez) e incentiva a que adolescentes e jovens (solteiros) pratiquem livremente o sexo (a despeito da menoridade), argumentando-se, inclusive, que esse é um direito tutelado pela Declaração dos Diretos Humanos e pelo princípio da Dignidade da Pessoa Humana. Alguns desses jovens, como os adeptos do movimento EMO, chegam a praticar o sexo com mais de um parceiro (homo ou hetero), a despeito do gênero, sob o manto da LIBERDADE ABSOLUTA.

Dessa forma, banalizam a santidade do matrimônio e desdenham da imutabilidade dos padrões e princípios divinos consoantes não apenas ao matrimônio, mas à gênese da família:

“Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” (Gn 2:24); “Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.” (Mt 19:4-6)

Ora, se tais direitos (considerada a juridicidade do tema) são verdadeiros e superiores àqueles limites traçados pelo Criador, como instruir, orientar, ensinar “o menino no caminho em que deve andar” segundo os princípios bíblicos sem ferir-lhe a honra, a dignidade, e os direitos e garantias fundamentais elencados na Constituição Federal, Estatuto da Criança e do Adolescente, DUDH, Código Penal etc.?

Robson Silva de Sousa disse...

... continua.

Acorda Marcelo! Estão tentando nos roubar o direito (e o dever) sagrado de “andar com nossos meninos”, enquanto os ensinamos.

Que faremos então: Acabaremos com nossas Escolas Bíblicas Dominicais? Nossos Cultos de Doutrina? Nossas Profissões de Fé? Nossos Cursos e Orientações para Candidatos ao Batismo e Casamento?

OU TEREMOS QUE FAZER TUDO ISSO A PORTAS FECHADAS?

É, prezado Marcelo, é disso que estamos falando:

LIBERDADE para o HOMOSSEXUAL vir às nossas igrejas, sentar-se em nossos bancos, desfrutar do ambiente sagrado de nossos cultos, MAS PRONTOS E DISPOSTOS A OUVIR as verdades contidas nas SAGRADAS ESCRITURAS, a despeito de concordar ou não com elas.

USAR E ABUSAR desse DIREITO para ferir ou agredir verbal, psicológica, emocionalmente o visitante GAY: NEM PENSAR!

Mas com todo o AMOR contido nas ricas e preciosas linhas da PALAVRA DE DEUS, apresentar-lhe a CRISTO, de forma que o ESPÍRITO SANTO possa (esse sim) convencê-lo DO PECADO, DA JUSTIÇA e DO JUÍZO.

Ora, se nós nos calarmos (voluntária ou compulsoriamente), “as próprias pedras clamarão” (Lc 19:40).

“Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma” (Hb 10:38-39)

Em CRISTO nosso SENHOR,

Pb. Robson Silva
Prossigo para o Alvo... Fp 3:14

Anônimo disse...

Para refrescar a memória...(texto tirado do Jornal da Câmara)

"Takayama condena aprovação na Câmara de projeto que criminaliza a homofobia

O deputado Takayama (PAN-PR) condenou a aprovação do Projeto de Lei 5003/01, da ex-deputada Iara Bernardi (PT-SP), que criminaliza a homofobia. “Vamos até a última instância se o assunto não retornar a esta Casa, a fim de o debatermos amplamente, para daqui brotar a luz. Esta Casa tem a responsabilidade histórica de não permitir que uma lei como essa tolha dos cristãos o direito à livre expressão”, afirmou A proposta, que considera crime o preconceito de gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero, foi aprovado pela Câmara e tramita no Senado com o número 122/06.
Takayama criticou a ausência de debate durante a aprovação do projeto de lei no Plenário e disse esperar que o texto volte à análise da Câmara depois de passar pelo Senado. De acordo com o deputado, com os senadores o tema vem sendo debatido, o que não teria acontecido quando o projeto tramitou na Câmara. “Debatemos com o senador Paulo Paim o perigo que este projeto representa para a família brasileira”, disse. O PLC 122/06 tem como relatora a senadora Fátima Cleide (PT-RO).
Na avaliação do parlamentar paranaense, o projeto foi aprovado “ na calada da noite e no apagar das luzes da Legislatura anterior”. Ele afirmou que existe um acordo de líderes na Câmara pelo qual os temas polêmicos não seriam fruto de votações simbólicas, mas deveriam passar por um amplo debate antes da aprovação ou rejeição. “Mas não nos deixaram debater o projeto nesta Casa. Passaram a proposta de forma sorrateira”, afirmou.
Na opinião de Takayama, o projeto da ex-deputada Iara Bernardi afronta a liberdade de expressão, na medida em que proíbe qualquer manifestação contrária aos atos realizados entre pessoas do mesmo sexo. “Se esta lei for aprovada, um padre, um pastor, ou mesmo um pai de família não poderão mais condenar a relação homossexual, sob pena de serem punidos”, argumentou. Takayama disse ainda que os cristãos “amam os homossexuais, mas não o homossexualismo”, e pediu um debate franco e aberto sobre o projeto. “Se a Câmara entender que a proposta deva ser aprovada, me curvo à vontade da maioria. Mas não podemos deixar de discutir o projeto de lei e aprová-lo sem avaliar suas conseqüências para a família brasileira”, disse. Para o deputado, não há dúvidas de que matar uma pessoa por ela ser homossexual “é um aburdo e sobre isso não pairam dúvidas, mas da mesma forma, uma proposta que “tolhe o direito do cristão de manifestar seu pensamento é igualmente absurdo”.

andré araújo disse...

o link do texto do Jornal da Câmara

http://www2.camara.gov.br/internet/jornal/chamadaExterna.html?link=http://www.camara.gov.br/internet/jornalcamara/lista.asp?texMateria1=PLC&nomOperacao1=AND&texMateria2=122&nomOperacao2=&texMateria3=

andré araújo disse...

quem se lembra disso... a situação é preocupante, irmãos!!

Decreto de 28 de Novembro de 2007

Convoca a I Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, e dá outras providências.
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VI, alínea "a", da Constituição,

D E C R E T A :

Art. 1º Fica convocada a I Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais, que será realizada no período de 9 a 11 de maio de 2008, sob os auspícios da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, com os objetivos de:

I - propor as diretrizes para a implementação de políticas públicas e o plano nacional de promoção da cidadania e direitos humanos de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais - GLBT; e
II - avaliar e propor estratégias para fortalecer o Programa Brasil Sem Homofobia.

Art. 2º A I Conferência Nacional será presidida pelo Secretário Especial dos Direitos Humanos e desenvolverá seus trabalhos em torno da seguinte temática: "Direitos Humanos e Políticas Públicas: O caminho para garantir a cidadania de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais".

Art. 3º A I Conferência Nacional terá a participação de delegados representantes da sociedade civil, a serem eleitos em conferências estaduais, e de delegados representantes do poder público, na proporção de sessenta e quarenta por cento, respectivamente.

Art. 4º A Secretaria Especial dos Direitos Humanos constituirá, mediante portaria, a comissão organizadora da I Conferência Nacional, com vistas à elaboração do regimento interno e de orientação para as conferências estaduais, assim como ao acompanhamento da organização daquele encontro.

Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 28 de novembro de 2007; 186º da Independência e 119º da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Dilma Rousseff

Publicação: Diário Oficial da União - Seção 1 - 29/11/2007 , Página 26 (Publicação)

Anônimo disse...

Prezados, Graça e Paz!

Por favor, permitam-me utilizar este espaço para tratar de um tema diferente do post do Rev. Mauro Meister. O Felipe Sabino da editora Monergismo está precisando de apoio para publicação em português da melhor Teologia Sistemática Reformada da atualidade. Trata-se da "A New Systematic Theology Of The Christian Faith" do Dr.
Robert Reymond (Knox Theological Seminary em Fort Lauderdale, Flórida). Os interessados em ajudar podem pedir maiores informações enviando e-mails para:

reymond@monergismo.com

Obrigado e por favor colabore.

Osmar Neves, Brasília-DF em 12/11/2009.

Tiago Abdalla disse...

Prezado João Paulo:

"Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, PARA QUE TENHAMOS UMA VIDA TRANQÜILA E PACÍFICA, COM TODA A PIEDADE E DIGNIDADE"
(1 Timóteo 2.1-2).

Danilo Neves disse...

Augustus
Solano
Mauro

Usem o Tempora para divulgar estes links na forma de um "post", se possível:
http://www.youtube.com/watch?v=OIktlGuHTxs&feature=related (1 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=ZLwyjHbr3rQ (2 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=EjsADHWX5xI (3 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=atIxSwmIuF0 (4 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=x-tsTW8SfrM (5 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=TLzapKyJfvM (6 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=PmFsdfYvGlg (7 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=bacMAeo8NbI (8 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=Mzi2sHTp-cU (9 de 10)
http://www.youtube.com/watch?v=8oBUI1rLN4k (10 de 10)

São os vídeos legendados do documentário de Ben Stein, protagonista no "Expelled: No Intelligence Allowed [Expulsos: Não é permitido inteligência]"

O blog de vocês é muito visitado e seria muito bom vcs divulgarem esse material!

Um abraço!
Graça e paz, em Jesus, o Filho de Deus. Amém.

INTERNAUTAS CRISTÃOS disse...

Agora os gayzistas estão nos caluiando e tentando inverter as coisas. Vejam:

http://mixbrasil.uol.com.br/upload/noticia/5_69_74983.shtml

Pb. Rogério C. Nery disse...

Irmãos!
Hoje (15/11/09) estou tentando novamente votar na enquete do Senado, já que a primeira foi anulada depois de uma invasão cristã, digo, hacker.
E não é que novamente a enquete está fora do ar!!!
Seria um problema do meu computador?

INTERNAUTAS CRISTÃOS disse...

Essa novela não termina... A enquete está novamente fora do ar.

Ellen Goto disse...

Olá, Reverendo. Não tive tempo de ler todos os comentários com cuidado - me perdoem se estou repetindo o assunto -, mas acredito que o senhor já esteja ciente do novo personagem "aparentemente gay" que o Maurício de Souza criou para ser melhor amigo de sua personagem Tina. Fiquei chocada quando vi a reportagem.

Há informações em: http://www.pulpitocristao.com/2009/11/mauricio-de-souza-cria-personagem-gay.html e http://gazetaonline.globo.com/index.php?id=/divirta_se/noticias/materia.php&cd_matia=564630

Abraço em Cristo,
Ellen Goto

Igreja Presbiteriana Central de Senador Camará disse...

RESPOSTA AO COMENTÁRIO SOBRE A PL 122/06

http://ipcentralcamara.blogspot.com/2009/12/resposta-ao-comentario-sobre-pl-12206.html